quarta-feira, 29 de outubro de 2008

TRE-SC ABSOLVE LHS

E vocês achando que ele seria condenado desta vez, né? Nananinãnã.

Surpresa!

O TRE-SC disse, mais uma vez, que LHS não abusou do poder econômico nem usou mal os meios de comunicação na campanha à reeleição.

Não tem jeito. Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina acham mesmo que não ocorreu nada errado na campanha do LHS à reeleição. E novamente recusaram-se a levar adiante as suspeitas de abuso do poder econômico e mau uso dos meios de comunicação levantadas pela coligação Salve Santa Catarina (de Amin/PP).

Gley Sagaz, advogado da coligação disse que vai recorrer ao TSE, onde já tramitam dois processos semelhantes, também recusados pelo TRE-SC, mas acatados pela corte superior. Ele acha que lá a turma de ministros não tem medo de encarar os moribundos.


Não deixa de ser engraçado notar que pelo menos três ministros do TSE, ao se manifestarem sobre o mérito, viram graves irregularidades. Mas os juízes locais não viram e continuam não vendo nada de errado na campanha nem nos elogiosos cadernos dos jornais do interior. O que, de qualquer forma, não surpreende ninguém.

15 comentários:

Anônimo disse...

Os ministros que residem em Brasília será que tem mais condições de analisar os fatos do que os que vivem por aqui e assinam os jornais catarinenses nos quais foram veiculadas as matérias. E será que tem mais condições de saber se as publicações tiveram influência no resultado da eleição?

Anônimo disse...

Se formos seguir a linha de pensamento do anonimo das 9:30, então diriamos: será que os ministros do supremo tem mais condição de analisar os casos que lá chegam do que os juizes em suas comarcas?
Se for assim fechem os tribunais superiores!

Anônimo disse...

kkkkkkkkk....e alguém axou q ia ser diferente???...m poupem neh....

Renato disse...

Enquanto o TRE das Alagoas enquadrou e está enquadrando vários "prefeitos" ligados ao "todo poderoso" Renan Calheiros, entre eles um meliante conhecido pela alcunha de Cícero Cachorra, é isso mesmo, Cícero Cachorra, o TRE de Santa Catarina é a mais pura inocência.

Carlos disse...

Eu duvidei e escreví que duvidava !
Agora o anônimo das 9:30 deve estar achando também que a publicidade do governador "Santa Catarina em Ação" que ficou martelando o ano todo, não influenciou o eleitor !
Ora, ora, se publicidade não influencia as pessoas, então para que ela existe ?
Cuidado que ingenuidade mata !

Anônimo disse...

Acho que o TRE-SC é apenas mais uma secretaria do sr. governador, pois o processo sobe ao TSE e aí sim se vêem as irregularidades.

Anônimo disse...

Quem quizer dar uma olhadinha no belo trabalho de limpeza quem vem fazendo o TRE das Alagoas acesse o seguinte endereço: http://www.extralagoas.com.br/noticia.kmf?noticia=7694397&canal=333
O TRE de Santa Catarina deveria se espelhar no co-irmão das Alagoas.

Anônimo disse...

Quando um governador programa sua viagem "coincidindo" com a do vice (que recebe salário só para eventualmente substituir o titular !), viagem que "coincide" com a ausência do presidente da Assembléia, numa manobra só para "homenagear o Juduciário", dá nisso: 5 x 0 para o Luiz 15 !
Com que moral um desses juízes iria votar contra ? Recorrer a quem ???
Mas o povo que é desrespeitado com essas atitudes, acredita que tudo isso é o respeito entre poderes, poderes que na teoria deveriam ser independentes.
Esse país não tem jeito mesmo, "locupletem-se todos" que estamos aqui para aplaudir, pagar e VOTAR NELES !

Anônimo disse...

E o interessante é ler os comentários que estão na parte de baixo da página: http://www.extralagoas.com.br/noticia.kmf?noticia=7694397&canal=333

Anônimo disse...

TRE de Santa Catarina... Façam-me o favor, alguém acredita? Parece aqueles três miquinhos, nada vêem, nada falam, nada ouvem.

Carlos disse...

Como cidadão e contribuinte, me sinto lesado por sustentar uma corte tão parcimoniosa em aplicar a lei. Se a sociedade catarinense tivesse apreço pelo destino dos seus impostos, tanto quanto tem pelos seus times de futebol, por exemplo, já teria acabado com essa ficção chamada "justiça eleitoral".

Schneider disse...

Os Moribundos nascem aqui, mas se desenvolvem em Brasília.
É uma questão de habitat. Os moribundos se adaptam melhor em Brasília. No TSE se sentem mais seguros, protegidos pelo presidente Ayres Britto.

Anônimo disse...

É por isso que as coisas por aqui acontecem e eles fazem cara de paisagem pro povo burro que acredita em tudo que é história prá boi dormir. A impunidade é mãe da corrupção.

Anônimo disse...

Seria interessante ver o nome e a filiação política dos membros do TRE-SC. Tem até ex cabo eleitoral

Anônimo disse...

É por isso que outro dia encontrei uma amiga, antiga colega de Universidade, e ao perguntar-lhe onde trabalhava ela respondeu: "no TRE, mas não conta pra ninguém não, tá?"...