domingo, 24 de agosto de 2008

AQUECENDO OS MOTORES

Pra começar a acordar do torpor das férias e preparar-me para a semana, que será cheia, transcrevo nota do blog do Moacir Pereira:
Sábado, 23 de agosto de 2008
Cassação

A instrução passada aos funcionários do Centro Administrativo era clara: o governador interino Leonel Pavan estava fora de Florianópolis, cumprindo agenda no Oeste. Objetivo: evitar a citação pela Justiça Eleitoral do vice-governador, agora com direito de defesa no processo impetrado pela Coligação Salve Santa Catarina pela cassação do registro da candidatura do governador Luiz Henrique da Silveira.

Surpresa na sexta-feira à tarde. A citação foi executada via postal, com Aviso de Recebimento. Cópia foi expedida diretamente de Brasilia por fax.

Resultado: impactado com o inesperado, o Centro Administrativo passou à ação. O secretário Ivo Carminati falou com o advogado de Pavan, Fernando Neves, em Brasília, para montar a defesa.

O governador interino informou que só soube da citação surpreendente no sábado pela manhã, quando se encontrava em Balneário Camboriú.

O prazo para apresentação da defesa é de apenas três dias. O clima no Tribunal Superior Eleitoral não é muito favorável ao governador e seu vice.”

10 comentários:

Anônimo disse...

Deixa eu entender. Como é que alguém quase anula um processo alegando que não pôde exercer seu direito de defesa...e depois se esconde pra não ser citado?

Schneider disse...

Finalmente, heim César. Chega de Serramalte. É muita folga prá ti e pra turma do LHS...

Esse comportamento do pessoal no Centro Administrativo é vergonhoso. Alguém tem que mandar uma cópia para o ministro Ayres Britoo.

Anônimo disse...

Imaginem, "viemos" citar o vice-governador, ele está? Hum, não sei - responde um fun-cionário -; eu acho que ele está no Oeste, no velho-oeste, by the way, estamos sem rumo, perdemos de vista o "interrino"...é uma piada...

Anônimo disse...

O diálogo poderia continuar - E o governador, ontaêli? -Tá na Alemanha, a gente não sabe quando ele volta - É? e quem tá governando essa CÔSA ? Piada mesmo...

Anônimo disse...

Como não há mais qualquer respeito do executivo para com o judiciário. É de tanto que eles interferem no nível político que acham que mandam e desmandam e dizem até quando querem ser citados. Essa é a grande verdade executivo, legislativo e judiciário É UM SÓ quando é esses assuntos. Os votos todos conhecem fulano vota assim porque tá amarrado com beltrano é padrinho o ciclano e assim por diante. Agora até a citação acontece isso meus Deus que Estado vivemos? Que país vevemos? O respeito somente acontece quando se dá o respeito..

Schneider disse...

César. Li há pouco que amanhã cedo o Pavan irá à Brasília para reunir-se com seu advogado.
Mas é bom ficarmos atentos. Quem viaja amanhã é o cidadão Pavan. Não o vice-governador.
Como ele irá até Brasília? O transporte rodoviário, nesse caso, é inviável. Resta o transporte aéreo. Aproveitará alguma oferta da Gol ou da Tam? Ou irá desembolsar uma fortuna para pagar um táxi-aéreo? Ou seja, avuiões de carreira ou táx-aéreo. Das duas uma.

Anônimo disse...

Tash tolo é, ô Schneider? LHS pode estar no exterior mas os aviões e os helicópteros ficaram...

Zé das Couves disse...

César:

Saiu agora (tá quentinha ainda) mais uma decisão judicial sobre um caso antigo do Armando Hess. Lembra da contratação de uma empresa de eventos sem licitação? Pois bem, o cara dançou. Vai ter que ressarcir os cofres públicos. Com mais gente junto. Confere aí. Processo número 023.05.042913-5 / Capital / Unidade da Fazenda Pública

Anônimo disse...

Cesar,

O Luiz Henrique foi à Europa para o casamento da filha e botou as despesas de passagem e outras "coisitas" na conta da viuva. O Pavan fará a mesma coisa.

O Tribunal de Contas é quem deveria estar atento a fatos como estes.

Pedro de Souza

Anônimo disse...

Cesar,

Como as pessoas mudam! De qualquer idade e em qualquer idade.
O Vitor Fontana era Presidente do BESC no Governo do Esperidião. A Prefeitura de Joinville era a maior cliente do BESC e o Luiz Henrique seu Prefeito.
Certo dia o Luiz Henrique foi ao Centro Administrativo do Besc e não foi recebido pelo seu Presidente (adversário político). Isso se tivesse acontecido no Bradesco/Itau ou outro Banco qualquer certamente seu Presidente seria demitido.
Agora as mudanças: Tempos depois o Vitor Fontana dá uma declaração de apoio do LHS na eleição para Governador.
Por um carguinho de Conselheiro o Dr Vitor Fontana, mesmo com mais de 90 anos, se .......para o LHS.

Pedro de Souza.

PS O Jornalista Juca Deschamps é que sabe bem essa história.