quarta-feira, 19 de março de 2008

GOVERNO POLICIAL

Daqui da planície, como contribuinte, que precisa ir e vir pra ganhar a vida, acho que os sindicatos não podem ficar bloqueando a ponte e as ruas e avenidas quando bem entendem. Nesses casos, a Polícia Militar, que eu sustento com meu escasso dinheirinho, precisa vir em meu socorro e reabrir os caminhos. Sem partir pra ignorância, porque afinal a turma é treinada (ou não?) pra fazer isso do jeito certo.

Agora, quando algum cérebro de minhoca inventa de acionar a “inteligência” (!!!) da PM pra brincar de ditadura e “dar uns sustos” em sindicalistas e simpatizantes, aí a gente vê que a coisa saiu completamente de controle.

Pior do que um imbecil (sim, porque só um imbecil pensaria nisso, numa democracia) ter idéia de jerico, é os oficiais da PM aceitarem a “ordem” e irem fazer o papel de polícia política a serviço do ditador de plantão.

Dêem-se ao respeito, senhores e senhoras da PM! Não se deixem enlamear participando dessas manobras sórdidas. Lembrem-se que as vítimas e o povo vão dizer que “foi a PM que fez”. Ninguém vai lembrar ou saber o nome de quem colocou a PM nessa roubada. Esse vai ficar na sombra, vendo de longe.

3 comentários:

Anônimo disse...

É bom lembrar que muitos carrascos foram condenado mesmo que "só estavam cumprindo ordens do Führer

Schneider disse...

A imagem da Polícia Militar deve ser preservada para que ela tenha respaldo junto à comunidade. Mas isso não ocorre desde o início da "era" LHS. Começou com o episódio da Marlene Rica, riscando a imagem da Corporação. E agora ressuscita os arapongas.
Isso arranha a imagem da PM e, ao mesmo tempo, mostra a índole de quem está no poder. Deve ser saudades do DOPS...

Anônimo disse...

E isso tudo acontecendo ... num governo chefiado por alguém que diz ter "combatido a Ditadura Militar". KKKKK. Acredite quem quiser. Os ditadoes mais perigosos, são aqueles que se fazem passar por "democratas".