quarta-feira, 16 de abril de 2008

O MORIBUNDO TÁ VIVO!

Quando o LHS recosta a cabeça no encosto acolchoado do helicóptero, apreciando a paisagem e achando que o processo aquele, de cassação do diploma, está adequadamente estabilizado, eis que surge, das profundezas abissais, um novo cadáver insepulto.

Pois não é que aquele processo de cassação da candidatura, aquele em que LHS tinha sido “absolvido” no TRE-SC, que era dado e tido como morto e enterrado, acaba de dar sinais de vida e rasteja célere em direção ao TSE?

O Ministro Félix Fischer, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), analisou o Agravo de Instrumento nº 8.574, da Coligação “Salve Santa Catarina!” e determinou a subida dos autos da Ação de Investigação Judicial Eleitoral por Abuso de Poder Econômico e Utilização Indevida dos Meios de Comunicação para reexame do processo por aquela corte.

Segundo informa o advogado da coligação, “esta decisão acolheu manifestação do Ministério Público Eleitoral Federal, modificando decisão do TRE/SC, cujo presidente não acolhera o recurso”.

Na prática, significa que o TSE vai examinar tudo de novo. Um incômodo e tanto. Afinal, já corre (hum... anda) no TSE um processo pedindo a cassação do diploma, cuja origem foi no próprio TSE. Agora aparece este segundo moribundo, que pede a cassação do registro da candidatura.Originário do TRE, abatido a tiros duas vezes (perdeu na votação e depois teve recurso recusado pelo presidente), mas ainda capaz de causar estragos.

Se o TSE votar a favor de qualquer um dos dois processos, embora tenham lá suas diferenças, o resultado será o mesmo: LHS perde o mandato.

Bom, agora não falta mais nada... não, ainda falta. Engatinha no TRE, em segredo de Justiça, um terceiro moribundo, que pede a cassação do mandato do LHS. As três ações também podem ser chamadas de barba, cabelo e bigode (no caso do LHS, mais bigode do que cabelo e barba), porque cercam todas as possibilidades. Pediram a cassação da candidatura, depois do diploma e depois do mandato.

Antes que os defensores do LHS fiquem muito irritados: não espanta que adversários políticos proponham ações e obstáculos de todo tipo. Mas a coisa surpreende quando os tribunais acatam os argumentos e se propõem a examinar os autos. Em todo caso, os advogados do LHS terão todo o tempo do mundo para provar que não houve abuso do poder econômico nem o uso indevido dos meios de comunicação em seu favor.

7 comentários:

Anônimo disse...

Putz. Vai ter que vender outro Corsa para pagar os advogados. Daqui a pouco estará a pé!Essa turma não refresca...

Anônimo disse...

Já que o tema são pêlos e cabelos, o que é a nova cor do bigode de Sua ALTEZA? Gente.......

Schneider disse...

Corsa? Um simples Corsinha? Só isso? Poxa, pensei que ela teria, no mínimo, um Picasso.

Anônimo disse...

Corsa não ! O carrinho que ele vendeu era um Chevette !
Mas não tem problema, com a fábrica alí do lado, agora fica fácil para ganhar outro, se não perder o emprego, é claro !

Anônimo disse...

Putz! Tá parecendo aquele vídeo-clipe antigo, do Michael Jackson, em que um monte de cadáveres saia de um cemitério para dançar com o distinto cantor. Por falar em dançar, será que dança?

Anônimo disse...

Olhá só, alguém aí chamou o homem de Alteza. Referiu-se ao REI com um tratamento de Príncipe!Que "baixeza"...hehehe

Anônimo disse...

COITADINHO VAMOS FAZER UMA ARRECADAÇÃO JUNTO AS COMISSÕES...