terça-feira, 21 de agosto de 2007

Terça

GREVE? QUE GREVE?
Os servidores técnico-administrativos da UFSC e mais umas quarenta universidades federais estão há mais de dois meses em greve. O resultado prático, até agora, é apenas a deterioração cada vez maior da já precária condição de ensino e aprendizagem.

Colaboram, os companheiros grevistas federais, para o enriquecimento dos cursos particulares (lá se paga, mas pelo menos pode-se formar num prazo razoável) e para a desmoralização de suas próprias instituições. O governo já demonstrou que a-do-ra movimentos como esse, que parecem orquestrados com o próprio programa oculto e permanente de desgoverno.

Essas greves etéreas, que prejudicam o cidadão, mas não sensibilizam nenhuma autoridade, mesmo de quinto escalão, deveriam ser repensadas. Se alguma vez, na história recente, a greve no serviço público funcionou para alguma coisa, agora, no entanto, parece não servir para nenhum dos propósitos que poderiam justificá-la e produz todos os danos que justificariam seu encerramento.

QUE ESQUERDA?
Velho, meio caduco e cada vez mais impaciente e preconceituoso, vi-me às gargalhadas quando li que alguns partidos se reuniram, na Alesc, para formar um “bloco de esquerda”, dentro da base de apoio do lulismo. O presidente de um deles é o empresário-deputado Djalma Berger. Em outro, um dos líderes é o Rodrigo Bornholdt, filho do ex-secretário da Fazenda. E por aí vai, num desfile de personalidades políticas que poderíamos chamar de “esquerda fluida” e cuja orientação ideológica, naturalmente, não vem ao caso. Isso de achar que políticos de esquerda e de direita deveriam ser diferentes, é coisa do passado. Modernamente, é tudo a mesma coisa.

VIVA EVO E CHAVEZ!

Pois não é que tem gente levando a sério a proposta de “reestatizar a Vale do Rio Doce”? Um “plebiscito”, na semana da Pátria, vai perguntar se o Estado deve “retomar” a empresa, que foi vendida no governo FHC. Faltam vagas para empregar os amigos. Só Petrobras e Banco do Brasil não chegam. Precisam dos cabides da Vale também.

DESCER DO PALANQUE?
Sobre a crítica que normalmente se faz ao Lula, que ele continua no palanque, como se estivesse em campanha, um leitor argumentou que “Lula não desceu do palanque porque a oposição pensa que ainda está em campanha!”

Isto é uma grande bobagem: a oposição, justamente por não estar no governo, deveria manter-se falante (não como a oposição brasileira, praticamente inexistente e dócil). Já o governante, precisa trabalhar mais e falar menos.

COLUNISTA TROCADO
Descobri por que não lembrava de ter falado naquela história do Metropolitano (a que me referi na coluna do final de semana). Não lembrei simplesmente porque eu nunca falei nisso. O leitor, mais confuso que eu, tinha lido a nota na coluna do Mário Medaglia (Batendo Forte) aqui no DIARINHO, mas misturou os colunistas e mandou o comentário para mim. Foi o Medaglia que contou a “aventura” do time blumenauense, que viajou à Europa (com uma delegação grande, de umas 30 pessoas) graças ao dinheiro público.

A MODERNIDADE DO ATRASO
O governo de Santa Catarina anuncia, com alarde, “o primeiro blog de Governo Eletrônico do Brasil”. Pode, o leitor, ingênuo, achar que, finalmente, o governo catarinense rendeu-se à importância dessa ferramenta, utilizada hoje por jornalistas, artistas, políticos e outros formadores de opinião no mundo todo. Que nada.

O governo continua vendo os diários na internet (os tais blogs), independentemente do seu conteúdo, como coisa do demo, locais de perdição, informação inútil que seus servidores não podem acessar. Mantém o bloqueio genérico, injusto e hipócrita aos blogs, mas, para efeitos de marketing, lança o tal ““e-gov blog”.

Os posts (que é como as notas são chamadas, nos blogs) são assinadas pelo presidente do Ciasc, Hugo César Hoeschl, Post Doc (imagino que isto significa que ele tem pós-doutorado e não que seja, como alguém pode pensar, um doutor postal).

A intenção, como em tantas outras iniciativas, é a melhor possível. De fato, não tem como gerir o Estado eficientemente sem uma infra-estrutura adequada e aí a informática, a telemática e tantos outros instrumentos, são importantes.

Muitos dos gestores, nas diversas áreas, por causa de sua origem não técnica, têm enorme dificuldade para assimilar e aceitar mesmo os conceitos gerenciais já antigos e consagrados, quanto mais os novos e suas ferramentas inovadoras. Talvez por isso, o presidente HH esteja tentando usar um blog para facilitar a difusão dessas novas idéias. Portanto, como disse, as intenções são as melhores.

CARAS DE PAU
Só que, ao manter o bloqueio (a censura prévia) aos demais blogs, os gênios que bolaram a tal “operação” (o presidente HH à frente?), demonstram que, em termos políticos, vivem na escuridão medieval.

O servidor público catarinense, na visão desses senhores, é um relapso, incapaz de trabalhar se seus computadores não bloquearem automaticamente certos conteúdos. Principalmente dos blogs que comentam a vida política.

