sábado, 22 de dezembro de 2007

PENDÊNCIAS

O ano está acabando e é bom dar uma limpada nas gavetas, ver o que ficou pra ser feito depois. Não é um levantamento completo, apenas uma olhada nas minhas anotações, pra liberar espaço no disco... hum... rígido.

O BONDE – Fazendo as contas dos prazos, a licitação para o projeto será um bom tema da campanha municipal de 2008. Depois, para a campanha de 2010, terá a licitação da obra ou, se a coisa andar conforme os sonhos governistas, parte da obra. De qualquer forma, parecia óbvio que numa cidade complexa como Florianópolis (situada numa ilha e com muitas montanhas e áreas de preservação), o transporte coletivo teria que ser planejado de forma integrada, a longo prazo. Decidir, isoladamente, que teremos uma linha de bonde de Barreiros até a UFSC e apresentar isso como coisa linda, é menosprezar nossa inteligência.

NATAL TROPICAL
– O fato mais relevante do Natal de 2007 aconteceu no domingo, dia 16: a malandragem de uma das favelas do Rio deu uns tiros no helicóptero do Papai Noel. É certamente a imagem mais emblemática da sinuca de bico em que estamos metidos. As piadas e charges de papais noéis assaltados e baleados viraram realidade faz tempo. E, naturalmente, perderam a graça.

O BISPO SUICIDA – A greve de fome do bispo aquele, independentemente da causa que ele defende, é indefensável. A igreja católica condena o aborto, o suicídio e outras formas de tirar a vida humana. Não poderia ter agido com a complacência que agiu, no caso de um bispo (!) que propõe o suicídio como forma de luta. Talvez ele estivesse se imaginando um mártir. Mas não é, nem seria. Mártir é outra coisa: só morre se alguém o matar. O gesto do bispo banaliza ainda mais a vida e passa, aos mais impressionáveis, uma mensagem confusa sobre o valor da vida.

MERCADORES
– E já que estamos falando em religião, a Igreja Universal do Reino de Deus completou 30 anos em julho. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, construiu um império empresarial impressionante: 23 emissoras de TV, 40 de rádio e 19 outras empresas são registradas em nome de 32 membros da Igreja, bispos, na sua maioria. A IURD é a maior propietária de concessões de televisão do país. E o jornal da igreja já é um dos maiores do mundo, com cerca de 5 milhões de exemplares.

TV DIGITAL – Na época do lançamento da TV Digital o Luiz Marcelo Diniz escreveu uma coisa muito interessante no site Bluebus, que trata de temas de comunicação e publicidade. Ele perguntava “TV digital pra quê?”, se o sujeito faz parte da maioria da população, que só tem acesso à TV aberta:
“o programa de maior audiência hoje, na TV Record, e em horário nobre, é ‘A turma do Pica-Pau’, desenho da década de 50. O SBT nao deixa por menos e, para concorrer, coloca em sua grade, ‘A Turma do Tom e Jerry’, também dos anos 50. Sem contar o incansável e exaustivamente reprisado ‘Chaves’, da década de 70, além de ‘A Escolinha do Golias’, este de 1991. Aliás, o brilhante Golias dá audiência também na Bandeirantes, com um programa de 1987 – ‘A turma do Bronco’.”
Tem razão: pra ver programas antigos não precisa comprar conversor e muito menos um aparelho novo e caro.

Um comentário:

Carlos disse...

Esse bonde do LHS já foi apresentado pelo Vinícius em junho de 2006 !
A SC Parcerias lançou a licitação para "contratação de empresa de consultoria para estudo de viabilidade de Sistema de Metrô de Superfície (Tramway), com passagem sobre a Ponte Hercílio Luz ou outra alternativa, em Florianópolis".
Só que o edital não chegou a ser feito, o Tribunal de Contas apontou irregularidade e a licitação foi cancelada em 21 de abril de 2007 (deveria ter sido no dia 1º de abril).