terça-feira, 20 de maio de 2008

LABIRINTO LICITATÓRIO

A nota do Tribunal de Contas do Estado tem um título aterrorizante: “99% das licitações analisadas pelo TCE têm irregularidades”.

Digamos que as irregularidades nos processos de compra sejam causadas “apenas” por imperícia, ignorância, incompetência ou desconhecimento do básico, sem resquícios de desonestidade: já seria uma situação inaceitável.

Menos mal que a análise prévia dos editais evita que a coisa vá pra rua com erros. Mesmo assim, é assustador que servidores públicos especializados cometam um número tão alto de erros em processos que estão razoavelmente previstos em lei e que contam, já há alguns anos, com orientações do TCE e TCU.

Isso que nem estamos entrando no pântano das dispensas de licitação, grande parte delas completamente irregular, porque não respeitam os critérios previstos em lei ou tentam interpretá-los com uma generosidade que beira o deboche.

Será que a turma um dia vai aprender que o dinheiro público tem dono e que gastá-lo exige cuidados, rigor e atenção?

3 comentários:

Anônimo disse...

Dei uma olhadinha no site no TCE. Parece que eles também não vão bem das pernas. O Estado licitando tudo por Pregão, modalidade pra lá de vantajosa, e eles ainda fazendo editais de Convite. Que coisa mais ultrapassada!

Anônimo disse...

Quando terminarem as análises, certamente ultrapassarão os 100%.
Strix.

Schneider disse...

Agopra começo entender o porquê do Diário Oficial não estar disponível na Internet....