sexta-feira, 19 de setembro de 2008

O ANDAR DA CARRUAGEM

Sei que vocês estão ocupados acompanhando o desenrolar de várias operações da Polícia Federal e provavelmente esqueceram-se ou nem estão interessados nos processos moribundos do LHS.

Mesmo assim, vou colocá-los a par das novidades:

1. TESTEMUNHAS DO PAVAN
Chegou no dia 17 ao TRE-SC a carta do TSE, mandando ouvir as seis testemunhas que o Pavan listou como fundamentais para a sua defesa. Agora é uma questão de dias para que comecem a ser chamados.

2. LHS TAMBÉM QUER!
Como o TSE permitiu que Pavan indicasse testemunhas, LHS também quer que novas testemunhas sejam ouvidas. É uma coisa quase impossível, porque ficou claro, no acórdão, que o caso só seria reaberto no tocante ao vice. Os advogados parecem estar naquela fase do “se colar, colou”.

3. O MORIBUNDINHO SE MOVE
Tem um outro processo, que pedia cassação do registro da candidatura e a inelegibilidade, que agora, porque já houve o registro, pede “apenas” a inelegibilidade. Tinha sido negado no TRE-SC, mas o TSE acatou o recurso e mandou subir pra Brasília. A investigação judicial deste processo já está na mão do ministro Felix Fischer, pronto para ir a julgamento.

4. O VERDADEIRO MORIBUNDO
Do pacote que tem relação com abuso do poder econômico e mau uso dos meios de comunicação, o único processo contra o LHS que está se comportando realmente como moribundo, mais pra lá do que pra cá, é um que está no TRE-SC. O coitado está em alguma gaveta, escaninho ou prateleira do Tribunal e não se mexe desde julho de 2007. Paradão. Deveria “correr em segredo de Justiça”, mas por enquanto nem se arrasta, quanto mais correr...

5. A PERÍCIA NAS CONTAS
O TSE tinha negado pedido do vice-Pavan para uma perícia nas contas de publicidade dos governos Amin e LHS. Pois os advogados entraram com um pedido de reconsideração. Querem porque querem a perícia. Como o governo tem conhecimento de todos os valores (afinal, são gastos do governo), a gente é tentado a acreditar no que diz o advogado Gley Sagaz (do PP): “eles querem a perícia porque não confiam nas próprias contas”.

Um comentário:

Schneider disse...

César
Ontem o Moribundo ganhou oxigênio.
O pedido de reconsideração foi negado, ontem à noite, pelo relator. Está na coluna do Meira Júnior (Floripanews).