segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Movimento dos praças

Os praças catarinenses e suas mulheres estão agitando a segunda-feira na capital. Pode-se até não dar muita importância para a mobilização, mas é impossível não ver o que está ocorrendo.

A Associação dos Praças criou um blog (“Blog Lei 254 Já!” aqui) para fornecer informações sobre a paralisação em texto, fotos e vídeos. A galeria das fotos está aqui.

Praças do Oeste, do Vale e de outras regiões estão ajudando os praças locais a “tomar o controle” de alguns dos quartéis de Florianópolis. Viaturas policiais têm seus pneus esvaziados para ajudar a trancar o acesso aos quartéis.

O PEPINO DO GAVAZZONI

Se o novo secretário da Fazenda achava que tinha amigos no governo, já deve ter descoberto que alguém o odeia: colocá-lo para gerenciar o cofre num período de queda de arrecadação e ânimos exaltados, é coisa que não se faz com gente da turma. O Sérgio Alves deve estar respirando aliviado.

O governo empurrou com a barriga o problema que o próprio governo criou, ao sancionar a tal lei 254 (dos reajustes dos policiais) e agora, com um baque histórico na arrecadação causado pelo desastre natural, certamente terá dificuldades ainda maiores para encontrar uma saída.

Pra “ajudar”, as seguidas renúncias fiscais (via Funturismo, Funsocial e outros fundos) para financiar todo tipo de espetáculo e atividade, têm deixado os servidores públicos irritados.

7 comentários:

Anônimo disse...

Acredito que no momento quem está no comando da Polícia Militar de SC, ou seja, os Praças é o Sr Deputado Estadual. Pois se o Comando Geral quer neste momento voltar a ser respeitado e reassumir o comando de seus subordinados, ele que respeite os direitos dos mesmos e assuma o comando da greve, se posicionando do lado do seus combatentes, pois neste momento no comando ele ja não esta mesmo, senão não teria esses batalhões fechados.Então Sr Comandante, quer continuar a ser respeitado, então primeiro se dá ao respeito, pois respeito não se ganha se conquista.

Zois disse...

Caro César, o governador, com certeza é um perdulário, que faz misericórdia com o chápéu alheio e não prestigia quem paga seus tributos em dia. Esses REFIS nada mais são do que benefícios fiscais aos maus pagadores. E, qualquer outro tipo de renúncia fiscal, contribui para redução de tributos,e facilitar ou ajudar amigos do rei. Sim, com certeza os amigos são avisados para não pagarem em dia que depois vem qualquer decreto anistiando ou ainda criando favores fiscais. Enquanto isto, os não amigos do rei, os pagadores em dia, perdem por terem sido adimplentes. Se não fosse inconstitucional, iria sugerir que a cada benefício concedido aos maus pagadores, os bons pagadores que se habilitassem em créditos de igual valor.

Zoir disse...

Meus amigos, acho que a Policia Militar há tempo perdeu o comando, quando virou capacho do Governador do Estado. E o Governador sabe disto, tanto é que só convida coronéis fracos, que nunca se impuseram como comandantes, mas tão só com subservientes. Alguem sabe o nome do atual comandante? e sabem quantos comandantes já se passaram pelo governdo do LHS? Já se foram meia duzia, e cada um que sai do comando vai para reserva remunerada com vencimento além do recebido na ativa. Então o rodízio no comando da Policia Militar, virou algo como um comando provísório, com objetivo de promover velhos coronéis, em detrimento dos demais oficiais e praças.

Anônimo disse...

kkk... O LHS passou a mão na cabeça dos pracinhas quando os Oficiais, no governo do Amin, puniram que fe manifestação, agora ele é que arque com o PEPINO.. rsrs ... Quero ver ele descascar o abacaxi agora... Como Oficial, apóio o movimento dos praças e estarei de braços cruzados aguardando o circo pegar,literalmente, fogo... TOMA LHS!!!

Anônimo disse...

O Zoir tem quase razão !
Só que o Coronel Eliésio é um oficial honrado que sempre esteve na rua e sempre soube se impor para a tropa e para a população.
Ele deveria entregar o cargo, pois como ele pode comandar quem tem por obrigação fazer cumprir a lei, se o seu superior Luiz Henrique descumpre a lei que ele mesmo fez na campanha eleitoral ?
Vai prá casa, Eliésio !! Honre sua farda, não suje seu belo currículo obedecendo quem desobedece a Lei !

Anônimo disse...

Pois eu como cidadão comum e ignorante pergunto: Antes de se aprovar uma Lei que manda pagar "X" pra algum funcionário público não tem que provar que ela pode ser cumprida?

Anônimo disse...

Lembro que a assinatura foi um agrado que o governador fez, através do então deputado Blasi, Secretário da Marlene Rica, digo, da Segurança, em agradecimento aos votos dos praças saídos do Amin. É verdade que foi um ato político, mas acima de tudo jurídico, pois se trata de lei. E quando foi assinado era para cumprimento até final do mandato do governador, que seria 2006. Depois de 5 anos vir agora dizer que não pode cumprir face as enchentes de novembro de 2008? isto parece um circo onde só tem palhaços: um chamado governador e outros chamados praças.. bem feito pros praças que venderam seu voto por conta de uma promessa de campanha