quarta-feira, 22 de outubro de 2008

DÁRIO ELEITO, JB PREFEITO

Aposto que a maioria de vocês, se encontrar o João Batista na rua, não o reconhece. Pois tá na hora de começar a prestar atenção nele.

O João Batista Nunes, vereador da base de apoio do Dário, na capital, é o candidato a vice-prefeito. Isso não teria muita importância se o quadro político do estado fosse outro. Do jeito que as coisas estão se arranjando, é possível que o João Batista seja prefeito de Florianópolis antes do que se pensa.

Dário Berger poderá ser tentado a alçar outros vôos em 2010. E, assim como Esperidião já fez, deixar a prefeitura (que, afinal, é quase sempre apenas uma providencial escadinha).

Lembro do João Batista do início da década de 80, quando vim morar no Córrego Grande. Ele ajudava o pai a entregar o leite que era produzido na chácara da família, ali mesmo no bairro.

Claro que é possível que os adversários digam que naquele leite tinha uma quantidade de água maior que o usual, ou que, depois que se elegeu vereador, passou a ser uma espécie de sub-prefeito do Córrego Grande.
O fato é que desde que deixamos de comprar leite na carrocinha do João Batista, nunca mais falei com ele. Não sei se é verdade o que dizem ou se é tudo intriga da oposição.

Só acho que é bom tentar conhecê-lo um pouco mais, porque o Alemão está com 17 pontos de vantagem. Tem, por enquanto, chances reais de ganhar. E, aí, meu amigo, Dário eleito, João Batista prefeito. Na certa.

15 comentários:

Anônimo disse...

O PMDB - este que aí está - merece mesmo Dário governador. Já avisaram ao Dr. Pinho Moreira? E quem o REI XV - caso eleito senador, cruz credo - irá apoiar no segundo turno em 2010? Vejamos: PMDB X DEM ou PMDB X PSDB?

Anônimo disse...

Torna-se igualmente importante verificar como que, de entregador de leite, que é uma ocupação digna, mas que não deixa ninguem "muito bem de vida", ele como vereador que ganha 5 mil por mes, foi ficar com uma vida muito confortável, em menos e 8 anos.

Anônimo disse...

Grande João Batista! Talento nato para a administração municipal. Poderia chama´-lo até de "Novo Pitta" aquele preposto do Maluf, que depois de vencer pelos votos do Mestre, usou os mesmos métodos do seu mentor (a história que seguiu todos sabem).
Começou administrando uma carrocinha de leite e vê cair no colo a administração da cidade. Sujeito de sorte, pelo visto. E parece que conhece a fundo o setor de leite, tetas, etc.
Vamos comemorar então, pois se o Dário vencer ao invés de um teremos DOIS prefeitos!

Anônimo disse...

Se não me engano, o JB também teve uma participação (pequena, talvez) nos rolos da Moeda Verde. Seria interessante relembrar o ocorrido, agora que a eleição se avizinha.

Anônimo disse...

Enfim teremos um prefeito honesto,trabalhador e dedicado à cidade, como foi o Piazza, um prefeito preocupado com as pessoas. João Batista, se bem cercado por alguns destes secretários do Dário (Rodolfo e Cândido, por exemplo)pode surpreender a todos.

Anônimo disse...

Pergunta técnica: entregador de leite não pode ser prefeito ? Só empresário, professor universitário (rsrsrs), carreirista ? Jornalista pode ??

Jeronimo Dias disse...

Quanta hipocrisia!!!
Querem mais uma vez fazer de uma mentira uma verdade.
Quem criou essa fórmula foi o Sr. Amim. Lembram "AMIM ELEITO, BULCÃO PREFEITO".

O povo já escolheu e vocês vão ter que engolir.

Jeronimo

Anônimo disse...

