quinta-feira, 6 de julho de 2006

QUINTA

(Os três cumpañeros voltaram a se encontrar na solenidade em que a Venezuela entrou oficialmente para o Mercosul. Pra ver melhor a alegria do reencontro, clique sobre a foto que se abre uma amplicação)

O GOVERNADOR SULISTA
Dr. Moreira assume hoje o governo do estado, substituindo LHS, que pediu o boné para poder se dedicar à campanha. Já na sexta, mostrando que incorporou de vez o espírito viajante do cargo, o Dr. Moreira vai para a Alemanha, a tempo de assistir à final da Copa. Como representante do sul do estado (região colonizada em grande parte pelos italianos) promete torcer pela Itália.

E o presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Pedro Manoel Abreu assume como Governador 2, para ficar em exercício. O segundo na linha de substituição, que é o presidente da Assembléia, não pode assumir por causa das restrições pré-eleitorais.

Durante o tempo em que ficou como interino de LHS, o Dr. Moreira já mostrou que vai tratar o sul do estado (sua base eleitoral) a pão-de-ló. Assim como o norte tem toda a atenção e o carinho do LHS, agora o sul terá sua fada-madrinha. E o pessoal de lá anda muito faceiro com toda essa atenção. Afinal, não estavam acostumados a ver Criciúma ser tratada como sede do governo e menina dos olhos do governador.

MULTIMÍDIA EXIBIDO
Tem uma parte de mim que acha feio ficar falando estas coisas, tem outra que até gosta de se exibir.

O fato é que estou me tornando, literalmente, um jornalista multimídia. Além da coluna, no DIARINHO, que já está quase completando um ano e deste blog na Internet, comecei na segunda feira a ter uma rápida participação no Jornal da Rede TV Sul (que inicia às 12h30min e está na Net, na TVA e na TV aberta em todo o estado e em Curitiba), na terça foi a vez de estrear no rádio, com um comentário na Rádio Clube de Lages, que vai ao ar de segunda a sexta por volta das 12h30min.

E, tchan, tchan, tchan, tchan! a partir de hoje a rádio Som Maior Antena1 FM, de Criciúma, também abre seus microfones (de madrugada, às 8h) para meus comentários, palpites e outras bobagens, no programa do Adelor Lessa.

Embora tenha feito televisão e rádio nas décadas de 70 e 80, sinto-me meio enferrujado e fora de forma. Assim, se vocês fizerem a gentileza de só assistir ou ouvir daqui a algumas semanas, eu agradeço. Creio que até lá terei conseguido retomar o ritmo e a coisa estará um pouco melhor.
Para ver e ouvir ao vivo, pela Internet:
Rede TV Sul! e Rádio Clube de Lages AM: www.tvip.tv.br
Som Maior Antena1 FM: www.antena1criciuma.com.br

A BANANA CRESCE
Cheia de amor pra dar, será realizada em Santa Catarina, em outubro, uma importante reunião internacional sob o tema “Bananicultura, um negócio sustentável”.

Já não era sem tempo dos catarinenses, que prezam a sustentabilidade da sua banana, serem levados a sério internacionalmente. A banana precisa, talvez até mais que outras culturas, enfrentar de pé os desafios da globalização e entrar e sair de maneira firme e decidida nos mercados, mostrando que consegue sustentar, pelo tempo que for necessário, a atitude ereta que se espera de uma banana competitiva.

A 17ª Reunião da Associação para a Cooperação nas Pesquisas sobre Banana no Caribe e na América Central (Acorbat), que é o principal congresso sobre bananicultura no mundo será realizada em Joinville, de 15 a 20 de outubro. Para quem está no negócio da banana as inscrições estão abertas em www.acorbat2006.org.

CARAS DE PAU
A Câmara dos Deputados gasta por ano R$ 19 milhões para custear a moradia dos deputados, informa o site “Congresso em Foco”.

Esse dinheiro daria para construir casas populares para umas 1.151 famílias, mas o que mais espanta nem é isso. É o fato que dois deputados, que foram cassados se recusam a entregar os apartamentos da Câmara que tinham direito a usar quando eram deputados.

Rogério Silva, do PPS do Mato Grosso, foi cassado em janeiro de 2004 por ter comprado votos. No mês seguinte, deveria ter desocupado o apartamento. Que nada, ficou lá, com a família, como se fosse casa dele.

Paulo Marinho, do PL do Maranhão, foi cassado em 2005 por causa de maracutaias no tempo em que era prefeito de Caxias (MA). E simplesmente não saiu do apartamento funcional.

Nos dois casos a Câmara já esgotou as vias administrativas para reaver os imóveis e a Advocacia Geral da União vai pedir na Justiça a reintegração de posse.

