segunda-feira, 7 de julho de 2008

E AÍ, MÁRGARA?

Falei ainda há pouco com a Márgara Hadlich para saber qual foi a decisão que ela tomou. Antes de dizer, pediu-me para fazer uma retificação: “não te disse que o Danilo (Gomes) e o Nei (Silva) me deviam, disse que a revista Metrópole me devia e, até onde sei, o dono era o Nei e o Danilo era apenas o editor”.

De fato, a junção de ambos como se os dois fossem sócios ou donos da revista foi feita por mim, com base no que entendi do que tenho visto e ouvido de outras fontes. A Márgara ficou preocupada porque alguém poderia entender, ao ler o que escrevi, que ela teria afirmado que os dois eram donos da Metrópole: “quem me mandou pra Itá, por exemplo, foi o Nei, que era o dono da revista, depois, quando eu voltava, entregava as fitas para o Danilo, que preparava os textos. Não falei que o Danilo era dono da revista”.

Feito o esclarecimento (“todo o resto está de acordo com aquilo de conversamos”, disse), ela contou que a decisão familiar foi no sentido de falar tudo o que sabe, sem mentir, sem ocultar. Mas que não irá pedir para ser entrevistada nem se oferecer para falar. Se for procurada pelo Ministério Público, entregará todas as provas. E se alguém a convidar para entrevista, irá avaliar a partir de quarta-feira, porque antes vai discutir alguns aspectos legais com o seu advogado.

Claro que aproveitei para fazer, formalmente, o convite para que ela fale para o DIARINHO, um jornal que se orgulha de não ter o rabo preso (nem com o lado de lá, nem com o lado de cá).

10 comentários:

Anônimo disse...

Mais vc hei César...ainda vai complicar a moça...todo mundo no estado só está falando disso...e agora ja mandou para todo mundo que foi vc que fez a junção????As pessoas estão afirmando que o Danilo ,diante do depoimento dela é sócio da empresa...e isso pode feder

Cesar disse...

Feder mais ainda? Continuo achando que o Danilo teve um papel destacado no “projeto” (e no livro). A única coisa que esclareci acima foi que não ouvi isso da Márgara.

Schneider disse...

César, o Danilo ser sócio ou não da revista é um detalhe. Aliás, um mero detalhe que desaparece diante da lambança maior.
O que deve chegar por toda Santa Catarina é a verdade. E a Márgara tem a faca e o queijo na mão. É só contar o que sabe. Nada mais, nada menos. Simples.
Nunca foi tão fácil colocar os pingos nos is. É só falar. Fale tudo, Márgara. A sociedade agradece.

Anônimo disse...

Tio César,

Para o bem da verdade, seria muito útil que o Diarinho, através de ti, fosse o veículo desta nova entrevista.
Márgara, vai de César, que este não enrola!

Anônimo disse...

O Celso....o problema de vc achar ou deixar de achar compromete o que vc escreve....pois primeiro vc diz que conseguiu uma entrevista com essa moça...e escreve o que ela falou...depois escreve dizendo que não foi ela que falou tal e tal coisa...afinal posso acreditar que realmente foi ela que falou com vc?????Como iremos ter certeza????

Cesar disse...

Anônimo das 4:02: em primeiro lugar o nome é Cesar, não Celso. Em segundo lugar: de fato, não se pode confiar em jornalista que conversa com entrevistados depois da entrevista publicada e ainda ousa fazer uma sintonia fina de alguma coisa que ficou mal explicada. Imagina só, gente que admite que erra, que se explica e que procura deixar coisas claras... absurdo! Melhor ir procurar outras fontes de informação, porque esta aqui não dá pra confiar. Ah, é verdade, ainda tem a dúvida: será que foi ela mesmo que falou comigo? Putz, e agora?

Anônimo disse...

Tio César,

Este cara aí (anônimo 4.02), para o qual você respondeu satiricamente (da forma devida, pois), deve buscar a verdade com o
Carminati. Ou aguardar o retorno do Governador (para onde mesmo que ele foi?) que lhe haverá de explicar tudo direitinho....

Eduardo Zinkel disse...

Gostei quando vi a frase "Se for procurada pelo Ministério Público, entregará todas as provas". Agora é só vc, COMO JORNALISTA, COMUNICAR O MP. Muito bem, isto feito, gostaria de dizer que adoraria ver a entrevista da Márgara no Diarinho, sendo vc o entrevistador. Um exemplar te garanto que compro!!

Anônimo disse...

Eu penso que a diretoria do Diarinho deveria seriamente considerar em aumentar a abrangência das reportagens (regiões), assim como o número de exemplares nas tiragens. Vocês estão caminhando a passos largos para vôos maiores.

Anônimo disse...

Ô Celso, desculpe, ô Sérgio, eu acho que concordo com o anônimo da 4:02 (da manhã?). Essa Amarga é uma invenção tua. Ug. Tão querendo comprometer o governador Luiz Fernando e você engoliu essa. Se a entrevista foi por telefone, como você sabe que a Margie era ela mesmo? O Ildo Carminhante está por trás disso tudo. Ug. Você não entendeu nada e ainda por cima é contra a Lei que é seca. Ug. Eu discordo de tudo e ainda por cima sou contra.