sexta-feira, 11 de julho de 2008

CUIDADO, HERNEUS!

O líder do governo na Assembléia, deputado Herneus de Nadal (PMDB) foi à tribuna lamentar que a Casa está patinando na lama do caso Metrópole enquanto assuntos que ele considera mais importantes ficam de lado.

E citou, como exemplo, o escândalo da cobrança indevida, por médicos da secretaria de Saúde, de serviços que deveriam ser cobertos pelo SUS. Segundo ele, a cobrança ilegal por médicos que atendem em hospitais públicos “é comum na região Oeste”.

De fato, não é bom que a Assembléia estacione no samba de uma nota só. E é igualmente importante que dê atenção à situação da saúde pública. Para o contribuinte e para a população, aliás, é uma questão vital.

Mas tenho cá minhas suspeitas que, se começarem a revirar a pustema em que algumas situações de saúde pública estão se transformando, é capaz de respingar no governo. Deputado, antes de mexer nesse vespeiro, por favor verifique o nível de vontade política que existe, nas várias áreas do governo, para de fato enfrentar as diversas frentes de luta que compõem este quadro.

Uma delas é justamente com os médicos. Eles alegam que são mal remunerados. Sem defender abertamente o colega que cobrou “por fora”, comentam a debandada de especialistas a partir do momento em que o estado proibiu atendimento de convênios em hospitais públicos. Há mesmo quem diga que precisa interpretar a lei com “alguma flexibilidade” para manter alguns serviços funcionando.

Como resolver isso? Seria ótimo se o governo estivesse disposto a enfrentar as resistências corporativas, a encontrar saídas criativas, a solucionar pelo menos parte dos problemas. Mas não será uma operação fácil, nem livre de desgastes. Boa sorte, então.

7 comentários:

Carlos disse...

Ora, se o deputado Herneus de Nadal sabia que a "cobrança ilegal por médicos que atendem em hospitais públicos é comum na região oeste", independente da importância relativa da "lama do caso Metrópole", ele tinha a obrigação de ter denunciado, antes mesmo de estourar o caso com o médico de Florianópolis.
A falta ao dever inerente ao cargo, caracterizada pela omissão do deputado, tem nome: PREVARICAÇÃO ! e é crime !

Schneider disse...

O Carlos tem razão. E, falando em prevaricação, será que os deputados também não estão prevaricando ao não investigar (CPI) essa lambança do governo com a Metrópole?

Anônimo disse...

O deputado Herneus de Nadal deu uma sugestão, então sugerimos que ele siga o sugerido.
Como disse o leitor de 1:24, que ele traga para o plenário as questões relativas às práticas de saúde desonestas "que são comuns nos hospitais". Assim estaria coerente. Agora, se só quer colocar uma cortina sobre os fatos do livro "Descentralização" e as provas contundentes contra o governo, sua proposta é fraca e só mostra o que todo mundo sabe: como não têm respostas, eles estão querendo desconversar. Parecem que estão tratando com crianças...
Carlos X

Rafael disse...

Não podemos deixar essa caso (do Médico) cair no limbo e ser esquecido, temos que alertar a população de que quando o atendimento é SUS não exite custo para o paciente e caso aja que seja bem esclarecido essa cobrança. Que as pessoas que se achem "roubadas" procurem os instituições competentes e denunciem. Pois se procurarmos bem podemos encontrar casos similares em outros Hospital aqui da capital que atendem SUS (e outros convenios - hospitais não publicos - alguns até que se dizem filantropicos), sem precisar ir para o Oeste. Abraços Rafael.

jânio disse...

É isso aí, Carlos. Sem esquecer que o nobre deputado é advogado. Acho que no codigo de ética da profissão isso também é previsto.

Anônimo disse...

Tio César,

O Hospital Gov. Celso Ramos não é administrado pelo Governo Estadual?
O Médico pego no "fraga" não é cargo de confianção do Governo? O Chefe do Médico não é cargo de confiança do Governo?
Então demita-se a Secretária da Saúde, ora bolas.
E não se esqueçam do Dado e do Coruja, que também tiveram participação nesta administração.
O Herneus poderia começar por aí, mas será que o LXV deixará?

Anônimo disse...

é,brincadeira com o povo...vão tudo pra rua em 2010...e eu não sou do pp, pmdb pqp...