quinta-feira, 24 de julho de 2008

A BOQUINHA DO ZANOTTO

Um leitor chamou-me a atenção para uma nota publicada ontem no blog do Prisco Paraíso:
“Quinta-feira, 24 de julho de 2008
Confiança absoluta

Está confirmada para segunda-feira a posse do advogado Adriano Zanotto na diretoria de Engenharia da SC Parcerias. Ainda durante a reunião do Conselho de Administração, será confirmada a eleição do secretário Ivo Carminatti para a presidência da empresa, tomando posse no dia 4 de agosto, acumulando também a Coordenação e Administração.

Apesar da divulgação da mais recente conversa mantida com o empresário Nei Silva, da revista Metrópole, é zero a preocupação de Carminatti, segundo interlocutores de ontem, recebidos no Centro Administrativo.”
É, de fato, uma das notas mais interessantes da semana (que andava meio fraca, em comparação com as anteriores). Mostra que LHS não é de desistir de suas apostas. Disse que arranjaria uma colocação para o persistente Zanotto e parece que vai cumprir a palavra. O fato da boquinha ser uma diretoria de Engenharia e o prometido ser advogado, não é coisa que nos preocupe (não sei ainda o que os engenheiros pensam disso).

Como a anunciada ida dele para a secretaria da Coordenação e Articulação provocou ruídos (segundo relatou Moacir Pereira aqui, na coluna do dia 16 de julho último), arranjou-se uma posição de menor visibilidade, mas igualmente de boas possibilidades.

A outra informação interessante é que o secretário Ivo Carminatti passará a acumular, com a secretaria de Coordenação e Articulação (o Prisco deve ter se equivocado, ao escrever “Coordenação e Administração”), a presidência da SC Parcerias. Mais poder para o grande negociador, que continua prestigiado.

É o legítimo “pau pra toda obra”: problemas com o processo no TSE? Manda o Ivo. Dificuldades para obter um parceiro que dê suporte financeiro para as parcerias público-privadas? Diz pro Ivo conversar com o Banco do Brasil. Um ex-parceiro está tentando chantagear o governo? Chama o Ivo. Precisa acelerar a SC Parcerias e acomodar o Zanotto? Deixa que o Ivo resolve. Tem que negociar com os deputados a aprovação de algum projeto mais rombudo? Ora, ora, isso é trabalho para o Ivo.

De fato, bem fizeram os deputados governistas ao bloquear a moção do PT, que pedia afastamento do Ivo. Imagina se o LHS iria conseguir passar sem um sujeito polivalente como esse, que segura todas as pontas e ainda, nas horas vagas, administra o fornecimento de cordas para que os desafetos do governo se enforquem.

15 comentários:

Anônimo disse...

Tio César,

Com a palavre o CREA e o SENGE!
Quanto a multiplicidade de aptidões do Carminati, acho que a maior é "dar corda para enforcar-se"!

Schneider disse...

Ele não é pau pra toda obra.
No cas do Ivo é diferente:´
Ele é CORDA pra toda obra.

Anônimo disse...

É a DESCENTRALIZAÇÃO com negociação. É bem como terminará o caso o Ivonei. Um enorme acordo...que nós vamos pagar!

Anônimo disse...

Oi Tio César, como "autor" do comentário que deu origem a essa nota, gostaria de dizer que o fato de um advogado assumir uma diretoria de engenharia é muito preocupante sim.
Aliás foi o que me motivou a escrever.
Tudo bem que o fato de ser o Zanoto também dá bastante pano pra manga.
Mas, por ser funcionário público, eu fico bastante preocupado e, por que não dizer, bastante triste em ver como os nossos mandatários escolhem os seus colaboradores, em especial os dirigentes do inúmeros órgãos que compõem a estrutura governamental.
Competência? Pra que? O importante é ser amigo do chefe!
Se você bem se lembra, um dos motivos do caos aéreo que vivemos há pouco tempo (e que infelizmente vamos reviver logo logo) foi o fato de as "cabeças" da ANAC, Infraero e outros órgãos relacionados, serem ocupadas por pessoas que não tem a menor formação na área.
Se você fizer um levantamento, mesmo que informal, vai ver quantos cargos são ocupados por pessoas que não tem a menor formação na área em que estão lotadas. Isso quando tem formação em alguma área.
Tomara, então, que o Dr. Zanoto não se meta a assinar nenhuma obra.
Desculpe o desabafo, mas como leitor, e grande admirador do seu blog, queria contribuir um pouco mais.
Grande abraço.