Não é o máximo da cara de pau? Não é uma ladroagem da grossa? O sujeito ganha um lugar pra morar enquanto é deputado e depois que não é mais deputado se acha no direito de ficar ali pra sempre.

SÃO TODOS CANDIDATOS
Está no site do PT a relação completa dos candidatos do partido a deputados estadual e federal, senador e governador em São Paulo.

Conforme notou o jornalista Ricardo Noblat, está cheia de nomes bem conhecidos: José Genoíno, Antônio Palocci, Ângela Guadagnin (a dançarina da pizza) e os mensaleiros absolvidos João Paulo Cunha, Professor Luizinho e José Mentor, entre outros.

Não existia a menor dúvida que os envolvidos em algum escândalo tratariam de tentar a reeleição. Quando por mais nada, porque podem precisar do foro privilegiado. E muitos petistas acreditam que o eleitor voltará a dar à legenda uma votação esmagadora.

COORDENADOR TUCANO
Depois de um estranho boato falando que a campanha de Alckmin no estado seria coordenada pelo coordenador da campanha do LHS, correram todos a esclarecer: quem vai coordenar a campanha de Geraldo Alckmin em Santa Catarina será Dalírio Beber, presidente do PSDB.

Segundo o senador Pavan, o seu coleguinha de coligação, senador Bornhausen (PFL) também aprovou a indicação de Beber para a função.

FESTA INAUGURAL
Com o encerramento da fase de negociações, acertos e coligações, a campanha começa pra valer. À frente de uma penca de nove partidos, LHS, Pavan e Colombo farão a festa hoje às 14h30min no Hotel Cambirela, no Estreito.

Outras coligações estão também agendando coletivas e eventos para marcar o início das atividades.

Por falar nisso, só hoje ao longo do dia é que o TRE deverá divulgar a relação dos registros feitos até ontem às 19h, quando terminou o prazo para oficializar as coligações.

MUDANÇAS NA TV ALESC
A legislação eleitoral, que estabelece restrições à divulgação de atos políticos com dinheiro público e à publicidade de candidatos, fez com que o sistema de comunicação da Assembléia Legislativa, que é mantido com o dinheiro público e tem como principal objetivo e razão de existir justamente a divulgação das ações dos deputados, tivesse que rever toda a sua programação.

Mas o essencial, que é a transmissão integral das sessões legislativas, será mantido. Sinal de bom senso do Judiciário Eleitoral, que desde eleições passadas entende que é importante o acesso da comunidade a essa informação. Ainda que muito deputado, fraco no desempenho, use a tribuna a qualquer pretexto apenas para aparentar, ao telespectador mais ingênuo, que está trabalhando.

Em todo caso, em tempo de campanha, a tendência é o esvaziamento das casas legislativas.

4 comentários:

vmichels disse...

Caro Jornalista,

Habitualmente leio tua coluna. Aliás, é a primeira do dia, é só clicar nos "favoritos".
Gosto da informação acompanhada da crítica bem humorada, e aprendi a gostar mais de fotografia por que vem com texto que ultrapassa as tradicionais legendas.
Por várias vezes senti vontade de fazer um comentário, quase sempre elogioso - vai ver que foi por isso que não fiz, embora achasse que o jornalista merecece, vez em quando, uma massagem no ego quando o trabalho é bem feito.
Mas faço agora, porém para reclamar. (pô, nunca escreve, e quando o faz é para encher o saco!)
O negócio da banana foi tratado de uma maneira um tanto vulgar. Foi teu pior momento nesses meses.
As piadinhas do texto são pra lá de lugar-comum, de "piada chavão".
Quando o assunto é banana, é preciso tomar cuidado para não escorregar na casca, e pelo visto, nas palavras.
Um abraço de quem admira seu trabalho.

Cesar disse...

É, vmichels, a idéia da notinha da banana era mesmo brincar um pouco com esse símbolo fálico comestível. Pena que a piada não agradou, porque eu me diverti muito escrevendo-a. Mas, como dissestes, mexer com a banana é sempre delicado, principalmente por causa das propriedades deslizantes da casca. Como vês, não resisto a continuo rodeando a banana de lugares comuns. O jeito é manter distância dela.

vmichels disse...

OK,
Aliás, nem sei porque me meti nessa história da banana,que, aliás, nem é minha especialidade.
um abraço
vmichels

Anônimo disse...

Meu Caro Jornalista,

Melhor o Djalma como coordenador da Campanha do Alkimim do que o irmao mais moco. Os empresarios da construcao civil serao menos incomodados, mesmo aqueles que estao envolvidos nos escandalos dos indices, que alias deveria ser objeto de uma boa investigacao da midia e do Ministerio Publico.