sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

LHS X Sargento Soares

Não sei se li errado, mas a principal mensagem passada pela nota oficial do governo do estado a respeito do movimento “guerrilheiro” dos praças está na personalização do líder do movimento, deputado Sargento Soares (PDT), como o inimigo preferencial. Ao dar-lhe nome, sobrenome e o rosto de um deputado, o governo decerto pretende atribuir, ao motim, uma característica de política partidária, que pode ajudar na desqualificação dos manifestantes. Ou, pelo menos, no enfraquecimento do caráter reivindicatório de seus pleitos.

Por falar nisso, os dirigentes do PDT, que participaram de uma animada visita à China (leia aqui), acabam de voltar e bem que poderiam explicar como é que um partido cujo líder na Assembléia é nomeado, pelo próprio governador, como inimigo, mantém uma secretaria de estado e o rótulo (cada vez mais desbotado), de partido da base de apoio (!) do governo.

O restante da nota não tem surpresas: se a implementação das quimeras incluídas na Lei 254 não foi feita antes, quando a conjuntura era mais estável, não será agora, a bordo de crises internas e externas, que haverá qualquer alteração.

O ponto fraco (em termos de argumentação) foi a tentativa, no início da nota, de criar um clima emocional, citando o desastre no Vale do Itajaí e o número de mortos, como quem pretende dizer que “apesar disso, esses insensíveis ainda pensam nos próprios soldos”.

EM TEMPO – o moderníssimo site de notícias do moderníssimo governo da modernidade não permite links diretos a cada uma das notícias. Então, coloquei a íntegra da nota do governo aqui.

11 comentários:

Anônimo disse...

Segurança prejudicada

Segurança pública está prejudicada em várias regiões do Estado por causa da paralisação dos praças,ESTA NO mOACIR Pereira.





André - fpolis

Anônimo disse...

É só o Governador assegurar os recursos financeiros à reeleição do Sargento, o que ele sabe fazer muito bem, que a greve para!
O resto dos praças, ah esses não são o interesse de quem vende uma instituição para sua eleição!
Governo e Deputado são responsáveis pela destruição da PM catarinense!
O resto é blá, blá, blá...

Schneider disse...

É, caro César. Coisas da modernidade. Esses praças causando transtornos ao governador Luiz Henrique. Ora, um governante de tamanha magnitude não pode perder tempo com simples soldados. Ele necessita de tranqüilidade para estudar aquela dívida do Estado com a Engepasa, que segundo o próprio está na casa de um bilhão.
Esses praças estão roubando o tempo que LHS necessita para estudar a implantação do metrô de superfície.
Tomara que o movimento acabe logo para não prejudicar a próxima "missão" internacional do governador-chanceler.
Esses praças são muito ingratos mesmo. Elegeram Luiz Henrique e agora "atravancam o pogresso".
Será que em 2009 os professores farão mesmo em relação ao piso nacional?

Anônimo disse...

O Governador está pensando lá na frente, nos votos dos praças e de suas esposas, e deixando a segurança dos catarinenses, que já não era boa, em frangalhos. Se o governador pensasse no que é melhor para o EStado e para os Catarinenses, já teria dado um basta nesses funcionários que estão brincando com a segurança das pessoas. Mas, parece que agora o governador se acordou e chamou a Força Nacional. Que venha logo essa força e coloque os praças em seus devidos lugares. Chega do poste mijar no cachorro. Cadê a hierarquia? cadé a disciplina militar? Os praças estão rasgando as normas da caserna na frente do icompetente Comandante Geral e do impoluto Governador do Estado.

Anônimo disse...

hierarquia não combina com policia,é uma palavra distinta a militares,a pm está falida no seu modo de ser ,para que não ocorram casos dessa natureza,simplesmente torne-a como a policia civil,não trabalha,não recebe,desse modo o aquartelamente não lhes será benéfico.podem até usar uniformes,mas farda não.

Anônimo disse...

O governador deveria honrar seus compromissos e cumprir a Lei 254/03que ele mesmo sancionou. Durante a campanha em 2006, o LHS compareceu na Assmebléia da APRASC e disse que pagaria o aumento restante aos praças nos dois primeiros anos do mandato. Onde está a palavra do governador?

Anônimo disse...

Acovardia do governo em determinar um estado de prontidão (todos os pm devem se apresentar no quartel), bem como a chamada da forçanacional, somados ao fato da ter colocado a policia civil fazer policiamento ostensivo (em São Miguel do Oeste), demostram a covardia e desespero de um governo fraco e fadado aos fracassos que virão. Em tem, o desespero denota-se também no ato do comandante do 11º BPM (SMO) ao atropelar os cones que faziam segurança aos manifestante no portão do batalhão causando perigo e na lamentavel tentativa de homicidio quando o coronel Guerini (9º RPM SMO) determinou ao covarde cabo Santos o atropelamento de um policial e um adolescente integrantes da manifestação;ambos estão com as malas prontas e que o capeta os carregue.

Modesto disse...

Senhor anônimo!!!!!
Me desculpe a palavra, mas o senhor é um verdadeiro imbecil que não sabe o que fala. Já que você é dono da verdade, me responda...
Como é que um governador sanciona uma lei (254), há 05 anos e não a paga???
Mais uma coisa, o Deputado Sgt Soares não se vende, também não precisa de nenhuma base para se reeleger. Isso eu te garanto seu idiota.

Anônimo disse...

Caros anônimos, precisa de Lei para prometer alguma coisa? Precisava da Lei 254 para prometer aumento de salário? Isto foi uma promessa de campanha sem vergonha de um governo sem vergonha para uns idiotas vestidos de farda.

Anônimo disse...

Tio,
A secretaria não pertence ao PDT e sim ao clâ da família de Luca. O Dias apenas segura o cartaz do "bom-partido" PDT.
Bons frutos florescem e favorecem ao clã e superiores. Jurerê, Alves de Brito, Beira mar, etc..
Enquanto isso a Receita Federal esta em internada e em tratamento contra miopia... ou será estrabismo.

Anônimo disse...

Engraçado tudo isso!

O pessoal que fala mal dos praças, sem ao menos saber o que significa a palavra, sem ao menos entender o que é vestir uma farda, falando que "o governador está pensando lá na frente, nos votos dos praças e de suas esposas, e deixando a segurança dos catarinenses, que já não era boa, em frangalhos", mais que cara idiota esse, não sabe o que está falando e olhem mais " Se o governador pensasse no que é melhor para o Estado e para os Catarinenses, já teria dado um basta nesses funcionários que estão brincando com a segurança das pessoas" que idiota, como que se nós Militares Estaduais, não fizessemos parte deste estado, não tivessemos família para proteger, e o mais engraçado, um babaca falando que os funicionários são apenas funcionários e não gente, continuando "Chega do poste mijar no cachorro. Cadê a hierarquia? cadé a disciplina militar? Os praças estão rasgando as normas da caserna na frente do icompetente Comandante Geral e do impoluto Governador do Estado", o rapaz, deixa de ser ignorante, cresça, idiota, babaca, não podemos ter direitos, não podemos buscar o melhor, você nem conhece nossa situação para tar falando essas babaquisses, se fosse militar, independente em qual posto ou graduação estivesse, e honrasse a farda não taria fazendo argumentações baixas como estas, espero que não seja um. Somos pessoas, trabalhadoras, buscando o melhor para nós e nossas famílias, amamos o nosso trabalho, mas isso não nos deixa apenas na situação de cumprimento de deveres, queremos direitos também.