sábado, 22 de novembro de 2008

RBS DESPEDE RAUL SARTORI

Depois de 17 anos de colaboração e bons serviços, o jornalista Raul Sartori foi despedido ontem do jornal A Notícia (onde mantinha uma coluna diária), com um pé na bunda básico, sem qualquer cerimônia.

A justificativa: o jornal não é mais estadual e precisa ter colunas regionais. Portanto a coluna do Raul, um dos espaços que melhor retratou a cultura catarinense nas últimas duas décadas, não cabia mais no jornal. E nisso eles têm razão: a coluna do Raul era mesmo maior do que o pequeno tablóide em que o outrora grande A Notícia se transformou.

A coluna de hoje ainda saiu porque já estava pronta. Senão, nem isso.

Ainda chocado com a insensibilidade da Grande Rede e com a aceleração da redução tanto de espaços para a cultura catarinense quanto de pontos de vista, desejo ao colega Raul boa sorte e que consiga dar a volta por cima.

EM TEMPO – A partir desta informação, a pergunta que não quer calar é: será que o Prisco Paraíso (que tem coluna de política estadual no mesmo jornalzinho regional) voltará das férias?

22 comentários:

Anônimo disse...

César, como sempre, tua leitura da situação é perfeita! A RBS é de quinta e está transformando A Notícia em mais um jornalequinho do grupo. Sorte do Raul que não vai ter que aguentar a política burra da RBS. E, desta forma, o Diarinho vai comendo pelas bordas!

Anônimo disse...

ave, César!
Preciso, de fato, rever e repensar meus conceitos! Pesquisar os parâmetros em que se baseiam as empresas modernas – a RBS, certamente, o é- , para serem, assim, tão cruéis! Valores tradicionais tais como lealdade, dedicação, respeito, consideração pelo passado... etc..., são simplesmente ignorados!
Não dá lucro ou, simplesmente, rende menos que alguma outra alternativa, demite!.
A minha empresa também opera de modo semelhante e tantas outras mais! Se a pessoa já não serve, ou já deu... o que tinha pra dar... , sem maiores considerandos, é afastada e ponto! Esses empresários só evocam tais valores quando a circunstância se lhes mostra ser mais benéfico citá-los! Hipócritas! E ainda se arvoram em exemplo de utilidade pública. Hipócritas! Saúde, Raul! Tu és maior!
Abr, waltamir

Anônimo disse...

Tio César,

A RBS não está nem aí pras pessoas. O RH deles é conhecido como RD "Recursos Desumanos".
Depois fazem aqueles eventos de jubilados por 10, 15, 20, 25 anos de empresa (como teve um esta sesmana), com os coitados dos funcionários iludidos com a rede que só pen$a em faturar. Quando vc não serve mais pra eles, como foi o caso do Raul, metem um pé ba bunda mesmo. Tenho um conhecido que ainda trabalha lá e sofreu um enfarto em serviço. Agora a RBS, que pagou a conta do hospital quer cobrar do cara a despesa, enquanto o coitado está na perícia. Conheço outros que abandonaram a RBS porque tiveram a ousadia de pedir para melhorar de posto, conquistar cargos mais elevados, o que seria salutar numa empresa privada, onde os planos de carreira são incentivados, menos nesta Rede. Lá dentro das empresas do grupo (TV, Rádio, Jornal), quem não for Puxa Saco ou não se tornar escravo das exigências de alguns chefes (e o que mais tem lá são chefes) dança, é colocado na geladeira ou vira PTO- Pau pra toda obra. Basta ver que os antigos repórteres, aqueles que todo mundo conhecia, que tinham credibilidade junto à população, saíram, foram buscar outros ares!
Estou falando com conhecimento de causa, pois fui uma das vítimas.
Graças a Deus existe Vida Fora da RBS. Conquistei um emprego em outra empresa que me deu todo espaço que merecia. Sorte Raul e logo, logo terás lugar em outro grupo, com certeza.

Saudações.
Ex-Funcionária da RBS que acordou há tempo!

Aderbal Machado disse...

Meu professor Cesar Valente,

A demissão do Sartori poda a leitura de um dos mais lúcidos colunistas da nossa imprensa estadual.

E demonstra, sem pudores, como funcionam os grandes conglomerados: com total desprezo pela eficiência, inteligência, competência ou lealdade. Eles só querem lucro e se a mediocridade der lucro, eles a preferirão.

Essa demissão é uma inépcia. Mas vindo de onde veio, nada a admirar.

O jeito é nós jornalistas como você ou, modestamente, o signatário, enfiarmo-nos na autenticidade do jornalismo com as próprias pernas, via blog ou sites na Internet. Porque se tivermos de omitir ou exagerar, será por nossa conta, não pela espada patronal insensível e interesseira sobre nossas cabeças.

Um abraço do seu aprendiz,

Aderbal Machado

Jânio disse...

Quem trabalhou com o Sartori sabe da sua categoria. E fecha sua participação num jornal que só lhe deve com sua classe habitual: um preâmbulo de despedida e em seguida suas noticias da maneira usual, sem afetação. Profissional até o último "post" (é assim que falam hoje). A Notícia não sabe o que perde e o Sartori não sabe o que ganha.Toda nossa força a ele.

Anônimo disse...

Na minha modesta e anonima opiniao, nenhum dos dois (RBS e Raul)perdem nada.

Anônimo disse...

Cesar, continuei assinante de A Notícia, depois da aquisição pela RBS, exclusivamente para ter o privilégio de ler Raul Sartori. Digo isto porque se tu leres o DC e AN, verás que as notícias são as mesmas, o que muda então, são os colunistas. Com esta vou economizar uma assinatura de Jornal. Mas é bom que o Raul Sartori e voce, Cesar, anuncie aqui no teu blog onde poderemos ler o Sartório doravante.

