sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

E A RELEVÂNCIA?

É ótimo que o governo use nosso dinheiro para apoiar pesquisa científica. Mas, como se trata de dinheiro dos outros, também seria bom se todos os cuidados fossem tomados para que a gente não financiasse trabalhos que não sejam realmente necessários e importantes.

Um dos beneficiados com verba de R$ 22 mil da Fapesc é um estudo sobre “aspectos éticos e psico-sócio-culturais” de abatedouros no Vale do Itajaí, “abordando o interesse humano e animal”.

Parece que temos aí um conflito insolúvel. Porque o interesse humano, num abatedouro, é matar o animal. O interesse do animal é não morrer. O suporte ético para a carnificina seria a alimentação humana (o homem, embora os vegetarianos tentem convencer-nos do contrário, é também carnívoro).

Como não conheço a íntegra da proposta contemplada com a generosa verba oficial, este comentário beira o ceticismo de botequim. Mas que a gente fica preocupado com a possibilidade de não resultar nada de útil, lá isso fica.

Um comentário:

jânio disse...

Tá parecendo a churrasqueira do Chuveiro...