quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O PAÍS DO FUTURO

Em dezembro começam, oficialmente, as transmissões da TV Digital. Um dos aspectos mais atrativos do novo sistema, é a alta definição de imagem. E aí tem muita loja vivaldina enganando os trouxas: não basta ter uma TV de plasma ou LCD, para poder usufruir da melhor definição.

É preciso que a TV seja mesmo de alta definição, uma “full HD”, com 1.080 linhas (as TVs atuais têm cerca de 480 linhas). Coisa para mais de R$ 6 mil (claro, a tendência é baixar). Mas não é só. As TVs (todas elas) vão precisar de um decodificador para “entender” os sinais transmitidos. Enquanto não são fabricados aparelhos com o decodificador embutido, é preciso comprar separadamente. O preço ainda não está definido, mas ficará entre R$ 200 e R$ 800.

Portanto, será uma estréia para poucos. Os especialistas acham que só lá pela altura das Olimpíadas é que a coisa começará a esquentar.

Enquanto lia sobre essas novidades tecnológicas, ouvia os resultados de um estudo que mostra que, no Brasil, a classe média empobreceu. Deve ser por isso que estou achando tudo tão caro...

2 comentários:

Eduardo Scoz disse...

Olá Cesar,
Existem também outros padroes de HDTV, nao só o 1080p.
A maioria das TVs abaixo de 30 polegadas sao 720p, ou seja, 720 linhas de resolucao. Não sei quanto custa uma TV dessas por aí, mas deve ser bem abaixo dos 6 mil. Para tvs desse tamanho, as diferenças são na pratica invisiveis a olho nú.

Filipi disse...

É interessante...
gastou-se milhares de reais nas pesquisas do sistema de TV digital (inclusive, trabalhei no projeto e mantenho um blog que fala sobre o assunto), mas curiosamente escolheu-se o modelo que menos agregaria valor à população. Não incentiva a inclusão digital, isola o Brasil e o Japão como únicos usuários do sistema e, para se ter acesso ao único benefício que o sistema trás (imagem um pouquinho melhor), tem que se comprar aparelhos caríssimos.

Além disso, vale lembrar que a escolha foi feita em pleno período eleitoral e sob forte pressão das emissoras de TV...
Fico imaginando o que a rede globo mostraria durante a campanha caso Lula escolhesse outro sistema diferente do desejado por ela.

E o povo... bom, o povo tem "catiguria".