Há alguns meses, a secretária-trator, Dalva Dias (PDT), chamou a polícia para investigar quais dos computadores da sua secretaria estava acessando esta e outras colunas. Constrangimento de servidores, desperdício de tempo e dinheiro da segurança pública, apenas para demonstrar que, para vergonha da memória de Brizola, a censura ditatorial está viva e atuante. E agora vemos que esse recrudescimento do obscurantismo não está restrito ao feudo pedetista.

Preservando a censura aos blogs, enquanto cria um blog próprio, o governo reafirma a interpretação que os demais blogs, que jornalistas e jornais mantém, são brincadeirinhas prejudiciais. Claro: informam e debatem assuntos que, muitas vezes, incomodam. E, para certo tipo de político atrasado, da política antiga, toda crítica, mesmo feita no melhor interesse público, deve ser banida, como coisa “de oposição”.

E AGORA, LHS?
Não acredito que, quando informaram LHS que fariam o tal blog (naturalmente enfatizando a sua “modernidade”), tenham também dito que seria mantido o bloqueio inquisitorial aos demais blogs.

Quero crer que, quando LHS ficar sabendo disso, tomará uma providência: não tem sentido falar tão bonito das novidades gerenciais informatizadas e manter, concomitantemente, uma prática arcaica de censura que deixaria Armando Falcão, Stalin e tantos outros, orgulhosos.

10 comentários:

Rogério Magrão disse...

O "e-gov blog" não aceita comentários, embora apareça na home do blog "nenhum comentário" para todos os posts. Vai continuar assim se não for aberto o espaço para os cidadãos participarem.

E o feed não está funcionando: "Reason:Referência à entidade 'otilde' não definida".

Eu queria comentar lá que, mais bacana que toda aquela mágica tridimensional da "gestão multimídia", seria liberar dados públicos em formatos possíveis de serem manipulados por terceiros para a criação de aplicações de interesse público (velha idéia do Pedro Valente). Como o google faz com seus mapas.

Abraço!
Rogério "Magrão"

Carlos Damião disse...

Cesar, não é apenas o governo que bloqueia. Também câmaras de vereadores e prefeituras vedam o acesso dos funcionários aos blogs. Naturalmente porque, atrasados como são, esses órgãos públicos pensam que os blogs são ferramentas para diversão... e não para informação. Tá certo, no início era assim, e ainda há blogs que exploram questões particulares e às vezes algumas intimidades escabrosas. Mas por que todos os blogs têm que pagar por isso? Os governos são burros, seus sistemas idem, seus gestores idem idem. Abraços do Damião

Carlos Damião disse...

E outra coisa, esse e-gov (engov... rã-rã-rã) é coisa de A Voz do Brasil, a voz oficial, a verdade de um lado só, portanto, absolutamente suspeita.
Mais abraços. Do Damião

Anônimo disse...

Ô César, e em coelinho da Páscoa vc acredita? Pa qchar q o LHS não vai permitir q se bloqueiem blogs é forçar a barra. Sei, sei, vc tava sendo irônico talvez, mas lembre-se o cara era chamado de Rainha da Sucata no governo do bigodudo.
Aliás, por falar em modernidades tecnológicas, por onde anda o tal Diário Oficial Eletrônico tão falado no inicio do governo. Será q outros interesses sepultaram a idéia?
Continue com o ótimo trabalho. Parabéns.
Ale

Eduardo Buys disse...

É isto, César.
Uma boa batalha p´rá ser lutada.
E com isso, vamos ficar 'de olho' em seu blog.
Abraço, Eduardo Buys
-se navegar é preciso, então ... www.varejototal.zip.net
ps- ah! seu post nos foi indicado via mail list do Alexandre Gonçalves

Cesar disse...

Um leitor engraçadinho (e anônimo, claro), reclama que eu falo contra a censura do governo e mantenho os comentários aqui do meu blog sob... censura. Vou explicar de novo: isto aqui é um espaço privado, criado por mim, para divulgar meu modo de ver o mundo. E assim como não é qualquer um que entra na minha casa, aqui também não aceito qualquer coisa. Além do que, como é barato e facílimo criar blogs, quem achar que tem algo a dizer, pode criar o seu. Não precisa ficar alugando a paciência, o espaço e o blog dos outros para exercer suas liberdades.
Já as limitações que o Ciasc (empresa pública) impõe aos servidores públicos, são coisas completamente diferentes.

nando disse...

Eu acho que este sr governador deveria ser processado por CENSURA. Ele e esta moça Dalva. O Ministério Público não pode (deve?) fazer isso em nome do povo? Os funcionários públicos trabalham para o POVO, não para o governo.

Atraso é outra coisa, Cesar. Atraso é bem mais brando que cerceamento de liberdade, censura e autoritarismo político.

Por favor, se algum funcionário público for demitido por causa disso, publique aqui.

Anônimo disse...

O vídeo no estilo Star Wars no blog do governo é de corar de vergonha.

Dimitri disse...

Cesar gostaria que o senhor desse uma certa notoriedade e visibilidade e, obviamente, a sua opinião em relação a ocupação da reitoria da ufsc. Lembrando que o estudantes estão protestando contra a reforma universitária.

Att
Dimitri

Anônimo disse...

Pessoal, finalmente um blog interessante, relacionado ao governo.

bastidoresdociasc.blogspot.com

Ta na hora de criar também um bastidoresdogoverno ou algo assim.

abraços