sábado, 26 de janeiro de 2008

NÃO É COM ELE

O prefeito de Florianópolis informa que a culpa pelos cartazes ufanistas, que colocavam a capital como “referência nacional” em iluminação pública (aqueles que o Ibope disse que estavam errados), foi “do consórcio que administra a iluminação pública da Capital, formado pelas empresas Sadenco, Quantum e Enerconsult”.

Pro prefeito não ficar achando que a gente o persegue, nem vamos entrar no detalhe que, para plantar os cartazes em áreas públicas municipais, o consórcio deve pelo menos ter comunicado ou pedido permissão à prefeitura.

Bom, sendo o malfeito de iniciativa de terceiros, é claro que o prefeito acredita que a ele não cabe responsabilidade. Tanto que ele não sabe informar por que a retificação pública, solicitada pelo Ibope, não foi feita. Muito menos se e quando será. Mas tem leitor, desconfiado e maledicente, que já está apostando que, no fim, a conta será paga por nós.

Agora, tem uma coisa que o prefeito disse ao jornal dos gaúchos, que me deixou preocupado: “O consórcio quis apenas divulgar o trabalho deles. E não dá para reclamar, a cidade está muito bem iluminada”.

Como assim “não dá pra reclamar”? Não dá pra reclamar que os caras tenham adulterado o resultado de uma pesquisa, usado dados sem autorização, feito uma interpretação errada e divulgado publicamente um fato, em essência, mentiroso? Se a iluminação está assim tão maravilhosa, pra que fazer essa patacoada?

Sei que o Dário quis dar uma força pro consórcio (a propósito, quanto é mesmo que a gente paga pra eles?), mas no afã de minimizar o problema, disse uma leviandade, misturou uma coisa com outra coisa. E isso é grave, porque, em terra de manezinho, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

7 comentários:

Carlos disse...

Já notou que nada é com ele ?
Quer dizer que ele não fez nada nesses 3 anos ? tudo é culpa dos outros ?

Schneider disse...

Duas pitadinhas....
Se as placas foram elaboradas pelo consórcio, como pode utilizar áreas públicas? Isso pode? Não teria que pagar para isso?
Outra. Quando o assunto é iluminação, logo pensamos nos 250 mil da iluminação natalina do Centro Administrativo. Isso sim merecia uma pesquisa do Ibope

Anônimo disse...

Caro Cézar, se o "culpa" é do consórcio e nem a prefeitura e nem o Sr. Dário têm culpa, porque a prefeitura deixou esse consórcio usar o nome da prefeitura? Pois a placa estava nas cores, tinha o logotipo e a inscrição prefeitura de Florianópolis, administrada pelo Sr. Dário Berger. Mistério...

Carlos disse...

Ôô Schneider...
Uma cousa é uma cousa, outra coisa foi aquela iluminação natalina de R$ 250 mil (nosso). Essa não é caso de pesquisa do IBOPE não, é caso de Polícia mesmo ! E justo quando a Celesc gastava verba (nossa) publicitária para nós economizarmos energia !
Nunca teve um governo tão debochado

Anônimo disse...

Mentir dá impeachment? É só dar uma olhada nas contas da prefeitura e ver quer realmente pagou a tal placa.

Felipe Silva disse...

A iluminação de Floripa realmente é fantástica. Por exemplo, na rua em que moro tem dias em que ela funciona até quando o sol já nasceu. A gente sai na rua e até acha que está claro por causa do sol, mas nada, é por causa da iluminação eficiente. Fica até meio escuro quando eles resolvem apagar as luzes dos postes.

Carlos Henrique disse...

A placa dá destaque mesmo ao índice de aprovação, os tais 99%. Quem passa rápido, por exemplo ali na Via Expressa, nem tem tempo de ver que se trata de iluminação pública, acaba achando que se trata de aprovação da atual administração municipal.