sexta-feira, 26 de maio de 2006

SEXTA

CULTURA? ONDE?
Quem me acompanha desde o começo, em agosto do ano passado, sabe que de vez em quando eu comento erros, enganos e mancadas de assessorias de imprensa.

Acho muito injusto a gente falar de todos os profissionais, de todas as profissões e só poupar os jornalistas. Por isso, quando vejo que um coleguinha pisou na bola, eu falo.

Isso sempre irritou profundamente a imatura assessora de imprensa da secretaria da cultura (cultura?), esporte e turismo. Tanto que ela baixou ordem, meses atrás, pra esquecer que eu existo e não falar mais comigo.

Mas aí, esta semana, ela deu mais uma grande mancada e distribuiu material para todos os jornalistas, com um recado para nos deixar de fora. O companheiro Henrique Ungaretti, que tem uma coluna no suplemento AN Capital, do jornal A Notícia, ficou indignado com a coisa e fez a nota “Vade retro”, que reproduzi acima.

Com o erro, a assesora transformou uma birra particular, entre ela e o jornal, numa briga pública, conhecida por jornalistas de todo o estado.

Claro que a posição dela não tem apoio no governo. Nem mesmo na própria secretaria onde a moça trabalha. Nenhuma das demais secretarias de estado ou o próprio gabinete do governador, tem sonegado, ao DIARINHO ou a este colunista, informações oficiais.

Todos aqui rimos muito com a gafe, que tem, como tudo, aspectos positivos. O principal foi que ficamos conhecendo melhor o espírito solidário do Ungaretti e eu pude me aproximar desse colega a quem não conheço pessoalmente e com quem antes de ontem nunca tinha falado por telefone.

Também foi legal ver a forma profissional como o novo diretor de imprensa da Secretaria de Comunicação, Ricardo Fabris, conduziu o incidente (as palavras dele estão na matéria sobre o caso que o DIARINHO publica hoje: “Somos agentes públicos, recebemos salário vindo de dinheiro público e não podemos negar nenhuma informação. Vocês tem muito mais direito de cobrar de nós do que nós de vocês. A partir de hoje (ontem) tenho certeza que vocês vão receber todo o material da secretaria, como qualquer outro veículo”).

Quanto aos leitores, podem ficar tranqüilos. As informações que interessam e que são relevantes, não precisam ser enviadas: a gente vai atrás. E sempre acaba sabendo da história, mesmo que alguém queira esconder.


O ANO DA FOME
Líderes empresariais do agronegócio com quem falei ontem estão muito apreensivos: a crise na agricultura e na pecuária vai ter reflexos sérios na mesa do brasileiro.

Só que, como as coisas levam um tempo até chegar na ponta do consumo, os aumentos de preço e, principalmente, a escassez de produtos, só ocorrerão mais adiante, provavelmente em 2007. O que significa que as eleições deste ano acontecerão ainda sob o signo da mesa farta e barata.

E, em todo lugar do mundo, o eleitor leva, para a cabine de votação, a sensação que ele tem no bolso e na mesa. Portanto, pra que mudar, se o Lula manteve a estabilidade, não tem escassez e os preços quase nem estão subindo?

Um dos empresários, experiente na área de cooperativas, afirma que falta ao Brasil um planejamento de longo prazo, que permita fazer as necessárias programações para que se possa organizar a produção.

ÚLTIMA HORA
Com a transferência da convenção do PMDB para o dia 29 de junho, a coisa ficou como o brasileiro gosta: para a última hora. A coligação do PSDB e do PFL com o PMDB aqui em SC, por exemplo, fica pendente da decisão sobre a candidatura à presidência dos peemedebistas. Podem até meio que se acertar antes, mas só vai dar pra bater o martelo no dia 29 ou no dia 30 de junho.

BIGUAÇÚ É 15!
O prefeito de Biguaçú (PDMB) seguiu a cartilha do Ronério de Palhoça e também misturou administração pública com campanha política: dá 15 prêmios no IPTU, faz bolo de 15 metros, festa às 15h, o diabo. Tudo com o número do partido. E tudo com dinheiro do contribuinte (que é de vários partidos e até sem partido).

