quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Teimosia conveniente. Pra quem?

Lembram que na época em que em todo o Brasil estavam sendo proibidos os bingos, Santa Catarina, por intermédio da Codesc (Içuriti), insistia em mantê-los? E que usava a estrutura pública para entrar com recurso após recurso na Justiça, tentando dar uma sobrevida ao... “setor”?

Pois agora parece que vamos entrar em nova roubada (roubada? hum... disse-o bem) desse tipo. A obrigatoriedade de registro em cartório dos financiamentos de veículos está sendo derrubada em várias instâncias, mas o governo catarinense, por intermédio do Benedet (Secretaria da Segurança e Detran), não dá mostras que vá desistir. Ao que tudo indica, financiaremos nova batelada de recursos em defesa do indefensável.

11 comentários:

Schneider disse...

Por falar no "setor", de onde veio e para onde iria aquela grana que esstava com o Aldo Hey Neto?

Anônimo disse...

Zanotto, o procurador-geral da época chegou a bradar nos jornais que iria a Brasília defender a legalidade de um tal Decreto catarinense. [Frente à Constituição (sic) cfr. Jornal A Notícia e colunistas políticos]. Depois, bem desaconselhado sobre a heresia jurídica, desencantou-se com a idéia.

Anônimo disse...

Tio César,

Eles são agentes do Luiz Henrique.
Será que os cartorários destinariam estes recursos às vítimas das enchentes?
Não.
Isto será compensado nas próximas campanhas!

Anônimo disse...

Ser burro é uma coisa, mas manter o estado de burrice é muito mais grave.

Anônimo disse...

Cartórios particulares já é uma coisa que só existe no Brasil - uma herança das capitânias hereditárias. Obrigação de registrar (e pagar) nessas sinecuras uma ação comercial entre cidadãos é uma excrecência maior ainda. Mas para meter a mão no bolso dos outros aqui vale qualquer coisa. Burocratas só visam seus pequenos ganhos. Infelizmente, revendedores de automóveis, devo comunicar que vcs vão perder clientes. Afinal, comprar um carro mais barato em Curitiba é tão fácil como cortar mamão. Tomaram?

Anônimo disse...

Tá no Claudio Humberto e no Canga: "O Senado aprovou por 34x11 votos emenda à MP 442 que proíbe de vez a obrigatoriedade de registro de contratos de financiamento de carros e motos em cartórios. O Detran-RJ cobra R$ 792 pelo registro ilegal. Pois é, em Santa Catarina a Justiça proibiu a cobrança. Mas o Detran insiste em se manter na ilegalidade. Qual seria a razão para o órgão de trânsito catarinense agir dessa forma? Hummm....

Anônimo disse...

Eu chamo isso de Estado sem dono. Não tem ninguém que mande e que seja respeitado. Aqui os caras pensam que é a Casa da Mãe Joana.

Anônimo disse...

Anonimo das 122PM: a razão para o descumprimento da ordem judicial? É a leveza da multa diária: apenas R$ 50.000,00, quando a arrecadação dos cartórios ultrapassa em muito esses valores. Se a multa fosse um milhão por dia, por certo eles teriam parado de cobrar

Anônimo disse...

Essa história dos Bingos deu muito pano pra manga, e resultou em muitas viagens de Procuradores do Estado à Brasilia... por coincidência, um desses procuradores morava no estreito e inicou uma obra em jurerê internacional. Quero dizer que isto é apenas uma coincidência.

Anônimo disse...

tio cesar lha o ABSURDOOOOO!!!!! da coisa...

Li la no azevedo:

Criação de novas 7,5 mil vagas para vereador

É quase certo e oficial. E depende, tão somente, de uma dupla votação no plenário do Senado a criação de 7.554 novas vagas de vereadores no país. A PEC foi aprovada, nesta quarta-feira, pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

A decisão acaba com o corte de 8.481 vagas, ocorrido em 2004, por decisão do Supremo Tribunal Federal. A benevolência dos senadores foi tão grande que não haverá cortes nos repasses para as Câmaras pelas prefeituras. Em tempo: a lógica indica que a mudança passe a valer a partir da eleição municipal de 2012, mesmo com o artigo 3º da PEC afirmando que entra em vigor imediatamente. Pelas regras, Florianópolis, por exemplo, terá mais do que os 21 vereadores que já possuía antes de 2004. Tudo porque o número de vagas está relacionado ao crescimento populacional.



Carlo floripa

Anônimo disse...

Se algum deles realizasse seu papel fundamental de FISCALIZAR o país estaria bem melhor porque haveria un cuidado maior. Criar vagas só para gerar "emprego" aumentará as falcatruas e, por eesas razões distribuem MEDALHAS a corruptos....