quinta-feira, 5 de junho de 2008

O QUE A FOTO PROVA?

A foto acima (que não está no livro e me foi enviada anonimamente) mostra o governador LHS escrevendo alguma coisa na capa da revista Metrópole, edição “Por toda Santa Catarina”. A moça ao lado dele é a Márgara Hadlich, na época funcionária da editora Metrópole. A ela cabia a execução da revista, entrevistas, contatos com autoridades e anunciantes.

(Pra que não restem dúvidas sobre qual a revista em que LHS apóia as mãos, girei a capa 90°, aqui ao lado. Se clicar nas fotos abre-se uma ampliação)

Tá, e daí? Bom, qualquer foto pode ter várias “leituras”, dependendo da posição política do leitor e de seu nível de informação. E todas bem razoáveis e plausíveis. Por exemplo:

1. A moça, querendo guardar uma recordação, levou a revista em que ela trabalhava e que tinha matérias sobre a descentralização, para mostrar ao governador e aproveitou para pedir-lhe um autógrafo. E ele, como bom político, atendeu.

2. A moça, por solicitação do próprio governador, levou-lhe o “boneco” da revista (a prova, antes da impressão), para que ele desse uma olhada e autorizasse. A foto mostra o momento em que ele assina a provinha, autorizando a publicação.

A foto em si, portanto, nada prova. No máximo, informa que LHS conhecia a revista. E se aparecer um “boneco” (a provinha) com a assinatura de LHS? Prova que ele autografou aquele papel. E até aí morreu Neves. Mas e se ele escreveu algo mais? Aí vai depender do que estiver escrito. Só que, por enquanto, a conversa morre aqui, porque nem se sabe se o papel existe.

7 comentários:

Anônimo disse...

Essa moça é repórter??? Será mesmo??? Meu caro blogueiro, jornalista de muita experiência, com anos de estrada, tanto nas redações, quanto em assessoria de imprensa e até mesmo no curso de graduação em jornalismo da Ufsc, desde quando repórter vende anúncio? Ou mesmo pede autógrafo em capa de revista. Esse país não tem mesmo juízo, conseguiu ser enganado pelos políticos e empresários da "grande mídia" e não aprovou o Conselho Federal de Jornalismo. Os tolos acharam que o Lula queria censurar a imprensa. Babacas. Não perceberam que os jornalistas sérios deste país queriam mesmo era acabar com este tipo de "jornalismo", praticado por picaretas como Nei Silva, Danilo Gomes e quetais.

O sonhado CFJ teria possibilidade de dar um pouco mais de respeito a esta classe que parece não ter vergonha na cara. Ou achas que médicos, advogados e quetais permitem que charlatões (ãs) apitem na seara deles?

Uma vergonha!!!!

Anônimo disse...

Sr. Anônimo. O Conselho Federal de Jornalismo não seria 'para os' e nem daria conta 'dos' picaretas. Mais: as searas coorporativas ao menos dos Advogados (vide exemplos recentes que pululam na mídia) estão contaminados por picabiltres de todas as espécies, inclusive prevaricadores segundo o MPF(descumpridores de ordem judicial) e alguns ligados umbilicalmente com o crime. Não são os conselhos que depuram as classes. Há infelizmente uma gravíssima crise ética. Há uma sensação de impunidade. Há uma cara-de-pau tamanha que beira a indecência. A propósito dos dotes da 'jornalista', ela é sindicalizada e inscrita na FENAJ?

Cesar disse...

O debate está interessante, mas permitam-me meter minha colher torta num pequeno detalhe: a sindicalização é opcional. O registro profissional (no Ministério do Trabalho) é que é o documento que habilita o Jornalista ao exercício profissional.

E sobre o Conselho: os dois comentaristas têm razão.

Lunar - Jorge Oliveira disse...

Nosso país é fecundo em leis; belíssimas leis. Ricas em conteúdo, regulamentações, os cambáu!
Mas o que dizer quando quem as elabora são os primeiros a descumprí-las? Abrigados sob o confortável manto da imunidade parlamentar (uma imoralidade que dificilmente será extinta), fazem o que querem e ainda gozam da nossa cara.
Leis não são cumpridas, e o que é regra passa a ser exceção.
E nem precisa ir muito longe.
É engraçado, mas este mesmo blog é um exemplo bem típico do que acabo de escrever, não é mesmo? Vejam só a observação que o blogueiro colocou na caixa de comentários:
FAÇA UM COMENTÁRIO

Este blog não aceita (mais) comentários anônimos. Os comentários só serão publicados depois de lidos por mim. Desculpem o inconveniente e espero que compreendam a necessidade desta precaução.


Estão tá! (risos não irônicos).

Jorge Oliveira
jorge_r89@hotmail.com
Laguna - Santa Catarina

Anônimo disse...

Pergunta o jornalista: "O que a foto prova?" Entre outras coisas, que a moça poderia ter escolhido um vestido mais seguro, não? mais um pouco...rsss rss

Anônimo disse...

O anônimo das 2:39 nunca viu os vestidos da "concorrência" (em todos os sentidos)

Anônimo disse...

O anônimo das 2:51 revela-se uma pessoa "machista". Que feio...rsss.