sábado, 2 de agosto de 2008

JEDELUCCA É NOSSO HERÓI

O leitor que aparece nos comentários como Jedelucca, resolveu na madrugada o grande problema que assustou a uns tantos blogueiros, deixando-nos mais ou menos paranóicos: era impossível acessar o blog pelo Internet Explorer (o navegador da Microsoft, que ainda é o mais usado no mundo). Dava uma mensagem de “operação anulada” (veja notas abaixo).

A seguir, o último comentário que ele deixou, onde fecha sua investigação e apresenta as conclusões:
“Para mim, agora está claro que o problema é do sitemeter. Até o próprio site deles (sitemeter.com) não abre no Internet Explorer.

Outros blogs, sem nenhuma relação com o Brasil, com política ou com jornalismo (seja de direita, de esquerda ou "não-alinhado") estão com este problema. Exemplos:
www.surfmusik.de , gizmodo.com e lifehacker.com

Experimentem desativar o sitemeter e vejam o que acontece...

Para quem está desligado, sitemeter é uma ferramenta para acompanhar diversas facetas da audiência de sites e blogs.

Deve ter um código novo que eles introduziram lá que dá ziquizira qualquer no Internet Explorer... Um dos dois (Microsoft ou SiteMeter) vai ter que se mexer, senão a coisa vai continuar por muito tempo.

Coisa de software fechado, que ninguém pode ver o que realmente está fazendo, se só está coletando dados para os donos dos blogs ou para alguém mais... Se não está injetando código malicioso nos computadores dos leitores para poder rastrear todas as "andanças" dos blogonautas, mesmo nos sites que não usam o SiteMeter e coisas assim...

Prof. Tambosi: Seria audácia minha lembrar ao emérito professor que cada escolha traz conseqüências. Às vezes, usamos algo sem nos dar conta da importância daquele ato. Muitos não dão atenção ao software que usam. Um leitor desatento pode não perceber as implicações de um ato como a censura a um blog ou a retirada de circulação de um jornal. "Leio outro", ele pode pensar... A liberdade é algo que me é muito caro, por isso escolho Firefox, por isso uso software livre.

Bom, assim que ele falou a primeira vez, desativei o sitemeter e pronto. O blog está acessível também no Explorer.

Outro comentarista, por falar nisso, lembra a inacreditável birra da RBS, uma das únicas empresas de comunicação do mundo que não aceita que usuários do Firefox vejam seus vídeos. E o pior é que eles sabem que estão perdendo prestígio e audiência com isso, a redação cansou de reclamar para a “área tecnológica” e pedir providências, mas algum gênio insiste em manter a empresa, neste aspecto, na vanguarda do atraso.

5 comentários:

Orlando Tambosi disse...

Bravo, Jedelucca,

parece que foi você quem resolveu o problema.
Quanto a mim, não é, na verdade, questão de gosto que me mantém fiel ao IE, mas por aqui o Firefox sempre apresenta problemas. Já fiz três tentativas nos últimos dois anos e não consegui que a coisa funcionasse bem. A diagramação da página, inclusive, sempre traz complicações.
No mais, tenho tudo do Google, que, dono da Firefox, ainda não resolveu essa banana.
Abraço (e, por favor, "emérito", não).

Orlando Tambosi disse...

Fiz um post sobre o tema. Há algo esquisito no ar, entre Google e IE.

Wagner Saback Dantas disse...

Jedelucca é um «gajo» dos bons... :-)

Como sempre, grande Prof. De Lucca, bela interpelação!

Carlos disse...

Sobre o problema da RBS, os vídeos abrem no Firefox, só que precisa baixar um plugin. Como o a instalação foi automatica (eu habilitei o clicrbs a buscar os plugins), eu não sei dizer qual é, mas agora dá pra ver todos os vídeos sem problemas.

Wladimir disse...

Eu nunca consegui ver nenhum vídeo no clicrbs. Só uso o Firefox (até porque uso Linux e não tem Explorer pra Linux).
Então nem entro mais lá. Sei que não devem se incomodar com minha ausência, mas confesso que também não sinto a deles.

Quanto ao Firefox ter que resolver essa banana, não procede. A Fundação Mozilla, que "sustenta" o Firefox, segue as normas para páginas na internet. O Explorer é que não as segue e tenta impor, como é a política da Micro$oft, o seu padrão para todo mundo.

abraço,

Wladimir Crippa