quinta-feira, 31 de julho de 2008

CENSURA?

Um leitor avisou que o blog Bastidores do Ciasc foi tirado do ar. Pelo jeitão da nota que o Blogger (que é do Google) deixou no lugar, não parece ser apenas um problema técnico qualquer. Em todo caso, seria legal a turma do Ciasc entrar em contato, pra contar a história real. E informar o novo endereço, caso vá continuar em outra casa.



Se foi censura, não deixa de ser engraçado. Pra entregar pedófilos pra Justiça, o Google faz um doce danado. Mas pra tirar um blog político do ar é facinho? Se foi isto mesmo, se o Google acreditou em alguma história que lhe contaram pra executar o ato censório, vai ser um prato cheio para os colegas norte-americanos, onde a liberdade de expressão ainda é levada a sério. Lá o Google não se arriscaria a fazer uma coisa dessas. Mas antes de sair dizendo que foi isto ou aquilo, precisamos aguardar o que a turma do Ciasc tem a dizer.



Ah, se a justificativa pra tirar o blog foi "comercial" (uso da marca Ciasc no nome), então é só republicar como "Bastidores do Itacorubi", "Bastidores da empresa inominada" ou coisa parecida, que a gente já vai saber do que vocês estão falando.

Um comentário:

Tetsu disse...

Hummm! É por isso que o tal macaco Simão já no primeiro post do extinto ciasc's underblog já vinha com aquela fábula dos macaquinhos acostumados a levar porrada. Foi isso, né Simão, faltou espaço na retaguarda pra tú continuar arremessando o bost contra o ventilador. Realmente, com as atuais tecnologias de rastreamento de IP e navegações que existem hoje em dia, a possibilidade de ser surpreendido com uma duxa fria seguido de umas bimbas, era grande. Agora pelamordedeus ôh Simão, caso tú receba alguma notificação do Google com insinuações de que teu blog era ilegal ou desconfie que algum nerd aí do governo dos NETS tenha hackeado o teu blog, por favor, manifeste-se, pois isso é mais grave que aquelas revelações que faziam parte do conteúdo do teu blog. E olha que nem sequer havias tratado ainda dos assuntos do sistema portuário, dos equipamentos tipow estouragem, o DOE online (de doer), o contrato com prazo indeterminado com a Politec para desenvolvimento de um sensacional sistema de RH e por ai afora. Então tá Simão, só não deixa nóis na mão! queremos uma explicação!