sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

PEIXODELIC

Uma das peças expostas: Peixes

Ontem à noite, enquanto em Brasília o TSE votava, em Florianópolis, no Museu de Arte de Santa Catarina, abria com festa a exposição dos desenhos do Picolé, o George Peixoto, um dos mais famosos e respeitados publicitários do sul do Brasil.

À esquerda, o próprio Peixoto, o Picolé. E à direita, o lendário Gilnei, misto de publicitário e ex-almôndega.

O Peixoto é um dos ícones da história da propaganda e agora se dedica a pintar e bordar. Seus desenhos ficarão expostos no MASC (que fica dentro do CIC, aquela casa de cultura meio abandonada pelo LHS, ali ao lado do trevo do... CIC) até 2 de março.

Pena que não levei o Túlio Cordeiro (colunista social do DIARINHO) para o vernissage. Ele poderia relatar melhor, com a experiência mundana que tem, como foram aqueles momentos em que a velha Florianópolis, das décadas de 60 e 70, se encontrou. Uns admirando como o tempo passou para todos, outros aproveitando para abraçar amigos e amigas que não viam há séculos.

Antunes Severo (e), da AS Propague (lembras disso?) e Roberto Costa, da Propague

Tinha gente moça também, mas nem consegui prestar atenção, porque tinha que estar atento para não perder a oportunidade de apertar a mão, conversar e dar um abraço em tantas figuras ilustres, do tempo em que Florianópolis era uma cidade cordial, onde todos se conheciam.

2 comentários:

Gilnei disse...

Tava lotado, lotadíssimo! Muita gente que eu não via há anos. O Peixodelic merece a presença maciça. Aliás, merece tudo de bom, pelo tudo de bom que ele é.

C disse...

Quanta gente conhecida nesse post.
Fui colega do Peixoto. Trabalhei 3 anos na Propague.
Saudade do Velhinho !
Lindo o trabalho!

Bom ver o Antunes. Sabia que ele já fez comercial e foi dirigido por mim?!

Pra completar o Gilnei é meu parente.

Lembranças cordiais, caríssimo!
Beijo
Cris