Carinha de assustado tem o João Baptista!
12:05, não é uma questão de preconceito: leiteiro pode ser prefeito, metalúrgico pode ser presidente, alfaite pode ser governador. Mas, convenhamos, o melhor é que fosse alguém que tivesse se preparado para tal, fazendo uma escola de administração pública, por exemplo. Senão vamos naquela do "salve simpatia", do "amigo dos amigos", do "cara legal do bar que merece o seu apoio".
Administrar uma cidade é algo com uma complexidade que exige uma visão e uma formação mais ampla, para ser bem feita. Claro que não temos esta cultura no Brasil, daí que estamos neste cenário de 3º mundo apesar de nossas imensas riquezas.
A mesma equação serve para professores universitários, sociólogos, jornalistas, advogados e que tais, todos também sem uma noção precisa de administração pública. Como a parada por aqui é no plano do vale tudo para chegar lá, há que depois se pagar. Com estas dívidas eleitorais e 5.000 cargos comissionados para saldá-las, nem ao menos bons técnicos os eleitos chamam para se assessorar, mas sim políticos e cabos eleitorais com aquela "formação profunda" no assunto. Ou vc acha que o atual ministro de Minas e Energias, o Edson Lobão, entende profundamente da questão energética, central no mundo atual? Como o capitão do barco também não entende nada do assunto, "tá tudo ótimo na embarcação".
Desta forma, com estas competências, vamos nos afundando devidamente.
Carlos X

Anônimo disse...

Pois veja que coisa Carlos X.. o tal Dário é formado em administração, em gestão e o Amim chega a ser professor universitário na mesma área. Ou seja, necas de pitibiribas. Um excutor não deve abrir mão de uma formação técnica...mas, se não houver capacidade de liderança, tirocínio...bomba na água. O JB é um garoto ambicioso, deslumbrado, político de ocasião (será que o tal pastor Renato tb não é ??), mas não pode ser acusado de nada por ter sido entregador de leite. Aliás, creio ser esta sua maior (quiçá única) virtude. Saudações

Anônimo disse...

O anonimo das 12:05, é claro que todos podem ser de tudo na vida. O único pré-requisito é a honestidade....O Joao Batista como vereador fez emenda ao plano diretor para poder construir um hotel no santa Monica (junto ao hospital vita), e depois vem com essa história de moratória.É falso moralista.Discursa conforme a oca$iao. Moeda verde nele!

Anônimo disse...

1:37. Você tem razão. Acrescento que além de boa formação em administração pública (administração de empresas é outra coisa) é preciso boa formação moral e ética, coisa também rara em nosso país. (Dentre outras coisas, como por ex. apresentar um projeto de cidade, para que os eleitores possam escolher com outros critérios que não o vigente, do marketing televisivo). Estou sendo civilizado demais?
Na nota não falei especificamente sobre o JB, mas sobre as pessoas que exercem cargos executivos (diferentes dos legislativos)sem o menor preparo. Se ele vier à comunidade dizer que se preparou para tal (existe o Instituo Brasileiro de Administração Municipal que oferece esta formação para executivos municipais, por ex), não importa seu passado de entregador de leite, mas seu presente de pessoa que procura saber o que faz. Mas se o seu currículo retringir-se à função passada de leiteiro e ao fato de ser simpático, "amigo dos amigos" e ter conseguido votos e vantagens para o candidato à cabeça de chapa, acho que ele entra devendo, meu chapa. Digamos que de leiteiro passe a ser laranjeiro.

Anônimo disse...

O Vice é melhor que o titular.

Pedro de Souza.


PS O que mais me estranha nessa eleiçao é o chefe da campanha do Dário ser o Mário Cavallazzi. Até se meter nos escandalos do FINSOCIAL ( lá no Besc - perguntem ao Waldemar Henrique ex-gerente de credito rural do Besc ), o Cavallazzi era fiel escudeiro do Dão. DEpois desse escandalo a Angela proibiu que o Papel Higienico ( como o Cavallazi é chamdo - ta no rolo ou tá na merda)frequentasse a casa de coqueiros. Daí o Cavallazzi passou a ser o fiel escudeiro do Kleinubing. Depois do Bingbing passou a ser do Dário. O Cavallazzi é voluvel como o vento.

Anônimo disse...

Um mama na teta, o outro entrega o leite.

Anônimo disse...

Caro Carlos X..enfim falamos a mesma língua. Faço da suas palavras não as minhas, mas a de todo aquele que busca a eficiência na coisa pública. JB's, como exemplo, são o modelito vigente da vida política, da ausência de preparo e ética que grassam em nossa rotina. Salve os leiteiros, gente de boa cepa e cada dia mais raros !!!

Anônimo disse...

Caro Cesar, agora entendi uma coisa: esse Cavallazi não foi Secretário da Agricultura do governo Kleinubing? não foi naquela época que estorou o escândalo das vaquinhas do uruguai? Então, o Dário está bem servido: um secretário que entende muito bem de "vaquinhas" e um vice que entende de leite! Eita equipe de gigolô de vacas!!