sábado, 4 de agosto de 2007

Aviso aos navegantes

FÉRIAS? DE NOVO?
Não sei por que, mas todas as pessoas a quem eu falei, na sexta 3, que iria sair de férias, tiveram a mesma reação. A começar pela minha chefe. Fiquei desconfiado que ela até iria bloquear o sagrado direito do funcionário mandrião, de matar o serviço de vez em quando.

Mas não, ela foi compreensiva. Portanto, devidamente autorizado, comunico a todos os leitores e leitoras que estou de férias (sim, de novo!). Será um afastamento breve, mais curto do que eu gostaria, de praticamente uma semana: a coluna volta na edição do dia 15 de agosto, quarta-feira (o que significa que volto ao batente dia 14).

Até lá, então.

Atualizacao da segunda: entre uma soneca e outra, cometi o desatino de entrar na internet movida a lenha do bolicho de beira de estrada, neste fim-de-mundo em que tento descansar. E encontrei, entre os comentários do post abaixo, um da Monica Correa, jornalista citada no post.

Trago-o para cá, porque nem todos os leitores costumam abrir os comentários:

“Caro César, se você tivesse me ligado, checado a informação, eu te diria e te atenderia como sempre fiz, gentilmente, esclarecendo tuas dúvidas. Não fui viajar com dinheiro público, nem fiz parte da comitiva do governador, encontrei com eles em Lisboa. Viajei com dinheiro da minha empresa, a TEXTO.COM. e nunca, em nenhum outro momento fiz parte da comitiva do governador LHS. Sou prestadora de serviços da Codesc, nem poderia viajar para o exterior com dinheiro público.


Tô começando a achar que tua implicância comigo é pessoal. Uma pena. Se me sentir prejudicada, pessoalmente e profissionalmente, vou procurar o que tenho por direito e vou encaminhar o caso ao meu advogado. Sinto muito pelas coisas terem chegado a esse ponto. Bastavas tu, como bom jornalista ter checado as informações que nada disso precisaria estar acontecendo.

Att Mônica Corrêa”
Agosto 05, 2007 7:28 PM

Tratarei deste assunto quando voltar. Porque férias sao férias e nem deveria ter lido os comentários, ou os e-mails. Enquanto isso, devo apenas dizer que nao tem nada de pessoal em um jornalista ficar curioso em saber o que faz uma servidora pública no exterior (ah, sabemos agora que é só uma prestadora de servicos). Até lá.

PS – Ah, enquanto isso receberei, por e-mail, propostas de advogados que tenham coragem nao só de enfrentar “o caso”, mesmo depois das “coisas terem chegado a esse ponto”, mas, principalmente, de aceitar os honorários miseráveis que costumo pagar.

13 comentários:

Anônimo disse...

Cesar, to desconfiado de que vc virou cargo comissionado do LHS...toda hora saindo!

Carlos disse...

O anônimo acima deve ser daqueles que adora ler a Caras Sul e outras páginas sujas pelas tintas da vaidade. O jornalista deste espaço é um profissional e, assim, sua visão é para a coisa pública.
Chega de gastos em publicações para madames. Há uma revista cuja recursos publicitários são arrecadados nos lençóis. E como os recursos são PÚBLICOS, devemos estar sempre atentos. O César Valente sempre está. Não se vendeu. Parabéns.

Anônimo disse...

Nossa, quanto ódio dessa gente do LHS. César, parabéns, vc não se vende e nem "presta serviços". Qdo essa moça entrar com um processo contra vc, solicite em juizo o contrato de prestação "serviçal", o faturamento detalhado da "empresa" dela, bem como a comprovação contabil de quem pagou a viagem de "férias". César,basta isso p/ vc tirar a máscara dessa gente.

Carlos disse...

Concordo!
É bom deixar tudo bem claro. Mas como a jogatina do bingo e da viodeoloteria estão proibidas, parece que pouco há para divulgar sobre a Codesc.
E não houve uma outra viagem a Portugal? São tantas idas e vindas de LHS que a gente se perde!

marcello disse...

Prezado Cesar
Arproveite bem as suas férias pois quando vc voltar, pelo visto, vai ter bastante trabalho...
Um abraço!

Anônimo disse...

O interessante desta história é a coincidência. A jornalista está viajando pela Europa e, por coincidência, encontra a comitiva. Por não ter nada o que fazer - afinal, na Europa não deve ter mesmo nada melhor pra fazer que não seja acompanhar comitiva de governador - ela resolve ir junto com LHS e sua turma. Daí, pra não perder a viagem e garantir algum a mais, ela aproveita e faz algumas fotos de divulgação para o Dário. Tudo coincidência. Mas de que estamos reclamando? O LHS dá uma sorte danada e sempre que a filha se apresenta em alguma cidade, ele, por pura coincidência, está lá em alguma viagem oficial paga com dinheiro público. Até o casamento dela na Europa, pura coincidência, aconteceu durante uma viagem oficial. Vocês são mesmo de doer, não? :))

Anônimo disse...

NUM MOMENTO TÃO IMPORTANTE, É UM ABSURDO O SR. TIRAR FÉRIAS. O SR. ESTÁ LESANDO OS SEUS LEITORES!!!!!!!!

BRINCADEIRA. EU TÔ COM INVEJA, mas registro a falta q faz.
Rodrigo

Anônimo disse...

Tantas viagens, tantas viagens. E quando passa por São Paulo sempre dá uma paradinha. Coincidentemente, sempre tem uma perua que também foi para lá. Conexão perigosa!

Anônimo disse...

Eu já disse uma vez e repito, a Policia Federal deveria plantar grampos em todo o prédio do Centro Administrativo. Depois é só classificar as contravenções e crimes e colocar um delegado atrás de cada assunto.

Gilson disse...

O interessante é que quanto mais metidos mais anonimos os inúteis ficam. Simplesmente uma vergonha. Querem falar? Querem ameaçar? Pelo menos que seja de cara limpa e não se escondendo.
Adoro o mantenedor deste blog porque é um ótimo jornalista e tem peito pra mostrar e comentar sobre verdades que muitos "baba-ovos" por aí não têm.

Anônimo disse...

Meu caro Gilson, por não ter um blog, sempre apareço como anônimo. Para me identificar tenho que, ao final do comentário, escrever meu nome, o que às vezes me escapa. Mas, vamos lá, se realmente você se interessa em saber quem tem a coragem de criticar governo tão eficiente e maravilhoso, meu nome é Marcelo Santos, sou jornalista e é meu o comentário sobre as viagens do governador coincidirem com as apresentações da filha e sobre o casamento. E você, quem é?
Marcelo Santos

Anônimo disse...

Desculpe, Gilson, mas me confundi aqui. Na pressa em responder, cometi uma impropriedade. Fica parecendo que estou contra seu comentário. Na verdade, concordo contigo. O César é, entre os colunistas que tratam de política em SC, o que mais tem coragem de meter o dedo na ferida.
Abraço,
Marcelo Santos

Cesar disse...

Sem tempo para discutir. E sem paciencia com este teclado esquisito, limitei-me a fazer uma faxina etnica e subjetiva, eliminando alguns comentarios (claro, os eliminados vao me xingar um monte). Na volta a gente conversa mais.
Abracos