sexta-feira, 21 de março de 2008

RADAR FOTOGRÁFICO

O carro da Fatma foi flagrado parado na frente da Assembléia Legislativa, em Florianópolis, bem embaixo de uma placa que diz que não se pode parar, pelas lentes sempre atentas de leitores da coluna. A placa e o carro estão diante da guarita onde policiais militares controlam a entrada de veículos na Alesc. Segundo o Luís Gustavo, que fotografou a infração de trânsito, os PMs da guarita nada fizeram. Ou melhor, fizeram de conta que não era com eles. E o motorista, que atrapalhava o trânsito parado em local proibido só saiu porque viu que estava sendo fotografado.

Está comprovado: esta coluna e seus leitores também contribuem pra colocar ordem no trânsito.

2 comentários:

Carlos disse...

César,
Se tivéssemos um GOVERNO, certamente seriam instaurados inquéritos administrativos na FATMA, para saber quem era o motorista, e na PM, para saber quem eram os policiais que estavam na guarita e não autuaram o motorista.
O pior é que os guardas na guarita poderiam ter autorizado o automóvel do serviço público a estacionar na área da Assembléia !
Resultado, com exemplos como esse, o trânsito vira o "c... da mãe Joana" impunemente !

Wilmor Henrique disse...

Pô, sacagem com o cara.
Na foto dá pra notar que ele está com o pisca-alerta ligado. E todo mundo sabe, que ao ligar o pisca alerta, automaticamente as leis de trânsito tornam-se nulas, as placas de proibido somem, e o carro em questão fica invisível e não atrapalha nada. Ao parar em fila dupla a regra é a mesma, basta dar uma chegadinha na Esteves Jr nos horários de saída do Colégio Catarinense.