quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

“Novos” secretários?

O governo anuncia alegremente que LHS deu posse “aos novos secretários”. Novos? Como assim?

Só um dos que tomaram posse hoje à tarde não ocupava uma secretaria de Estado antes. Portanto, a rigor, houve um remanejamento e deu-se posse ao novo secretário da Administração, José Nei Alberton Ascari, braço direito do Júlio Garcia, que agora está abrigado das intempéries. Como era chefe de gabinete da presidência da Assembléia, com a mudança do titular ele provavelmente desceria a ladeira.

Mas, com alguma boa vontade pode-se também admitir que o Gavazzoni, embora apenas trocando de pasta, seja o novo secretário da Fazenda. Era secretário antes (Administração) e é secretário agora, mas pelo menos mudou de endereço. E terá que fazer novos cartões de visita.

Os secretários da Saúde (Dado Cherem e da Infra-estrutura (Mauro Mariani) saíram para tentar as prefeituras de Balneário Camboriú e Joinville e não foram bem sucedidos. De um deles diz-se até que levou uma surra vexaminosa. Agora reassumem seus antigos postos. Não dá pra dizer que sejam “novos secretários”. Até porque os secretários que os substituíram, ex-diretores de confiança, estavam, de fato, interinos. E sabiam, logo que as urnas falaram, que o desfecho seria esse.

Os diretores da Celesc que foram cenicamente empossados (parece que, pra valer, tem que passar pela assembléia da empresa, ou coisa parecida), não se enquadram na denominação genérica de “novos secretários”, são “novos diretores” (e um deles, igualmente, já era diretor, apenas mudou de sala).

Mas a grande surpresa da tarde, sem dúvida, foi a inédita solenidade de desposse do secretário Ivo Carminatti, com a vacância de sua secretaria. Como vocês sabem, ele acumulava, há tempos, a Secretaria de Articulação Estadual com a SC Parcerias. Na tarde de hoje, foi novamente empossado na SC Parcerias. E, pelo que todos entendemos, deixou a secretaria de Articulação. Mas ninguém foi empossado em seu lugar. O deputado Peninha fez forfait e desdenhou do convite. Aí o governo, em vez de poupar o Carminatti e deixar a mudança pra outra ocasião, resolveu mantê-lo em cena, passando uma mensagem razoavelmente clara: o Ivo foi desempossado.

As fotos acima são recortes de uma única foto, da Sabryna Sartott/Secom . Nelas aparecem, da esquerda para a direita e de cima para baixo, Sérgio Alves (Celesc Distribuição), Antônio Gavazzoni (Fazenda), Ivo Carminatti (SC Parcerias), José Nei Ascari (Administração), Dado Cherem (Saúde), Mauro Mariani (Infra-Estrutura) e Eduardo Pinho Moreira (Celesc Holding).

13 comentários:

Anônimo disse...

Se "o Ivo foi desempossado" eu presumo que ele deve ter merecido isso. O que seria, hem? Mistéééééério..rs rs rs..

Anônimo disse...

Cesar, pelo que entendi do que vc escreveu, a Secretaria de Coordenação e Articulação ficou vaga, não é isso? Semana passada disseram que o governador havia batido o martelo por um político, tal de Valdir Cobalchini. Depois disso o governador convidou o Peninha. Ora, se o Peninha não aceitou por que não entrou aquele político? O governador comentou algum,a coisa sobre isso?

Anônimo disse...

Cesar li no Prisco Paraiso:

Ofensiva oposicionista

Se depender da bancada do PP, o governo do Estado vai encontrar resistência para aprovar as Medidas Provisórias que provocaram a auto-convocação da Assembléia para os últimos dias de dezembro. O líder Sílvio Dreveck e o presidente Joares Ponticelli já acionaram o corpo técnico e jurídico da bancada e do partido para apreciar minuciosamente o teor das MPs.

Na apreciação preliminar de ontem, identificaram “pérolas”, segundo Ponticelli. “A cada dia que passa, esse governo está se superando, com manobras variadas para fazer caixa. Além de renúncias fiscais para ampliar a base do Fundo Social, mudanças nas regras sagradas de arrecadação, com alterações em diversas Leis”, protestou.

Joares Ponticelli está indignado com a intenção do governo LHS de modificar a lei de inclusão social, aprovada pelo então governador Esperidião Amin, favorecendo municípios com IDH mais baixo. O oposicionista também denuncia mudanças no Prodec e em dispositivos do ICMS, com benefícios fiscais para regiões que não foram afetadas pelas cheias.


CACAU -FLORIPA

Everton Dinner Lopes disse...

O que eu acho disso: 1)um cara como o Mauro Mariani que teve aquele resultado ridículo em Joinville não deveria ter sido reconduzido a cargo nenhum. 2) se o Gavazzoni estava fazendo um bom trabalho na Administração, que ficasse lá, quem é bom num posto pode ser um desastre em outro. 3) a mesma observação vale para o empresário Sérgio Alves, da Fazenda4) colocar na SEA alguém que não tem experiência para um cargo daquele tamanho é querer que o diretor geral mande na secretaria ou que ela vire a casa da mãe Joana. 5) tirar o Ivo da casa civil(que estava respondendo por ela e pela SC parcerias) deixando o cargo VAGO não faz sentido, então que continuasse como estava. Conclusão: Essa governo parece um final de feira mesmo.

Anônimo disse...

Ora meus, o governo tem que justificar o uso do Teatro Pedro Ivo Campos, e a posse dos "novos" secretários não passa de um teatro...

Anônimo disse...

Geografia das urnas, com recondução do Mauro Mariani? Explica isso, Governador!!!!

Anônimo disse...

O Ivo classificado como "novo" e como "Secretário"? Nota-se a satisfação pela foto!

Carlos disse...

Mas eu tinha pensado que com a famosa deSCentralização todo o poder iria ficar com os Secretários Regionais !!!
Então para que esse troca-troca se não são eles que vão mandar ?
Ou será que eu estou enganado ?
Essa turma é que não me engana !
Era mais simples mandar vir lá de Timbó, que lá tem uma fábrica de picaretas !

Anônimo disse...

Não tens aí um "cupim amigo" para contaminar essa turminha ?

Anônimo disse...

O governo é ridículo!

Anônimo disse...

Li uma frase outro dia que achei engraçada, combina com a foto. Diz que está sendo passado um filme ali no novo Teatro: "Querida, encolhi o PMDB".

Anônimo disse...

Não se fala mais em Governo descentralizado. São tão omissos dizendo sempre sim senhor que as secretarias estão desaparecendo ...ou seja não estão presente no dia a dia da comunidade...ineficientes...ridículas....cabidagem....

Anônimo disse...

ESSA É BOA. "QUERIDA ENCOLHI O PMDB. deve ser porque mandava em tudo,,,no judiciário,,,no legislativo,,,,bo tribunal de contas....etc..Dai cansou e resilveu diminuir...que pooder em LUIZINHO...zão...