quarta-feira, 30 de abril de 2008

DESCENTRALIZAÇÃO

Outro dia li uma nota muito interessante: a secretaria regional de Curitibanos entregou latas de tinta para uma delegacia de polícia da região. Tal como foi feito com algumas escolas. Lembram? Falei aqui e até mostrei uma foto das professoras, alegres e felizes, começando a pintura.

Achei que iriam colocar os policiais a pintar a delegacia. Ou os presos. Que nada, quem vai pintar é a prefeitura de Curitibanos. Mas a pintura será só externa. Como explica a nota, “a delegada Adriana Carla Tavares da Maia aproveitou a oportunidade para solicitar a pintura interna daquele órgão público”.

É inovação em cima de inovação. Isto de uma prefeitura fazer a manutenção de prédios públicos estaduais deve ser novidade. E solenidade para entregar latas de tinta, também é novidade. Reforma a prazo (pinta por fora hoje e por dentro só quando o pedido da delegada for examinado pelo conselho do desenvolvimento regional), também é novidade.

7 comentários:

Anônimo disse...

Elementar, meu caro: Pintura externa = Uma inauguração. Pintura interna = Outra inauguração. De preferência casadas com a agenda eleitoral.

Anônimo disse...

E tem mais, se a pintura interna não rolar, pelo menos a externa já dá para mostrar na propaganda da TV (ah, ou é publicidade?)

Anônimo disse...

Querido Ministério Público é dinheiro público que eu, você, nós contribuimos para gastarem em inaugurações para manter os prédios públicos. ora,....ora...ora...

Schneider disse...

Ora, César. Isso é simples. É um caso de PINTURA DESCENTRALIZADA.

Anônimo disse...

Descentralizando a maquiagem eleitoral.

Anônimo disse...

Está previsto um ato do EXMO. Senhor Governador do Estado para entrega de REMAS DE PAPEL, para, inclusive, distribuição entre os cargos de confiança para levar para casa. Na mesma oportunidade vai ser entregue papel higienico para os comissionados limpar as cagadas do governo e seus capachos.

Anônimo disse...

Compro quase todas as folhas pras provas e outras atividades pros meus piás, a tinta da impressora, o açúcar pro "xafé"( às vezes, o café levo de casa),já comprei bombona de água mineral, tudo do meu bolso.
Ontem comprei uma ratoeira lá na MIlliedois,custou um conto e 80 centavos,a pequena mesmo.Depois vi que numa loja de 1,99 era um conto e 50, da mesma.

Pra que a ratoeira?? Ora, pra colar na tampa do potinho plástico do meu açúcar na geladeira, uai.Nem com nome respeitam, cara, tem 'colega' usado na cara dura, sem perguntar se pode(recreio deles é antes) e nem se lembra de furtar e deixar uma colher do precioso pra dona que tem de molhar a goela cansada com café amargo, se quiser.

A coisa tá feia,cara, desconfio que vou acabar como o bispo Sardinha.

¬¬

Lia