segunda-feira, 27 de outubro de 2008

PUNIÇÃO PARA OS VIZINHOS

Desconfio que o vice do Dário, nosso vizinho JBN, ficou descontente com a votação que tiveram aqui no Córrego Grande, nas seções onde votam os moradores da região. Desde de manhã tem-nos infernizado a vida com um foguetório intermitente, como se nos quisesse punir.

De tempos em tempos, uma rajada de foguetes que parecem vir das proximidades da casa da família do JBN. Antes do meio dia, depois do meio-dia quando o Dário estava falando no Jornal do Almoço, na hora da sesta da tarde, dá-lhe foguetes.

Esta é uma tradição que eu me importaria menos que fosse abolida, do que, por exemplo a farra do boi. Uma vez veraneava numa praia do município de Governador Celso Ramos, perto da casa de uma vereadora que tinha sido eleita em São José e o marido resolveu punir os vizinhos com 24 horas ininterruptas de foguetório. Será que com isso mostram poder econômico? Qual será a origem dessa bárbara manifestação de alegria? Não, não, não quero saber. Só fiz uma pergunta retórica. Não percam tempo me explicando.

7 comentários:

gustavo disse...

Caro Cesar vou te pedir quando chamares o vice do Dário se refira pelo nome, porque JB, já é chamado pela imprensa aqui em Itajaí o nosso querido prefeito eleito Jandir Bellini, é que JB por JB, o daqui de Itajái da de dez quer dizer de 11.

Anônimo disse...

Os "tiros" saem daquela casa colada na tal obra do residencial Garapuvu, bem ao lado do córrego. Ainda cedo vi sairem de lá umas 1000 latinhas mortas...festa grande.

Anônimo disse...

Cada estrondo de foguete é para lembrar os eleitores do Amin que o Dário ganhou. Uma espécie de "ir à forra" depois de tantas mentiras, injúrias e calúnias do adversário.
Quem não gosta deste tipo de festa provavelmente é eleitor do Amin. hehehe

Anônimo disse...

p/ o anonimo de cima...q diz q os fogutes é p/ lembrar os eleitores do amim...
o povo é burro mesmo...votar num prfeito q diz os palavrões q diz...meu deus q mundo é esse...
o povo gotsa é de pessoas assim...como podem representar uma cidade c/ tantos palavrões...é so escutar as conversas dele c/ o juares...

Anônimo disse...

Como vcs são hipócritas. Dizer "porra", "do caralho", "puta que o pariu" num telefone conversando com um conhecido não devia ter impacto nenhum. Desculpem, mas acho que todos nós falamos assim.

Anônimo disse...

sim, todos falamos assim....mas se fosse o prefeito e estivesse falando de vereadores, da câmara e dos cidadãos, nao falaria assim, nao...é de fuder!

Anônimo disse...

nós pobres mortais desprovidos de política eleitoral,au somos candidatos...somos o povo...a pleble...podemos falar assim...um político nau...ele tem q ter postura..ética...