quarta-feira, 26 de novembro de 2008

O ATERRO DO DEINFRA

Pra encerrar o assunto por hoje, publico uma seqüência de fotos que o colega Celso Martins (do Sambaqui na Rede) mandou para mostrar o balé dos caminhões que levam a terra e as pedras retiradas da barreira da SC-401, para depositar na área de domínio da rodovia, na altura da praça de pedágio.

6 comentários:

Aluizio Amorim disse...

Penso que se houver espaço suficiente para receber essa terra e rochas pelo menos momentaneamente, torna-se mais rápida a desobstrução da estrada. Posteriormente a Prefeitura pode utilizar com mais calma todo esse material para tapar os buracos que não são poucos em vários pontos da Ilha. Toda esse volume de material poderá se utilizado em aterros.
Parece, à primeira vista, que esta operação é racional. Mas claro, não fui lá ver de perto e posso estar errado.
À sua consideração do blogueiro e dos leitores.
Abs
do Aluízio Amorim

Anônimo disse...

LHS ganha tempo...

http://agencia.tse.gov.br/sadAdmAgencia/noticiaSearch.do?acao=get&id=1135465

Anônimo disse...

História
Ela fazia a diferença. Nas enchentes de Blumenau, 1983 e l984 a 1 ª dama do estado, Angela Amin, grávida, arregassou as mangas e veio para Blumenau ajudar os flagelados, caminhando na lama e dando consolo aos necessitados.

Darcy R. Girardi / Blumenau

Anônimo disse...

Deixem o pessoal do DEINFRA trabalhar. O objetivo não é liberar, o mis urgente possível a SC- 401 ?

Adriano disse...

OLa Cesar, eu só queria saber de quem foi a brilhante idéia de colocar os barros nesse local, cortando o trafego da sc 401, causando transtornos aos moradores , que hj levam mais de 2 hs para chegar no trabalho.
Adriano - Ingleses

rikejuca disse...

Cesar,

A ponte que fica ali no Itacorubi perto do Supermercado Rosa e a CELESC/CREA está operando em meia pista.

E a chuva não dá trégua hein?

Abraços do leitor,

Henrique