sexta-feira, 29 de agosto de 2008

RECAPITULANDO

O blog de Brasília da RBS recapitulou os passos do moribundo no TSE. Bem interessante, porque de tanto a assombração zanzar, a gente meio que perde o fio da meada.

Só achei meio estranho o título da nota: “Passando a limpo o processo de LHS no TSE”. Hum...

Aqui

3 comentários:

Schneider disse...

Muito estranho mesmo. E nessa "geral" no processo, nenhuma palavrinha sobre a posição do relatosr (José Delgado, à época).
E, agora há pouco, o processo teve uma DECISÃO MONOCRÁTICA do atual relator. Ainda não foi publicado o teor da decisão.

Anônimo disse...

Engraçado como a 'gaucha' nunca reproduziu a desastrada frase do Luiz XV, quando ele se referiu ao processo como moribundo. Em nenhum momento reproduziram a palavra moribundo, dito exatamente por sua excelencia. Alguem do palácio passou a 'ordem' p/ jamais a do monopólio reproduzir aquela afronta ao judiciário.

Anônimo disse...

Tem informação errada lá:
"Luiz Henrique chegou a estar a um voto da cassação, quando três ministros do TSE votaram a favor da perda do seu mandato na sessão de 14 de fevereiro deste ano. Uma semana depois, o julgamento foi anulado pelo então presidente do TSE, ministro Marco Aurélio Mello, que alegou a necessidade de incluir o vice-governador Leonel Pavan no processo, já que a eventual punição a Luiz Henrique prejudicaria Pavan. "
O julgamento não foi anulado, a meu ver:
"Acordam os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por maioria de votos, em chamar o processo à ordem para determinar a citação do vice-governador, declarando insubsistentes os atos praticados, sem prejuízo do aproveitamento no cabível, nos termos das notas taquigráficas." Brasília, 21/02/2008.
Não foi decisão monocrática tampouco foi anulado.