terça-feira, 7 de outubro de 2008

PRAGMATISMO POLÍTICO

Daqui a pouco, às 15 horas, no diretório estadual do Democratas, reunem-se o prefeito e candidato Dário Berger com a executiva estadual do partido e a bancada de deputados estaduais.

Diz o comunicado oficial da reunião: “Na ocasião será formalizado apoio do partido ao candidato no segundo turno das eleições municipais de Florianópolis”.

Portanto, O partido do Dr. Jorge, do Cesar Jr., do Raimundo Colombo, do JPK e de tantos outros vai engolir o Dário, com casca e tudo. Ou será o contrário?

Lembrem-se que o Dário nasceu no PFL, sob as asas do Dr. Jorge e depois deu as costas aos criadores. Durante algum tempo os Bornhausen pareciam sinceramente amuados com a ingratidão. Mas, vê-se agora, em nome da costura para 2010 e do doce convívio com o Poder, tudo é passado. São amigos de infância e certamente trocarão juras de amor eterno.

EM TEMPO

Só para ilustrar trago para cá o comentário que um leitor (ou leitora) deixou há pouco, na nota abaixo:
“Votei no César Souza Jr por ele representar uma força nova na cidade, por sua atuação parlamentar, por ter lutado pelo Jardim Botânico da cidade. Não acredito que ele e seu partido apoiarão Dário Berger neste segundo turno. Seria uma incoerência indesculpável, até porque César Jr atacou duramente o sr Dário na campanha e foi vítima de ataques também duríssimos do atual prefeito. Além de que, seria uma falta de inteligência e ausência de estratégia política entregar duas cidades tão importantes nas mãos de uma mesma família. Portanto, não acredito nem que o César Jr nem a liderança dos Democratas apoiarão Dário Berger no segundo turno.

Caso isso aconteça, acredito que os eleitores do jovem político não o acompanharão e mesmo ficarão revoltados com esse gesto. Quero crer que o bom senso e a boa memória não sejam defenestrados na hora dessa decisão. Por favor, líderes do DEM e César Jr, pensem bem antes de tomar uma decisão. A cidade espera uma atitude coerente e digna de vocês.”

13 comentários:

mauricio disse...

Cesar.

Como pode existir, ainda, pessoa ingênua a ponto de acreditar que algum dos atuais políticos possa ter alguma preocupação social. Eles querem mais é se "arranjar".
Quando a(o) anônima(o) diz "seria uma falta de inteligência e ausência de estratégia política entregar duas cidades tão importantes nas mãos de uma mesma família", referindo-se a responsabilidade dos partidos, esta pessoa precisa ver que é exatamente isto que está aproximando estes partidos interesseiros. É exatamente aí que está a vantagem para eles. Um município poderá esconder a sujeira do outro.
Agora o que se deve perguntar é o seguinte: OS ELEITORES vão permitir isto?

Anônimo disse...

Minha posição é parecida com a do leitor citado. Só que mais radical. Votei no Cesar Jr, mas se ele apoiar o Dário, nunca mais vou votar. Nem nele nem no DEM. Não sou bobo pra participar como bucha de canhão de negociatas. Mas acredito que o acordo não vai vigorar. O Cesar Jr, pelo menos, não vai apoiar. Seria muita cara de pau...
Resista Cesar Jr. Você ainda é novo, não se meta nessas armações.

Profeta do óbvio disse...

Pobres florianopolitanos... Votaram no César Jr. na esperança da renovação e agora vêem o partido dele apoiar o atual prefeito na criação da "Bergerlândia". Sim, Bergerlândia, em breve na wikipédia:
"Feudo político que começa na ilha de Santa Catarina, atravessa as pontes e faz fronteira com Palhoça, Biguaçu, São Pedro de Alcântara, Santo Amaro da Imperatriz e Antônio Carlos. Área: 546,917 km². Dinastia reinante: Berger Von Gut Einsamkeit"

Anônimo disse...

Que decepção...
Não é o problema do Dário ser mau adminstrador da cidade.
É bem mais grave que isso...

Carioni disse...

Olha, eu estava tentando não acreditar que isso poderia acontecer. Sou filiado ao PFL/DEM há 16 ou 17 anos... Agora, com apoio ao Dário, conto o tempo para desfiliar-me. É demais!!!! Já foi difícil engolir essa Tríplice Aliança!!!!!

Anônimo disse...

Eu votei no César por convicção. Se o partido dele apoior o Dário o problema é deles. Vão estar demonstrando a maior cara de pau. Se isso acontecer, não tenho dúvida, vou votar é no Amin.

Anônimo disse...

Decepção! Falta de caráter inominável. Usando o eleitor como moeda para negociatas estratégicas.
E aquele discurso sobre renovação? Falta de vergonha na cara!!! Eu sim, estou envergonhado por ter votado errado (Cesar). NUNCA MAIS!

Spesso disse...

Não imaginava que ainda existiam pessoas tão ingênuas assim. Vocês nasceram ontem ou o quê hein???

PS - não demorem muito para decidir o que querem pro Natal, Papai Noel precisa ser avisado com antecedência para atender seus pedidos.

Eduardo disse...

Spesso,
é verdade... Ingenuidade assim, não acredito.
Tá até parecendo campanha de algum outro partido...

Se tem alguém que vota no PFL-DEMo (ou mesmo é filiado!!!) achando que há ali na cúpula alguém com escrúpulos, com uma ideologia a seguir, uma postura historicamente coerente... Ah ah ah ah ah ah...
Isso vale para PMDB e PSDB também. E para outros. Quase todos. Ou todos?

A tríplice aliança (melhor chamada de penca) é o exemplo puro e acabado disso: não há diferenças ideológicas, só há disputa pelo poder. Um espertalhão convenceu os demais interesseiros que montou um esquemão para ficar no poder (e nadar de braçada no dinheiro correspondente) por uns 30 anos... e quem ficar de fora do grupinho, pois é isso mesmo, está de fora do grupinho e das benesses do poder...

Anônimo disse...

E a família Amin, não é uma oligarquia também? E quando Amin era governador e Angela prefeita de florianópolis? Agora mesmo, o filho de Amin se elegeu vereador, enquanto Amin pai quer a prefeitura. Assim pode?

Anônimo disse...

Pois é...... Os Amin podem, anos e anos no poder, agora com o filho a mulher deputada, tá tudo certo. Quanta hipocresia, quanta burrice!!

Anônimo disse...

hipocrEsia e burrice numa mesma frase já é demais!

Anônimo disse...

E viva a Bergerlândia! E se preparem, que em 2010 a Bergerlândia vai anexar o resto de Santa Catarina. Aliás, quem é o vice do Dário, mesmo? Ô, cara de sorte! Herdar 2 anos na prefa da Capitali!!