sábado, 1 de setembro de 2007

Sábado, domingo e segunda


ISSO LÁ É TEMPO?
É ruim quando não chove, mas quando chove demais de uma vez só também é muito ruim. Ainda mais em lugares onde a prefeitura não tem o costume de manter bueiros limpos e a drenagem em ordem. Nesses lugares, qualquer chuva mais forte é suficiente para criar um problemão.

Ontem os florianopolitanos pagaram todos os pecados e encerraram agosto com chave de ouro, parados em algum congestionamento. E a água, sempre empoçada aqui, ali e acolá, coisa mais ou menos inaceitável, numa cidade à beira-mar. Claro, é só fazer a água da chuva escorrer para o mar. Não tem por que ficar empoçada. Exceto se algum gênio, na prefeitura, não sabe como fazer escoamento, né?

Bom, mas não há de ser nada. Vai piorar. Por vários motivos. O principal dos quais, é que nunca se fabricou e se vendeu tanto carro no Brasil quanto agora. E nunca se desmatou tanto para alimentar com carvão as siderúrgicas que produzem o aço que faz os carros.

Pra variar, as prefeituras não conseguem pensar o futuro das cidades criando alternativas para o automóvel. Ao contrário, reservam cada vez mais espaço para ele. E os empresários do transporte coletivo pararam no tempo e fazem o que bem entendem, como se sua atividade não fosse uma concessão pública. E, a julgar pelo silêncio e pela conivência de muitas prefeituras, parece que os prefeitos e vereadores também se esqueceram disso.

Portanto, relaxem e gozem, caros contribuintes. Com mais carros, menos investimentos, sem planejamento eficaz e um clima cada vez mais inclemente, dias como ontem serão cada vez mais comuns. Até que a maioria dos dias seja assim, um enorme congestionamento permanente. Faça chuva ou sol.

ANAC SE DISSOLVE
De nada adiantaram as bravatas do gauchinho bem-querer que “preside” a Anarc. Já foi definido o cronograma para substituição de toda a diretoria. Não saem todos ao mesmo tempo, para evitar uma paralisia completa (é preciso um número mínimo de três diretores para deliberações). À medida em que forem indicados novos diretores para o lugar dos dois que já saíram, os outros desembarcarão. Zuanazzi e Lomanto têm saída prevista para o final do mês. Uma boa notícia, afinal.

A CAPITAL INCHA
Os dados divulgados pelo IBGE ontem, sobre população dos municípios, mostram que Florianópolis está com 400 mil habitantes e cresceu praticamente 50% nos últimos dez anos. Joinville, que tem 490 mil habitantes, cresceu, no mesmo período, uns 25%. Desse jeito a capital acabará sendo, em mais alguns anos, a cidade mais populosa. O que é, sem dúvida, uma péssima notícia.

O INFERNO DE DÁRIO
O prefeito da capital tem se queixado da sorte, mas não deveria. Afinal, com os vereadores enrolados com o regimento e com a forma como devem conduzir a liturgia da Comissão Processante, pode ser que o prefeito ganhe mais um tempinho. E, se a investigação for iniciada mesmo, ainda pode ocorrer que fiquem discutindo entre si e esqueçam o que estavam investigando.

UFSC EM FRANGALHOS
Saiu, afinal, ontem à tarde, a decisão do juiz mandando os invasores da UFSC cairem fora. Mas até a hora em que concluí a coluna, não tinha acontecido nada de nada. Sem pressa, os invasores ainda iam fazer uma assembléia para ver de que forma conduziriam o processo.

No lugar deles eu também não teria pressa. Está mais que demonstrado que a UFSC é a casa da Mãe Joana (com mil perdões às Joanas que são boas donas de casa). Tá tudo dominado. Aquele protesto sem pé nem cabeça contra a nova emergência do HU e os bloqueios ao trânsito definiram o tipo de mentalidade que está à frente do “movimento”.

E a ocupação da reitoria, então, por “estudantes sem causa”, foi a cereja no bolo da cretinice. O reitor boa praça, com sua inacreditável paciência, deve ter lá seus motivos para querer passar à história dessa maneira pouco lisonjeira. Mas que dá pena e raiva, lá isso dá.

DIVIRTA-SE COM O PASSATEMPO DE FINAL DE SEMANA DO TIO CESAR
O que os dois grandes amigos estão conversando?Ah, se quiser, manda aqui pro DIARINHO (a/c do Tio Cesar), até terça, que eu publico o que a turma daqui achar mais engraçado.

4 comentários:

Anônimo disse...

Cesar,

Não é para o governador estar feliz? Quanto essa turma esta levando de diária? E as regionais, cada uma é um palanque. Soube que em Timbó, secretaria do Luiz Polidoro que sempre foi ferrenho adversário do "MDB de guerra"(como gosta de falar o governador), serviram um carreteiro para a população, se tornando mais em evento partidário do que administrativo. Ouvi numa rádio, o governador comparar o seu governo a Igreja Católica. Disse ele: "Imagine se os fiéis tivessem que ir para Florianópolis para rezar". É pra acabar ou não é?
Abraço

marcello disse...

Prezado Cesar
Na última foto parece que eles estão brincando de: papel,pedra ou tesoura?
Acho que empatou, pois os dois disseram: "Pedra!"
Ha,ha,ha!
Bom fim-de-semana!
:P

maugar@terra.com.br disse...

Cezar,

Repassei a informação da Capital Incha para meus amigos e fui tachado de nazi/facista, e agora?

Cesar disse...

Maugar: não entendi que parte da informação incomodou teus amigos. Se foi o fato de Florianópolis crescer mais que Joinville ou eu ter achado o inchaço da capital uma má notícia. Em todo caso, fica tranqüilo: parece que eles não têm muita noção do que significa a expressão “nazi-fascista”.