terça-feira, 7 de outubro de 2008

PMDB CANTA VITÓRIA

Em movimento semelhante ao do PSDB, mas em sentido contrário, o PMDB publicou ontem, no blog de campanha do presidente Eduardo Moreira, uma estatística mostrando que “um em cada três prefeitos de SC é do PMDB”.

E, naturalmente, afirma que “o PMDB foi o partido que mais cresceu em Santa Catarina na soma total de votos”. Pelas contas deles, os candidatos peemedebistas tiveram cerca de 40% do total de votos válidos.

De olho em 2010, o Dr. Moreira contabiliza “mais de 180 mil novos eleitores, em relação à disputa de 2004”. Lamentavelmente, são 111 os prefeitos eleitos do PMDB: seria muito melhor para o marketing se fossem 115. Em todo caso, ainda há os vice-prefeitos. Mesmo assim a numerologia não lhes foi simpática: levando em conta os vice-prefeitos, o PMDB estará no executivo municipal de... 145 cidades.

A esperança do PMDB é que o Dário vença o segundo turno, pra ficarem 112 ou 146 prefeituras. Não é grande coisa, mas é melhor que carregar o 11 e o 45 nas suas estatísticas.

Ah, segundo o Dr. Moreira, o PMDB tem 2,8 vereadores por município (843 no total). Resta saber como é que é um vereador 0,8. Será que é um sujeito meio dividido, tipo assim, 80% PMDB e 20% DEM?

8 comentários:

acobrafumou disse...

A matemática é fantástica não é Cesar?111, 145...incrííível!

Abraços!

Anônimo disse...

Neste blog só se fala mal do Dário. Isso é ressentimento de vencidos. Inveja de incapazes.
Djalma já ganhou em São José e Dário vai vencer em Florianópolis. São os Berger no poder, em breve mandando no estado. Não precisam de partidos, não precisam de alianças. Não tem como conter, o povo quer assim. As velhas famílias, que sempre dominaram a nossa política, Bornhausen, Ramos etc, vão ter que se curvar e compor com esta força emergente, que está se mostrando invencível. A história deles não tem derrotas, já notaram?
E vocês esperneando que nem baratas com as pernas pra cima. Fico rindo e esperando o segundo turno na capital, com a vitória mais consagradora do Brasil. Só dou um conselho, é melhor aderir enquanto há tempo, depois vão ter que entrar na fila pra cumprimentar, bem lá atrás. Podem não gostar do que estou falando, mas escrevam, porque vai acontecer (ou vcs não acham que o Dário vai governar o estado nas próximas eleições?). Vão ladrando que a caravana está passando!

acobrafumou disse...

Amigo, concordo em termos com você!
Usasse a palavra certa: EMERGENTES!
Dário é um ESTRANGEIRO de Florianópolis que está repetido as mesmas crocodilagens e 7000 obras que fez em São José...
Concordo que nós tenhamos de ter uma renovação política na Capital do estado, mas eu acho que Dário Elias Berger, não é o mais indicado para governar a cidade! Ele não conhece e não dialoga com o ilhéu, com o pescador, com a dona de casa...Ele só quer saber de asfaltar o estreito, mal e porcamente aliás, e construir policlínica!
Concordo com o Amim no ponto, por exemplo, do Maçiço do Morro da Cruz: porquê colocar uma empreiteira DE FORA, se existem muitos pedreiros e pintores para fazer o serviço lá mesmo?Era só uma questão de capacitação! Da Sra. Angela Albino, eu concordo com as idéias da sustentabilidade, a "parceria" que Florianópolis tem com o meio-ambiente.
Se Dário liga TANTO pra Florianópolis, porquê deixou o Shopping Iguatemi ser construído em ÁREA DE MANGUE?

Abraços!

Anônimo disse...

Para que "acobrafumou" saiba:

O Amin e a Tia governaram o município por 16 anos e o estado por 8 anos. Nunca sequer lembraram que existia GENTE no Morro da Cruz. Apareciam por lá para distribuir cestas básicas em troca de votos a cada eleição.
Hoje, quase todos os trabalhadores das obras do maciço são moradores das próprias comunidades.
Dia 27 serão abertos os envelopes das empresas que construirão mais de 400 casas no maciço.
"Isto é governar, isto é pensar nas pessoas".
Visite a policlínica do centro, a do Sul da Ilha. Visite uma escola construída pelo Dário. Vá e conheça a escola do Rio Tavares. Lembre como era o Travessão no Rio Vermelho, a Baldissero Filomeno no Sul da Ilha. Tudo em pouco mais de 3 anos.
Mais de 600 ruas pavimentadas e a promessa de mais 600 até o final do segundo mandato, zerando este descaso com a população de baixa renda, pela dignidade do "sapato limpo". Pare de pensar no seu próprio umbigo e reconheça que o Dário está fazendo justiça social, como nunca foi feita neste município. Por isto o Dário tem o voto popular e pode até dispensar o seu voto inútil e mesquinho. Vcs não conseguem enxergar além do próprio nariz.

Anônimo disse...

A lógica do bajulador do Dário é simples: Partido político para quê? O negócio são os políticos. Mas os políticos que dão uma boquinha para ele. No caso, são os Berger. Se ele fosse capacho dos Bornhausen, seriam eles. E assim por diante. É por conta de eleitores assim que o país gera cada vez mais corruptos.

Anônimo disse...

Cesar, essa família gosta tanto de Florianópolis que tem casa até em cima do mar. Vc conhece a casa do terceiro irmão, próxima ao Fedoca de Coqueiros? Tem uma quadra de t~enis construída SOBRE O MAR. E ninguém toma atitude contra isto. Bem, da SUSP, com aquele inoperante Rauen, já se esperava. Mas o Ministério Público também esta quietinho. Seria interessante o Diarinho fazer uma reportagem... a foto da verdadeira plantação de estacas sobre o mar seria impressionante... confira.

Anônimo disse...

Anõnimo das 3:05. Vá tratando de se acostumar, coma vitória dos dois irmãos - Dário e Djalma, vai valer tudo para os Berger. Eles, que já "arriaram" um morro para a construção da mansão, vão fazer muito mais. 7.000 obras? é pouco. Com as duas prefeituras na mão é que você vai ver estacas onde nem poderia imaginar...

Anônimo disse...

PAssou o primeiro turno e tem computador que não tem bloqueio, é pura crocodilagem de comissionado com medo de perder a boquinha, porque o partido dele é 'OS Bérguer'...