terça-feira, 8 de janeiro de 2008

O CABO ELEITORAL LHS

O Carlos Viana, leitor desta coluna e colaborador do jornal “Leste da Ilha” chama a atenção para a pesquisa Datafolha que mediu a possível influência do presidente e dos governadores nas próximas eleições.

Sem muita surpresa, a pesquisa mostra que Lula é um bom cabo eleitoral no Nordeste, mas no Sul e Sudeste não puxa muito voto. Ao contrário, parece que até pode tirar alguns.

O que surpreendeu o Carlos e provavelmente muita gente, foi o fato de mais de um terço do eleitorado (38%) dizer que não votaria em candidatos ligados ao governador LHS. É o campeão da influência negativa. Ou o pior cabo eleitoral entre os governadores.

É um resultado curioso, porque LHS é considerado como um bom articulador político, venceu duas eleições recentes e montou uma ampla base de apoio (ou pelo menos de convivência).

Mas cada eleição é uma nova eleição. E voto raramente é transferido. Ainda que as pesquisas tenham que ser lidas sempre com alguma cautela, vai ser interessante acompanhar o desempenho do cabo eleitoral LHS na campanha municipal.

3 comentários:

Carlos disse...

É preciso lembrar que a pesquisa do Datafolha foi feita em Florianópolis, cidade que Luiz Henrique contesta como capital do Estado, desde o tempo em que era Deputado Estadual !
É que mentira tem perna curta e aqui o povo não esquece que ele prometeu acabar com as oligarquias, prometeu implantar transporte marítimo com o "hovercraft" que comprou na Rússia, disse que concluiu a Via Expressa Sul, prometeu o novo aeroporto e agora está prometendo o metrô de superfície sem saber como vai recuperar o vão central da ponte !

policial militar disse...

Os servidores de Santa Catarina estão indignados com o descaso que estão sendo tratados pelo senhor Governador Luis Henrique da Silveira.Os representantes da policia( Aprasc) estão indicando a todos os funcionários públicos Estaduais a não votar em nenhum candidato da Trípice coligação PMDB,PSDB E DEM.

APRASC disse...

Os policiais militares estão organizados e não aceitam a politica de tratamento que o Governador dá ao funcionário público, em contra partida, estão indicando a não votarem em nenhum candidato da coligação PSDB,PMDB e DEM.