segunda-feira, 7 de julho de 2008

ARQUIVADO

Deu em nada o expediente protocolado hoje à tarde no Centro Administrativo pelo deputado Joares Ponticelli (PP), pedindo investigação sobre o secretário Ivo Carminatti (Coordenação e Articulação). Despachado para o Secretário da Administração pelo governador em exercício, já teve uma decisão do Gavazoni: “arquive-se”.

O argumento, no fundo, é técnico: Carminatti não é servidor público e portanto não cabe constituir comissão de ética ou coisa parecida. Os comissionados e ocupantes de cargos de confiança não estão sujeitos ao mesmo regulamento dos servidores de carreira, até porque não são estáveis. O governador pode demiti-los quando quiser.

É claro que ele acrescentou, ao arrazoado, que o caso já está sendo investigado pelo Ministério Público, etc. Mas o principal é que daquele mato não sairá cachorro.

Em tempo: gostei de ver foi a rapidez da tramitação. Protocolado no começo da tarde (14h), às 18:30 já tinha decisão. Gavazoni agora concorre ao título de “Secretário The Flash” do mês.

4 comentários:

Schneider disse...

Quem não deve não teme. Então, devem!

Anônimo disse...

O "governador" não é desembagador? Claro que ele sabia que não ia dar em nada. "Cumpriu o dever", salvou as aparências, saiu bem na foto e... não fez nada. Tem futuro o rapaz!
Carlos X

Anônimo disse...

Tio César,

Surpreende-me quem fica surpreso com este governo!
Eles são muito rápidos! Por isso o metro de superfície ficará pronto em 2010. Em Janeiro, pois eles têm que aliviar o trânsito no verão!
Êta turminha sem vergonha!!!
Esta Gavazoni é brincacadeira, não?!! E é do DEM? Os de discurso novo com práticas antigas?
ah, vão se catar!!!!

Carlos disse...

Ainda tem gente que se surpreende com a velocidade com que foi decidido o arquivamento ?
É que essa foi uma decisão CENTRALIZADA - Diretamente do governador para o secretário de arquivamento !
Quer dizer que comissionado que recebe dinheiro público não é servidor ? para ele não tem código de ética ?
Então está explicado: Governador também não é servidor, não tem código de ética e, por consequência, não precisa ser ético !
Arquivem-se então todas as denúncias !
Se novo dezembargador-governador pensa assim, não dá mesmo para ter alguma esperança na Justiça desse país !