terça-feira, 14 de novembro de 2006

TERÇA

A CAMPANHA CONTINUA
Assim como o Chavez participou da campanha de Lula, Lula está participando da campanha para a reeleição do amigo. Tirante o fato que Chavez só usa, em campanha, uma camisa vermelha e todo mundo usa vermelho (e o Lula se afastou um pouco dessa cor), as campanhas são muito parecidas.

O discurso dos eleitores do Chavez lembra o discurso dos lulistas e, como bons fãs, perdoam tudo e enxergam as coisas pelas lentes cor-de-rosa dos óculos da paixão.

A inauguração da ponte, ontem, foi anunciada pelo sistema de comunicação do governo venezuelano de uma forma que nos é familiar. Nunca se construiu uma obra de infraestrutura tão importante e o fato concreto é que ela atravessa o terceiro rio mais caudaloso do planeta e une de forma indissolúvel os povos irmãos do Brasil e da República Bolivariana.

A viagem do Lula permitiu que o presidente da Câmara, Aldo Rebelo, um comunista do PCdoB, fosse presidente por um dia. Poderia até significar um gesto importante, se o PCdoB, e os demais partidos “de esquerda”, não tivessem se embaralhado com o momento histórico, perdido referências e renunciado a algumas posições e lutas próprias, diluindo-se na indefinível geléia política que se aloja nas várias instâncias do poder.

A ESCOLA DO BARULHO
Tem uma escola, no Jardim Anchieta, em Florianópolis, que está querendo impor sua incômoda presença, mesmo que para isso tenha que desafiar decisões judiciais, contrariar o bom senso e colocar na lata do lixo as posturas municipais.

Tem gente, inclusive colunistas, que defendem a escola, naturalmente pensando que o problema são os vizinhos “incomodados” com o barulho das crianças, como maldosamente a diretoria da escola tem divulgado.

O buraco é mais embaixo: os vizinhos já estavam lá, numa área estritamente residencial, quando a escola começou timidamente a se instalar. Aos poucos, foi ampliando, mesmo sem autorização da prefeitura, até construir um monstrengo grudado nas casas, que a Justiça embargou porque já era muito desaforo e pouco caso. Ao desobedecer continuadamente a lei, a escola mostra o tipo de educação que oferece.

JUIZ VALENTE
Antes que alguém pense alguma coisa, deixa eu esclarecer: o juiz que condenou o “intelectual” Emir Sader por injúria, calúnia e difamação contra o senador Jorge Bornhausen chama-se Rodrigo César Müller Valente. Apesar de ter Cesar e Valente no nome não é, até onde sei, meu parente. Mas solidarizo-me com ele, porque fãs do Sader protestam contra a decisão, como se o juiz tivesse transformado vítima em réu. Basta ler o artigo de Sader para entender que a decisão foi correta.

FUTUROLOGIA
Na bolsa de apostas e especulações para o colegiado do governo estadual, os nomes sobem, descem, aparecem e são queimados com grande rapidez. Mas o ex-executivo da RBS, Derly Massaud de Anunciação, que coordenou a campanha de reeleição e antes montou o esquema de comunicação, parece estar confirmadíssimo. Só não se sabe pra onde irá.

Há quem garanta que ele vai para a Fazenda. Mas há quem diga que LHS não vai querer perder um operador dessa competência, que conhece como ninguém as fraquezas e necessidades das empresas de comunicação que atuam em Santa Catarina.

Em todo caso, se o Derly for para outro lugar que não a Comunicação, um dos nomes mais cotados para assumir o esquema é o radialista Ranieri Bertoli (foto ao lado), ex-presidente da Acaert (a associação das emissoras de rádio e televisão).

Dizem que poucas pessoas conhecem o funcionamento institucional da Secom como ele. Fruto de um relacionamento muito próximo com o Derly. A ponto de serem apontados, nas rodas de fofoca, como sócios numa fazenda, no meio-oeste catarinense.

FIM DE FESTA: a coisa está mesmo feia no governo. Nos últimos dias (ontem de manhã ainda continuava assim), a página da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo e Esporte tinha uns títulos estranhos nas suas notícias. Deve ter dado algum erro e não apareceu ninguém para arrumar. Vai ver que nem notaram.

Atualização das 08:09: durante a tarde de ontem o problema foi corrigido.

4 comentários:

Pedro disse...

Esses títulos são típicos de um hacker que conseguiu entrar no sistema de publicação do site. Quer dizer que o tal "xRoot" conseguiu e tá anunciando pra todo mundo.

Ilton disse...

Sempre confiei mais na justiça feita pelos juízes, isto é, em primeiro grau. Em recurso de apelação certamente alguma modificação haverá favorecendo o réu Sader. É só esperar para ver. Um abraço.

Lina disse...

Bem-vindo ao clube dos críticos. Principalmente em relação àquele sujeito de camisa vermelha, que cultiva idéias que eram razoáveis nos anos 80, mas hoje significam apenas aquilo que são: datadas - mas ainda cultivas também por aqui.

Tambosi disse...

Ôps, o comentário acima é meu. Saiu em nome de minha filha porque ela andou mexendo aqui no computador...