sábado, 13 de setembro de 2008

OLHA SÓ QUE EMPREGÃO!

Os bacharéis em Direito que tenham pelo menos três anos de experiência em atividade jurídica precisam correr: estão abertas as inscrições do concurso para Procurador do Trabalho. E o salário inicial é de “apenas” R$ 21 mil mensais. Uau!

Ganhar essa graninha, em todo caso, não será muito fácil. São só 132 vagas para o Brasil todo. E dá pra imaginar a multidão que vai se inscrever, sonhando com a boquinha.

As inscrições ficarão abertas até 8 de outubro, no endereço www.pgt.mpt.gov.br/concursos. Segundo informa o Ministério Público do Trabalho, depois de enviar da inscrição preliminar online, o candidato deverá apresentar o comprovante de pagamento da taxa nas Unidades do MPT indicadas no edital.

Em Santa Catarina, os candidatos podem concluir sua inscrição na Sede do MPT, em Florianópolis, e nos Ofícios de Chapecó e Criciúma. A primeira etapa do concurso, a prova objetiva, está programada para 16 de novembro.

2 comentários:

Victor Carlson disse...

Qualquer salário maior que R$ 10 mil no serviço público é um acinte com o restante da população. São dezenas de milhares de cargos nas mais diferentes funções no governo federal ganhando salários absurdamente altos. Estão criando um elite burocrática que vai custar muito caro ao País. E o restante da população é que vai pagar a conta com impostos. Depois reclamam da concentração de renda. No primeiro ano que a economia não crescer quero ver como vão fechar a conta. Quem está fora do Estado paga muito caro por tudo isso, vê sua renda, sua capacidade de poupança e de consumo se esvaziar para sustentar uma elite estatal improdutiva e corrupta.

Nirsan disse...

Também concordo com o fato do país ter uma péssima distribuição de renda. Isto é um fato! Mas não sou contra ganhar um salário maior que 10mil reais, se você estuda e principalmente "pode" se dedicar aos estudos, e/ou exerce um cargo de grande importância para a empresa (privada ou pública), mas muito além disso, tenha em mente a RESPONSABILIDADE de se ganhar tanto. Ninguém têm um rendimento monetário tão alto, diante de Deus, se não for por uma boa causa. Acredito que pessoas com renda tão alta têm uma boa parcela de responsabilidade diante da sociedade. Seja exercendo BEM, HONESTAMENTE e COM COMPETÊNCIA seu trabalho (o que é uma premissa básica, mas nem todos o "sabem"), seja contribuindo com trabalho social. Não sejamos hipócritas. Ter um rendimento alto como este é o que muitos querem. Poucos conseguem é verdade, mas estes poucos TÊM que ter consciência do "PESO" de se ganhar bem. Perante à sociedade e perante à DEUS.