quarta-feira, 22 de outubro de 2008

COMO É QUE É?

Para tentar entender o que a medida provisória que Lula editou hoje significa, o melhor é ler o comentário bem humorado (claro, a situação seria engraçada, se não fosse trágica) do Josias de Souza, da Folha, em seu blog.

Trecho:
“Nesta quarta (22), em visita ao Brasil, uma missão de extraterrenos surpreendeu-se com a última do Lula: o governo ameaça estatizar bancos privados em dificuldades.

Um dos homenzinhos esverdeados rolou pelo chão. Gargalhava por todas as suas 26 bocas. Só lhe vinham à mente –de 1,80m de diâmetro— as críticas do ex-PT ao Proer de FHC.”

A íntegra está aqui.

EM TEMPO: estando lá no Josias, aproveitem para ler a nota anterior, que conta sobre um processo que o PT moveu contra o presidente da República (FHC, na época) e que, graças à tramitação lenta dessas coisas, entra em julgamento agora, quando o ocupante do cargo é Lula (do PT, lembram?). E aí Lula terá que defender FHC, se não quiser se arriscar a ser também condenado...

Um comentário:

Carlos Henrique disse...

"Ameaça estatizar" e ótima. Os bancos públicos podem comprar, se os bancos privados quiserem vender, e isso é uma "ameaça"? Qual é o problema, os (grandes) bancos privados não querem concorrência na hora de fazer sua oferta pelos pequenos?