Zairo disse...

Caro Cesar... veja só quanta incoerência deste desgoverno por toda santa catarina. Um homem só para uma secretária e para presidir uma estatal. Isto é descentralizar? ou concentrar? Uma das formas de descentralizar e agilizar a administração pública é por meio de empresas ou administração indireta do estado. No entanto, esse mesmo governo da descentralização, centralizou todas operações bancárias, todas as contas e fundos de todas empresas e fundações do estado no tal de caixa único. Depois, quando uma empresa quer comprar um computador, tem que justificar e fundamentar a um grupo gestor, que vai decidir quantos computadores podem ser comprados. Nenhuma empresa do EStado tem autonomia para comprar e pagar. e, no final do ano, todos esses fundos e saldos vão para o caixa único para tapar buracos do governo, onde não raro, tem verba federal nessas contas. Lembra que o ex vice entregou o governo com 20 milhões em caixa? então, esse dinheiro era verba federal que estava em uma das contas de um determinado órgão do estado. E VIVA A DESCENTRALIZAÇÃO

Anônimo disse...

Prêmio consolação mixuruca pra quem queria ser desembargador? Ou uma tremenda fachada pra operar as parcerias impedidas na casa civil por seus próprios companheiros pemedebistas?

Javali disse...

Qualquer moção, parta de onde partir, pedindo afastamento do titio Ivo ou reclamando do Governo só poderia ser rejeitada. Pudera, ele tem a maioria na Assembléia Legislativa! Se mandar um Projeto de Lei para calar a voz do povo, se este reclamar de algo, com certeza será aprovado pelos cupinchas dele.

Anônimo disse...

Não é de hoje que eu digo: "OLHO VIVO NO IVO"...

Anônimo disse...

Que trapalhada, convidam o cara pra ser Secretário, depois protelam a coisa pra não prejudicar o Ivo e acabam "desconvidando" o cara e colocando ele numa Diretoria da SC Parcerias dirigida pelo próprio Ivo, que continurá no lugar do "desconvidado", ou seja, eles não tinham outro pra colocar na SCC? O Zanotto não serve? Por que? Pelo visto, mais um mistéeééério da descentralização.

Anônimo disse...

Sério isto?

Adriano Zanotto na diretoria de Engenharia da SC Parcerias?

O que um advogado sabe de engenharia?

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA/SC não vai fazer nada não?

Que coisa horrosa, só na politicagem mesmo!

Anônimo disse...

O Governo tá certo!!
É só alegria mesmo...
O Ivo pode, e muito bem administrar tudo isso, pois é pra quem tem capacidade!
Tem competência como poucos. Enquanto os cães ladram, a caravana passa...

Anônimo disse...

Vai ver o Zanotto podia atrapalhar alguma coisa em andamento na Secretaria de Coordenação. Tô com o anônimo das 10:58, olho vivo no Ivo.

Anônimo disse...

O Zanotto é um jovem político, sério, competente, e ao mesmo tempo muito ingênuo. Ele não se curvaria diante dessas barbaridades todas. O PMDB o trouxe a seu regaço com único objetivo de facilitar a ida do Blasi para o Tribunal de Justiça. Agora que está resolvido o problema do Blasi, o PMSD dá um pé na bunda dele. Um segmento muito grande do PMDB jamais o engoliu por suas ações retilíneas na OAB. Ou alguém já se esqueceu do pedido de impeacheman do Paulo Afonso? Então, com o Zanoto dentro do PMDB, com mil e umas promessas, calaram a boca do rapaz, e agora tiram o pão da boca dele, deixando apenas farelos da SC Parcerias... Se eu fosse o Zanoto, abria mão desse empreguinho e deixava essa corja toda se cafurdarem sós...

Anônimo disse...

Acho que no final das contas, este Governo não merece o Zanoto, o Zanoto não merece essa desconsideração e nõs não merecemos esse governo !

Anônimo disse...

Só pode ser o próprio. Retilíneo é adjetivo pueril, pobre bem à altura, da estatura do medíocre. Os bingueiros que o digam, Metrópole que o diga, a PF que o diga e as ações penais do MinistérioPúblico Federal que o digam. Pé na bunda uma ova: estão todos atrelados e encagaçados desde a época da campanha. Ingênuo: seria uma piada da Madre Tereza? Quão retilíneo é um transferidor?