Anônimo disse...

É interessante, não gostamos dos gaúchos, mas ninguém daqui faz nada melhor. Será falta de corajem? Está na hora de deixarmos de reclamar, colocar os pés na estrada e mandarmos eles para o seu devido lugar de insignificância, mas para isso é necessário aparecer alguém de corajem.

Anônimo disse...

Não seja modesto, a RBS não demite intelectuais, faz como fizeram com Salim e Eglê, pedem colunas de graça, sem remuneração. E, enquanto isto, as nulidades que lá assinam...abundam !!!

Anônimo disse...

Os comentários postados exprimem com exatidão aquilo que muitos já sabem "do outro carnaval". Então, como colaboração a esta demonstração de rejeição, não só à demissão do Raul Sartori, como de repúdio a uma política de atuação escravagista e imoral, sugiro a foto dos Poderosos, quase às lágrimas, nas já citadas cerimônias de comemoração de jubileu, como ilustração da matéria.

Anônimo disse...

Registro para a manchete do Diário Catarinense deste domingo: SC DISPARA ALERTA PARA SALVAR O PLANETA!! É para morrer de rir. Ou de vergonha.

Não é provinciano e ridículo?

A foto de capa é de um passarinho.

Anônimo disse...

Prezado Sr. Valente,
O sr. teria um e-mail de de contato com o sr. Raul Sartori.
O site dele não está funcionando direito, não aceita mensagens.
Como um simples leitor da sua coluna e da dele eu gostaria de entrar em contato.
Att.,
RCS

Orlando Tambosi disse...

Lamento também pelo amigo Raul Sartori. Não mais assino A Notícia. Jornal de bairro não é comigo. (Chamei lá em casa).

Abs.

Anônimo disse...

A demissão do Sartori, como antes a do Moacir Benvenutti e com certaza a próxima do Prisco, de fato foram decididas quando o Moacir Tomazzi,por ganância ou por covardia vendeu o antigo e prestigiado(POR TODO O Estado) jornal Ä Notícia. O que restou após só tem nome, pois é uma réplica mal feita do jornaleco Diário Catarinense, por sua vez cópia da Zero Hora. È lamentável.

LesPaul disse...

Caro Cesar
mantinhamos três assinaturas (escritório etc) da Notícia com especial deferência (ainda que modesta) e respeito ao trabalho feito há tanto tempo pelo Raul. Um cara íntegro nadando em mar de cafetinos ou de piranhas subservientemente pagas com o cachê tributário com que alimentamos os cofres da Viúva. Com a tungada, não tem mais razão de mantê-las, vamos CANCELAR 2a feira o jornaleco em que se transformou. Sugiro que mesmo uns poucos façam o mesmo. CANCELEM a assinatura e digam a razão. CARO RAUL, um beijo no coração e bola pra frente. Vc era uma das raríssimas exceções, e como pessoa de fé (e boa-fé) encontrarás brevissimamente conforto em melhores rotativas. Mais um bom caráter leva pé na bunda. Aos amigos que ainda estão no DC, na Notícia e no Santa, espertos...fiquem espertos com o fogo 'amigo' ...

Anônimo disse...

Anônimo das 11:15, é nisso que dá pensar globalmente e não agir localmente (cadê a infraestrutura?).

Anônimo disse...

O anõnimo das 11:15,mas o governador não participa dessa chamada neh... “SC DISPARA ALERTA PARA SALVAR O PLANETA!!”???Ele nem sabe q isso ta acontecendo aqui em SC né,pq falo em entrevista na CBN que isto é o efeito do aquecimento global...em seguida a repórter chamou o Coutinho p/ perguntar sobre o clima...e perguntou a ele se isso é por causa do aquecimento,daí o Coutinho disse q não existe aquecimento e sim resfriamento global(mato a pau).Bahhhhhhhh q coisa ....axo q o Coutinho tem q estudar +, kkkkkkkk, o governador entend muito + q ele....kkkkkkkkkkkkk................

Derly Anunciação disse...

Uma das minhas frustrações profissionais aqui em SC é não ter trabalhado com o Sartori. Nesta terra que admiro e amo, sei o quanto é díficil para o nativo subir cada degrau. O Sartori com seu talento e profissionalismo tem lugar garantido no mercado.

Anônimo disse...

Bem, já que o Derly tem o sonho de trabalhar com o Raul Sartori, sugiro ao nobre secretário que nomeie o Raul para arrumar aquela bagunça que é a secretaria de comunicação. MAs por favor, Não me venham oferecer cargo comissionado de R$ 1,8 mil que é o valor pago aos jornalistas comissionados do governo.

Raul Sartori disse...

Lágrimas,
Gente, estes comentários todos me puseram no maior choro, hoje. Voces são muito generosos comigo. Dias melhores virão, certamente.Não sei como agradecer a todos, mas estejam certos de que seus comentários estão para sempre guardados comigo. Gratos, gratíssimos, Raul Sartori

Lélia disse...

Raulllllll, nada de lágrimas amigo.
Cada depoimento é a expressão de leitores que te acompanham nesta longa jornada. E depois,querido amigo e parceiro de muitos projetos culturais em prol de Santa Catarina, bem sabes que na curva do caminho velho abre-se um novo caminho. Vai firme! Estamos ao teu lado!
Um abração, Lélia

Janine disse...

Concordo com a Lélia, Raul. Quem perdemos fomos nós de poder ler tuas notas diariamente. Mas, tu vais poder te dedicar mais a teus outros bons projetos, não é? E, talvez, no final todos ganhemos com isso.
Beijos.