sexta-feira, 5 de outubro de 2007

CADÊ O DEPUTADO QUE TAVA AQUI?

Na foto acima, o Plenário da Assembléia Legislativa de Santa Catarina, durante uma das sessões matutinas de quinta-feira (dia 27/9, pra ser mais preciso). Até onde a vista consegue alcançar, vemos ali cinco deputados, dos 40. O Sargento Soares (PDT), sentado em sua cadeira, o Manoel Motta (PMDB) discursando e, na Mesa, os deputados Sérgio Grando (PPS), Dagomar Carneiro (PDT) e Júlio Garcia (DEM), que presidia a sessão. De pé, atrás do presidente, está uma pessoa que, na foto, não consegui ver se era algum deputado ou um servidor da casa (como sempre, se quiser ver a foto um pouco maior, basta clicar sobre ela).

Por favor não tomem a foto, em si, como uma crítica ou um registro fiel de algum malfeito: alguns minutos antes e depois do momento em que bati a foto, o plenário tinha um número bem maior de parlamentares. Por algum motivo, a maioria saiu ao mesmo tempo, deixando o Manoel Mota praticamente sozinho, com os telespectadores da TVAL.

Mas puxei essa foto dos arquivos porque ontem, justamente numa das sessões de quinta (que são realizadas pela manhã), o deputado Rogério Mendonça, o Peninha (PMDB) tocou no assunto do trabalho dos parlamentares. Ele rebateu críticas de que os deputados trabalham só dois dias e meio por semana (que é quando ocorrem as sessões plenárias).

E ele trouxe de novo a justificativa do trabalho “junto às bases”: “a atividade parlamentar se intensifica ainda mais nos finais de semana”, que é quando eles cumprem extensa programação de visitas e contatos.

Esqueceu-se, porém, o Peninha, de destacar um outro aspecto importante da atividade parlamentar, que é o trabalho das comissões. Enquanto os contatos “nas bases” servem, em grande medida, para manter o prestígio político do parlamentar e pavimentar seus próximos projetos eleitorais, o trabalho nas comissões define o que, afinal, será votado em plenário.

É nas comissões que os detalhes dos projetos e outras medidas são acertados. E vocês sabem que tanto Deus, quanto o diabo, moram nos detalhes. Embora seja no plenário que eles discursem e façam fita para aparecer na TV, é no trabalho das comissões que os parlamentares se revelam.

Um comentário:

Eli Camargo disse...

César,
O deputado Peninha mostrou-se satisfeito com a repercussão dada ao discurso que proferiu sobre o trabalho parlamentar junto às bases. Peninha também parabenizou o amigo por estar atento à atuação dos parlamentares. Ele destacou que é muito importante sim a participação na comissões. Nas duas legislaturas anteriores Peninha já integrou as Comissçoes de Agricultura, Transportes e Constituição e Justiça, além do amplo trabalho junto ao Fórum Parlamentar Ítalo Brasileiro. Agora, por compor a mesa diretora da Assembléia (primeiro secretário) fica impedido de exercer tais atividades. Peninha reforça que têm dedicado todos os dias possíveis, inclusive os finais de semana, para visitar os municípios os quais representa. São inúmeros requerimentos semanais para atender as reivindicações da comunidade, com ênfase para as necessidades dos pequenos produtores rurais. Tudo isso sem deixar de lado os compromissos como secretário da Casa, onde o acúmulo de trabalho é muito grande. Fora ainda, as audiências nos órgãos do governo para acompanhar prefeitos e lideranças em busca de recursos do Estado.

Um grande abraço e bom trabalho, mano.

Eli Camargo
Assessor de Imprensa
eli_kmargo@yahoo.com.br