quarta-feira, 29 de outubro de 2008

KIT APAGÃO

[Publicado dia 31 de outubro de 2003, uma sexta-feira, às 21:29, no extinto Carta Aberta]

Sempre devemos ter um manual de crise, pronto para ser aberto, lido e seguido quando acontecer qualquer uma das inúmeras desgraças, catástrofes e azares a que estamos sujeitos quando vivemos em Nova Iorque, Toronto, Tel Aviv, Bagdá ou Florianópolis. Vou revelar, em primeira mão, o manual de crise aqui de casa. Ilustrado, para que o pessoal, no momento em que ocorre o problema, não perca muito tempo.


1. Material básico: fósforo e lanterna. Muito importante: não use o fósforo para acender a lanterna. O plástico pode liberar vapores tóxicos. Também não adianta usar a lanterna para acender os fósforos.


2. Decoração: o fato de estarmos em crise não significa que devamos descuidar da apresentação de nossos ambientes. Aqui sugerimos a colocação de um castiçal duplo do tipo 3 (quarto da menina) no local especialmente destinado para isso, sobre a TV. Não tentem ligar a TV nas velas. Nem aproximem bichinhos de pelúcia do fogo. Dá boas fotos, mas é muito perigoso.


3. Jogos: é fundamental ter com o que ocupar mãos e mentes durante os longos períodos sem TV. Jogos de todos os tipos podem ser tentados. Não é aconselhavel que o dono da casa perca muitas partidas seguidas. Ele pode seqüestrar as últimas velas e trancar-se no sótão, emburrado.


4. Leitura: mantenha sempre uma estante eclética de emergência. Numerologia, Trotski, Maigret, Jardinagem, o que seja. Porque nunca se sabe o ânimo que estaremos, no escuro, sem banho no caso de Florianópolis, onde a água sempre acaba quando acaba a luz ou com banho frio nos demais locais.

Amanhã, dependendo do ânimo com que acordar, tratarei das formas de contornar o problema sanitário enfrentado por famílias numerosas em apartamentos pequenos sem água para o banho, sem ter como lavar a roupa, sem elevador, com a pia cheia e sem descarga nos banheiros por 52 horas.

3 comentários:

Murillo disse...

By the way, com as quebras de bancos, queda nas bolsas, cortes no orçamento, e reeleção do Dário, informo que a famosa 'luz no final do túnel' está temporariamente desligada.

Anônimo disse...

Ôoooo Murillo !
Deixa primeiro a turma festejar na Europa para depois ver como é que fica a luz no fim do túnel !
O povo merece o que pediu !

Bruna disse...

Estou curiosa p ver o post sobre a falta da agua..

Já faz mais de um mes que estou com esse problema na minha casa na regiao do itacorubi/sta monica.. e nada da casan!