sábado, 16 de junho de 2007

Sábado, domingo e segunda

A FALTA QUE O VDM FAZ
VDM, vocês sabem, é aquele ministério que o Chico Buarque recomendou que se criasse. Estrutura mínima. Apenas um sujeito de bom senso que avisasse, sempre que algum gênio do governo estivesse para entrar em fria, que “vai dar merda!”

Pois de novo faltou alguém do VDM em Santa Catarina. Um estado governado pelo LHS, que ainda hoje é lembrado em muitos círculos científicos como autor de um desastrado artigo sobre a eugenia (o melhoramento das raças), arrisca-se muito ao pendurar em um de seus mais tradicionais teatros, o Álvaro de Carvalho, em pleno centro da capital, uma bandeira vermelha com símbolos nazistas, chamando para a “Mostra Internacional da História do Nazismo” (para abrir uma ampliação das fotos, é só clicar sobre elas).

Claro, em letras menores, informa-se que a exposição é sobre as atrocidades do regime nazista. Mas, olhando de longe, o que fica é a impressão que o nazismo está sendo reapresentado aos catarinenses. Olhando de perto, vê-se que tem o apoio da Fundação Catarinense de Cultura. Portanto, o governo LHS está envolvido com o projeto.

Nas críticas ao artigo que o governador publicou em 28 de agosto de 2005, lembrava-se que a eugenia teve, entre seus defensores destacados, Adolf Hitler, Joseph Goebels e Joseph Mengele. Divulgar a tal exposição com esse cartaz de apelo visual tão explícitamente... “nazista” é, no mínimo, uma temeridade.

O QUE DIZ A LEI
Lei nº 9.459, de 13 de Maio de 1997:

Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
Pena: reclusão de um a três anos e multa.

§ 1º Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fim de divulgação do nazismo.
Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa.

CAÇA NÍQUEIS?
Essa exposição sobre a história do nazismo, em todo caso, não é nova. Ela esteve em Balneário Camboriú, no verão de 2002, no Centro Municipal de Cultura. Na época, os ingressos custavam R$ 1,50 para estudantes e R$ 3,00 para o público em geral. A exposição que ficará por três meses (!!!) no TAC atualizou seus valores. Cobra R$ 6,00 do público em geral, R$ 3,00 para estudantes e idosos e R$ 2,00 para estudantes em grupo.

Ou seja, é uma exposição itinerante (até onde consegui saber, além de BC esteve em Ourinhos, SP e Paranavaí, PR), que explora a curiosidade mórbida da população (o que imagina encontrar quem paga R$ 6,00 para ver as “atrocidades do regime nazista”?) e serve para reforçar o caixa de alguma instituição.

ARENA IRREGULAR
Impressionante como o Tribunal de Contas do Estado tem trabalhado. Agora mandou suspender o edital de concorrência pública para “pré-qualificar” as empresas que construirão a Arena Multiuso de Florianópolis.

Está virando rotina: o prefeito (ou o governador) anunciam, com banda de música e foguetes, que vão construir isto ou aquilo e dali a algum tempo vem o TCE e manda anular os procedimentos por causa de irregularidades aqui e ali.

No caso da maravilhosa Arena, que será (seria?) construída no aterro da baía sul, são sete irregularidades que levaram o TCE a recomendar que a coisa seja rapidamente desfeita.
Sem dó, nem piedade, o TCE diz, literalmente, o seguinte:
“Vale registrar que todas as restrições afetam diretamente os princípios da isonomia, legalidade, impessoalidade, moralidade, igualdade, probidade administrativa”.
Cacetada! Leia todos os detalhes sórdidos clicando aqui.

SORTEIO JUDICIAL
Os novos shoppings de Florianópolis têm uma certa facilidade para se meter em confusão. Até para dar um presente para os clientes, a coisa fica enrolada. A Justiça mandou o Shopping Floripa parar com a história de “melhor frase” e fazer um sorteio simples e direto dos dois carros importados. Considerou que foi feita propaganda enganosa do concurso.

POLÍCIA E GREVISTAS


Quebra-quebra ontem em Florianópolis, confronto entre polícia e servidores municipais em greve. Não fosse a folha corrida do policiamento da capital, que tem histórico de prisões injustificadas, excesso de violência e até maus tratos a idosos, daria para a gente acreditar na versão que a culpa foi dos grevistas. Mas, além dos antecedentes, um vídeo, que está no YouTube (veja acima), mostra como a PM agiu. Vê-se, claramente, que as divisórias foram derrubadas quando a polícia empurrou, com violência, manifestantes contra elas.

RENAN SOFRE E LULA RI

O jornalista Fernando Rodrigues é que percebeu como as agendas de ontem do presidente do Senado e do presidente da República eram antagônicas. Enquanto um agonizava, outro recebia o presidente da CBF (em campanha pela reeleição), condecorava o João Havelange e participava, com a Xuxa, de evento pelo direito das crianças, num dia alegre e tranqüilo. Dava impressão que os dois estavam em países diferentes e bem distantes entre si.

(No texto publicado no jornal misturei os canais e disse que a diferença tinha sido percebida pelo Ricardo Noblat. Só notei o erro quando fui passar o texto para o blog.)

5 comentários:

Wladimir disse...

Oi César!!

Pois é, sabe que dá mesmo pena do tio Renan. Não estou e não vou defender o homem, que é bem grandinho e tem uma folha corrida que não me agrada muito (basta lembrar que ele chegou no Planalto lá por 90, com a turma do Collor...) mas não dá pra fechar os olhos e ver que a Globo está decidida a derrubá-lo.

Pow, se ele diz que vendeu gado pra pagar as contas, a Globo vai até o açougue e pergunta pro açougueiro se ele comprou a carne mesmo do Renan!!

Não é brincadeira, a coisa tá nesse ponto. A já se vão 20 dias, e por mais que ele apresente notas, recibos, atestados, declarações, sempre surgem mais e mais perguntas e dúvidas.

No final tudo até pode ser verdade, mas que realmente "nunca antes nesse país" se viu tamanho empenho pra fritar alguém (e pelo jeito querem fritar ele vivo), isso eu nunca vi mesmo...

abraço!!

Anônimo disse...

Wladimir, não sou fã da Globo, mas, se não fosse ela, essa história toda do Renan já havia sido enterrada e nós continuando a pagar a pensão do filho dele.Tem que ser apurado sim e fritá-lo vivo seria muito pouco. O Renan é muito cara de pau.

Thiago Duwe disse...

César, creio ser exagerado seu comentário sobre LHS e nazismo. Essas mostras são importantes para resgatar a memória de quem sofreu na mão desse regime. Sobre o valor, está caro, mas comparar com 2002 fica difícil, lá se vão 5 anos e a inflação.
Abraço.

Aninha Goulart ® disse...

Visitinha para conferir as novidades. Parabéns pelo blog! http://arquivinho.blogspot.com

Bonassoli disse...

Sobre o problema do nazismo..

perguntar não ofende: não dá para alguém mandar executar a Lei nº 9.459, de 13 de Maio de 1997?