quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Quarta

É HOJE!
Completamente enrolado em uns tantos “deslizes” (dos quais o fato de uma empreiteira pagar a pensão para a amásia parece ser um dos menores), o “presidente” do Senado bate na mesma tecla: “estou sendo linchado pela imprensa”. E como seus pares têm telhado de vidro, ameaça jogar pedras.

Pra nós, aqui na planície, seria ótimo se ele, descornado com a traição dos colegas, resolvesse lavar a roupa suja. Ajudaria a limpar a Casa. Mas isto, é claro, não acontecerá. Antes e acima de tudo, estão os acordos secretos, os “ajustes de conduta” e a confiança no futuro.

No futuro, o eleitor terá esquecido, a imprensa também e tudo será diferente. Afinal, ele não foi o primeiro, não é o único e não será o último a zombar da gente, embolsar dinheiro público e manter-se, por décadas, mamando. Não é à toa que chamam esse pessoal de “políticos profissionais”.

OS AMIGÕES
Nas listas que circularam nos últimos dias, tentando adivinhar quem votaria a favor e contra a cassação, dois catarinenses se destacavam: Ideli Salvatti (PT) e Neuto de Conto (PMDB). Eles defendem que Renan se safe dessa, querem evitar sua cassação por quebra de decoro.

A senadora Ideli é a maior defensora pública do “presidente” e Neuto de Conto já aparece nas listas da tropa renanzista há tempos e até agora não disse se mudou de idéia.

A sessão secretíssima, vigiadíssima (senadores não poderão entrar com laptops, gravadores ou celulares) e cercada de pressões por todos os lados, deve começar às 11h.

ESTADO DE SÍTIO
O senado amanhece hoje com suas portas controladas, com vigilância reforçada. Ofício da Polícia do Senado, distribuído ontem a todos os servidores e senadores (veja texto abaixo) estabelece as limitações.

Hoje, dia em que o “presidente” Renan será julgado por seus pares, a Polícia do Senado foi acionada para garantir que repórteres e fotógrafos não “se infiltrem” como visitantes. E para criar uma zona segura e protegida para que a senadora Ideli e seus companheiros possam absolver, na moita, por baixo dos panos, mortos de vergonha, o amigão Renan.

Atualização das 23h: O vice-presidente do Senado, Tião Viana (PT) anunciou há pouco que mandou suspender a ordem abaixo, de proibir visitantes. A proibição do uso de laptops, câmeras e celulares durante a fechadíssima sessão, continua em vigor.

Sras. e Srs. Servidores,

Em cumprimento ao Art. 4º do Ato da Comissão Diretora nº 14, de 2005, a Polícia do Senado informa que no dia 12 de setembro do corrente estará suspensa a visitação nas dependências da Casa.

Solicitamos aos senhores servidores que utilizem o crachá de identificação, em local visível, conforme dispõe o Art. 5º do Ato da Comissão Diretora nº 14, de 2005. Os servidores que não possuem crachá deverão providenciá-lo comparecendo no Serviço de Identificação Funcional (Anexo I - 8º andar - sala 811 - ramal 1580) da Secretaria de Recursos Humanos.
Atenciosamente,

Polícia do Senado Federal
Fone: 55 61 3311-4445

O ALEGRE TREM CHINÊS
O prefeito de Palhoça embarca amanhã para a China. Graças ao generoso contribuinte palhocense, o prefeito e sua comitiva irão se refestelar numa missão turística de dez dias.

O Reinério se inspira no embaixador LHS, mas demonstra que as cópias são sempre piores que os originais. O programa da viagem é um primor: tem desde uma “visita ao tempo de Shaolin”, até um “show de malabarismo”.

Oficialmente, ele e a turma vão para assinar um daqueles protocolos de “cidades irmãs”: Palhoça, a partir de agora, será “irmã” de Jiaozuo, cidade com cerca de 800 mil habitantes na sua zona urbana principal e 3,5 milhões de habitantes no total de sua área administrativa. Situa-se no nordeste da China, na província de Henan. É uma zona industrial metal-mecânica, com uma Universidade Politécnica que foi criada em 1903, pelos ingleses, como escola de minas e estradas. Orgulham-se da integração entre a pesquisa científica e a produção.

