quarta-feira, 17 de outubro de 2007

BATE-E-VOLTA GLOBAL

LHS retorna às suas atividades preferidas: embaixador e guia turístico. Com um grupo, cujo tamanho exato jamais saberemos, o governador embarca domingo. Alguns terão passagens e diárias custeadas diretamente por nós, outros indiretamente e poucos vão por conta de suas empresas.

O roteiro começa em Moscou (chega-se lá com escalas em São Paulo e Frankfurt, na Alemanha, numa viagem de pelo menos 16h). Mas é uma passadinha rápida, só pra falar de carne e embargo. Dali, uma pernada maior, até Tóquio (9h30 de avião). No Japão, o assunto principal é saneamento básico: aquela graninha que virá para o esgoto catarinense, no bom sentido.

Então, atravessam o Pacífico, até Los Angeles, nos Estados Unidos (umas 9h45 de vôo). Lá, tem um convênio Califórnia-Santa Catarina, além dos estúdios de cinema e o próprio colega do LHS, o Arnoldinho. Depois, a volta para Florianópolis. Cerca de 16h de viagem. Chegam aqui na manhã do dia 2. Total: 50 horas de vôo. Dois dias inteiros no ar.

[Pra ver melhor os detalhes do roteiro, clique sobre a ilustração acima, que se abre uma ampliação]

CONFUSO HORÁRIO
Essa gente que se atrapalha com a mudança do horário de verão (+1h) e acha que o organismo custa a se adaptar, deveria participar dessa viagenzinha do LHS, pra ver o que é, de fato, mudança de fuso horário. Veriam que uma hora a mais, ou a menos, não é nada. Mas alterar sete horas num dia, cinco no outro, quatro alguns dias depois, deixa o sujeito tontinho.

Bom, é claro que ninguém da comitiva vai ser louco de se queixar (vai que o LHS ouve e não convida mais, né?).

4 comentários:

Anônimo disse...

Não está explicado o motivo da parada em Moscou nessa "volta ao mundo em 50 horas de vôo" patrocinada por nós otários.
Como a exportação da carne suína para a Rússia já foi "resolvida" naquela outra viagem paga pelos mesmos otários, em que o LHS chegou de "surpresa" e não encontrou ninguém, pois era feriado lá, presume-se que será apenas para "descanso da tropa" atrás da antiga Cortina de Ferro, pois ninguém é de ferro!
E ferro nos otários !

Anônimo disse...

Cesar,

Otários somos nós que continuamos a eleger esses deletérios para cargos públicos. Enquanto isso, eles, os iissspertosss ( Renam, Dário, LHS e Lula ), só riem.

Schneider disse...

César. Isso até parece piada mas, infelizmente, não é.
A gente sabe que até clube de futebol divulga a nominata dos integrantes de uma delegação. É em respeito aos associados e torcedores. Por que uma delegação com despesas pagas pelo Poder Público fica no anonimato? Isso é falta de respeito para com os cidadãos. Se não há transparência nos propiciam pensamentos turvos. Há algo para acobertar? Há algo errado? Parece que sim.

Anônimo disse...

Uma boa ideia para deixar de depor numa Comissão Processante seria uma viagem dessa, não acham.