domingo, 16 de novembro de 2008

RECADO DO LEITOR

Um leitor deixou um comovente comentário/apelo na nota sobre o prefeito vingativo de Calmon, que chega a doer no coração, nesta manhã chuvosa de domingo:
“Tio Cesar,
Não precisa ir mto longe. Aqui, bem pertinho de vc, está o exemplo (mau) de São José. O Prefeito brigão Fernando Elias, que levou uma surra nas urnas, ficando em quarto lugar decidiu exonerar todos (eu disse TODOS) os funcionários comissionados na segunda-feira. A cidade está completamente abandonada e, ao contrário da justiça de Calmon, por aqui os juizes e promotores "fingem" que não vêem o "desgoverno" comprometendo a vida da população. As ruas estão cheias de buracos, sem sinalização (nem faixas de seguranças em ruas asfaltadas as pressas antes das eleições), a saúde em greve, sem remédios, médicos e postos de saúde fechados, o atendimento na prefeitura precário e burocrático, as escolas sem papel higiênico, etc... O "raivinha" da Grande Florianópolis também não está pagando nenhum fornecedor da prefeitura, para desespero de mtas empresas que venderam para o município. Alô senhora juíza (filha do Lohn, aquele do Imperatriz, não tem?) Acorda! Alô Promotores de Plantão: Olhem pelo povo de SJ, jogado à sorte. OLhem o exemplo do Oeste, para fazer valer aqui o direito do cidadão ter os serviços básicos atendidos. Engraçado Tio Cesar que a grande mídia fala pouco sobre o caos de São José. Por que será? Obrigado pelo espaço para desabafar.
Ass: Leitor Josefense.”

5 comentários:

Anônimo disse...

E por que ele não se identifica? É por isso que às vezes 'a grande mídia' não pode trabalhar. E muito menos a pequena. Como pode ter acesso à informação se o povo só dedura mas não bota a cara a tapa? É preciso também um pouco de 'macheza' de quem se acha injustiçado nestas horas. Se o cara não vai mais continuar no cargo, porque o medo de se mostrar? Tenho uma cunhada e três amigos em Sao José, cargos comissionados que não foram dispensados. Estranho, não?
Abs
Célio Cunha

Jânio disse...

Fica frio, Leitor Josefense. A Lurian já vai assumir e sairá um PAC qualquer aí na terrinha firme.

Anônimo disse...

Lurian em São José... veja só a competência da filha do lula... depois de viver por conta da tal ong13, agora um empreguinho na dona prefa de são josé. Mas, a função dela será advocacia administrativa, ou alavancar recursos de Brasilia pro Berge gastar em Sao Jose. Será que vai dar certo essa cartada do Djalma?

Anônimo disse...

caros leitores e comentaristas deste colunista que leio sempre que posso no diarinho e só agora resolvi dar um espiada no blogue;

salve-se quem puder;
o "leitor josefense" tá muito bem informado pelo jeito, so falto dizer que alguns comissionados foram "re-contratado", depois de levarem uma boladinha, digamos assim bem generosa do prefeito coronel elias, ex-amiguinho do luis henrique;
na verdade foi uma jogada; demitiu não para economizar, mas para agradar seus poucos súditos, que ainda acredita nesta palhaçada chamada gestão pública de São José; entenderam? indenizações para quem acredito no "homi" e "bananas para o povo".
também falto comenta que muitas empresa tão se mandando da cidade porque não conseguem um simples alvará de funcionamento;
mas, como pra tudo da-se um jeito, a Lurian tá chegando aí com todo apoio do papai e vai resolver toda essa incompetência que se instalou na terrinha firme.
salve-se quem puder!
Eu, empresário desiludido com uma cidade que tinha tudo para estar no topo do progresso com desenvolvimento sustentável, to indo embora pra biguaçu, onde ainda as coisas funcionam!
o berger vai te muito trabalho pra colocar a casa em dia, isso se conseguir..........................

Anônimo disse...

LURIAN filha do Presidente da República, que participará da nova admnistração municipal de São José será com certeza a grande tacada do novo Prefeito, que com certeza como já conhece o caminho das pedras em Brasilia, só faltava alguém para sensibilizar o Chefe do Poder Executivo Nacional a atender os seus pleitos.
Se for para o bem da comunidade josefense, tudo bem .
Abraços
Carlos A.B. dos Santos