Bom, em todo caso, viajar é sempre bom. Alguma coisa eles aprenderão. Aprenderão, por exemplo, que é ótimo viajar com dinheiro dos outros. Quando não do município, pelo menos de alguma empresa interessada em contratos com o município. E, assim, vai-se enchendo de carimbos o passaporte.

ECLETISMO
Tem gente que não gosta que eu fale sobre coleguinhas aqui. Acham injusto. Mas não resisto: o que será que faz com que o jovem deputado Cesar Souza Jr. (DEM) – que ontem foi elogiado, na coluna do Paulo Alceu, como um dos mais dinâmicos da atual legislatura – aceite dividir a mesma assessora de imprensa com o prefeito de Palhoça (o folclórico Reinério, do PMDB)?

E como é que a moça faz pra conciliar um emprego público no executivo municipal de Palhoça, com um emprego público no legislativo estadual, em Florianópolis? Será que não tem nada demais e eu só estou sendo implicante?

PAU NA SKY
O Ilton Dellandréa entrou com uma ação contra a empresa de distribuição de programação por satélite, a Sky (sucessora da DirecTV) pra reclamar da tapeação que fizeram com todos os usuários. A Sky comprou a DirecTV há algum tempo e cagou e andou para o que a Anatel disse, ao autorizar o negócio: os clientes da DirecTV deveriam poder continuar com a mesma programação.

Que nada, aos poucos foram suprimindo canais e trocando por outros. O Ilton reclama, principalmente, da supressão do Film&Arts, um dos melhores canais que estavam disponíveis no satélite. Como eu também sou um dos órfãos da DirecTV, também gostava do Film&Arts e também estou com a Sky atravessada, acompanho com enorme interesse o andamento da ação.
Para saber os detalhes da bronca e ler o resumo da ação, dê uma chegadinha no dellandrea.zip.net.

O DEINFRA INOVA
Ao ler a decisão do Tribunal de Contas do Estado, suspendendo o edital do Deinfra para pavimentação de trecho da SC 415 (devido a 12 irrgularidades), fica-se sabendo que o companheiro Romualdo França Jr. preside um órgão de grande criatividade.

Pois não é que eles fizeram um edital que permite a participação de “empresas estrangeiras não estabelecidas no Brasil”? O TCE chega a indagar de que forma uma empresa assim conseguirá licenças ambientais, contratará empregados e se relacionará com fornecedores brasileiros, se não estiver estabelecida no País?

Isso é que é descentralização!

“PAPEL RECICLÁVEL”
A Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa esteve se ocupando de um momentoso assunto: o uso de papel reciclado (aquele que é feito a partir do reaproveitamento de papel usado) pelos órgãos públicos.

Mas, a alturas tantas da discussão (ou do relato da discussão que foi colocado à disposição da imprensa), os deputados começaram a falar no uso de “papel reciclável”. Ora, todo papel é reciclável. Mesmo aquele feito do mais puro celulose, das árvores mais frondosas ou o que usa fibras de algodão.

Como o Grando (PPS) e o Uczai (PT) pediram vistas, talvez consigam separar o reciclável do reciclado.

4 comentários:

Wolff disse...

Brasília ! Renan e quadrilha !
Bando de canalhas !!!

Anônimo disse...

A senadora Ideli perdeu mesmo o rumo da sua própria história. Quem diria que ela, hoje, eataria na tropa de choque para salvar o Renan. Não votei nela pra isso, esperava muito, mas muito mais.....não há justificativa para esse comportamento....

Carlos Alberto Barreto
Florianópolis

Anônimo disse...

A senadora Ideli envergonha os catarinenses. Quem acompanhou a votação pelo blog do Noblat ficou chocado com a postura da petista e olha que eu votei nesse mulher acreditando que ela poderia fazer a diferença. Santa ilusão. Os eleitores de SC deveriam fazer uma moção de repúdia à senadora.
Paulo César Oliveira

Victor Carlson disse...

Renan Calheiros fazia parte da tropa de choque do Collor. Hoje a Ideli é a Chefe da tropa de choque do Renan Calheiros. Uma vergonha.