quinta-feira, 18 de setembro de 2008

JÁ TEM PREÇO

Lembram que comentei aqui que ainda não se sabia quanto custaria trazer o congresso do Conselho de Viagem e Turismo (WTTC) para Florianópolis? Pois já se sabe.

Está no DC de hoje:
Capital mais perto de ser sede mundial
Governo do Estado garante US$ 675 mil para encontro de turismo

O governo do Estado empenha hoje o compromisso de pagar US$ 675 mil até dia 15 de outubro pela licença de sediar o congresso do World Travel and Tourism Council (WTTC) no ano que vem.”

Se pensas que isso aí é tudo, mofas com a pomba na balaia. O buraco é bem mais embaixo (ou em cima). Segundo explica o secretário Knaesel, “se Florianópolis for escolhida, vamos investir R$ 8 milhões, sendo R$ 4 milhões da secretaria de Turismo e R$ 4 milhões do governo federal. Apenas para obter a licença, são US$ 1,35 milhão, também divididos igualmente entre governos federal e estadual. O Estado se compromete a pagar sua parte até dia 15 de outubro, porque o governo federal só poderá pagar a sua em janeiro de 2009 - explicou.”

Tomaram?

Taí um bom tema para o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual de SC (SINTESPE) discutir hoje, no ato que fará em frente ao Centro Administrativo do Governo do Estado, na capital, a partir das 13h30min.

Segundo o Sintespe, “estão sendo esperados centenas de servidores estaduais de todas as regiões do Estado que desembarcam em caravanas em Florianópolis para pressionar o governo a abrir negociações salariais com a categoria. Os servidores estaduais estão há cinco anos sem reposição salarial e sofrem com as péssimas condições de trabalho.”

Aos passantes, fica o alerta: às vezes as manifestações em frente ao Centro Administrativo, na SC 401, acabam interrompendo a via ou criando congestionamentos.

7 comentários:

jânio disse...

Tás tolo!

Anônimo disse...

Cinco anos? Não. É sete. No primeiro ano de reinado de LUIZ XV, a exemplo de Lula - ainda eram agulha e linha - o "nosso REI" concedeu 1%. E foi só. Aumentos reais ou a reposição anual da inflação, foi e é soberbamente ignorada...

Anônimo disse...

E olha que a receita estadual quase dobrou nesse período

Schneider disse...

É um investimento necessário. Só assim teremos o congresso em Florianópolis. Isso garante que o Marcondes (Costão) fature uma bela grana. Amigos são para essas coisas...

Anônimo disse...

O César Valente deveria se posicionar a respeito. Tenho que eventos que possam trazer progresso para qualquer área são necessários. Eventos como esse dão visibilidade para o Estado como um todo.

Cesar disse...

Achei que já tinha me posicionado, na primeira vez que falei sobre este Congresso. Acho um delírio, uma fantasia. Uma geração inútil de despesas com essa candidatura improvável. É quase impossível que Florianópolis seja escolhida. Mas, se for, terá que gastar um dinheiro que não tem sobrando e que poderia ser útil na promoção de vários outros eventos, mais adequados à nossa capacidade de investimento.

Anônimo disse...

Sim, vale mais dar aumento pra esse bando de piqueteiros - e alimentar essa cultura de parar tudo por um motivo qualquer - do que tentar fazer da cidade uma referência em eventos internacionais? Pensamento de caranguejo!! É um passo à frente e dezessete pra trás.