Decerto os adversários políticos do prefeito são tímidos, porque senão já teriam dado queixa na justiça. Vai ver têm medo de levar 15 chibatadas por reclamar pro juiz eleitoral e mais 15 caneladas por não serem do PMDB. Democracia é isso aí.

OLHA O CHUCHU AÍ
O candidato da coligação PSDB/PFL a presidente estará em Santa Catarina amanhã. Passeia em Blumenau, dá palestra em Itapema, reza pra Santa Paulina (se ele se eleger será um dos maiores milagres da santa) e conversa com o povo peixeiro.

Acho que seria melhor, para o País, se o Lula não estivesse numa dianteira tão grande nas pesquisas. É ruim essa sensação de não ter alternativa. Tomara que a Santa Paulina ajude a dar um gás na campanha tucana.

LHS RADICALIZA
Luiz Henrique disse, anteontem, em Joinville, diante de um auditório de cerca de 400 pessoas, que vai radicalizar a descentralização: “o processo deve ser acelerado no próximo governo, porque dá pra avançar ainda mais”.

Eu nem tentei imaginar o que estaria o LHS querendo dizer com essa proposta de “acelerar e aprofundar”, mas o pessoal das SDRs que se prepare. Vão acabar tendo que trabalhar.

Estas são cenas de um sábado no mercado. À esquerda, o veterano jornalista Moacir Pereira, que quer porque quer voltar a ser repórter, entrevista um motoqueiro cheio de dentes, observado pelo veterano jornalista Fernando Linhares. O Jarrão, da peixaria Silveira, mostra um linguado que acabou de chegar.
(Lembre-se: se clicar nas fotos, abre-se uma ampliação)

O veterano jornalista Paulo Brito, com seu discreto uniforme de ciclista da terceira idade, conversa com o Moacir e comigo, tentando nos convencer que pessoalmente ele não é tão teimoso quanto no rádio.

8 comentários:

Anônimo disse...

Lembre-se que TE LEIO TODOS OS DIAS. Você está cada vez melhor.
Abraço grande
Carlos Damião

strixflamea@bol.com.br disse...

A assinatura, ilegivel, no "memorandum" não é minha. Posso assinar em cima?
Strix

sub rosa disse...

Hahahah!
Quer dizer que ela fosta de voc~e, e está fazendo o que Freud chamou de *denegação* (e depois retirou o termo, mas agora é tarde todos usam.
Querido César, deixei parabéns atrasados porém sinceros.
E aula de jornalismo eu tenho aqui.
Uau!
Vc realemnte tem que lançar seu livro.
Mas é pra ontem, viu?
Beijos para a querida e linda lúcia.

sub rosa disse...

Corrigindo as gralhas que mematam de vergonha:
Hahahah!
Quer dizer que ela gosta de você, e está fazendo o que Freud chamou de *denegação* (e depois retirou o termo, mas agora é tarde todos usam.
E tornando a coisa pública...Oh my!
Querido César, deixei parabéns atrasados porém sinceros.
E aula de jornalismo eu tenho aqui.
Uau!
Vc realmente tem que lançar seu livro.
Mas é pra ontem, viu?
Beijos para a querida e linda Lúcia.

Maio 26, 2006 9:23 AM

Ilton disse...

Acho que esse negócio da Secretaria da Cultura foi jogada de vocês. Para se promoverem ainda mais. Ou a "moça", aquela, quer trabalhar em O Diarinho. Cuidado. Hoje tudo se faz com segundas e até com terceiras intenções. Um abraço.

Anônimo disse...

A respeito do 15 perseguido pelos prefeitos do PMDB. Nao sao apenas os prefeitos...Dizem por ai que o numero de atendimento da CASAN vai passar de 0800 6430 195 para 0800 6431 15. Para gastar um pouco mais. Necessário é girar a maquina de compras e reformas. sempre sobra algum para "ele".....apartamento na Alves de Brito, casa em Jurere Internacional...

Gin disse...

hehehe, motoqueiro cheio de dentes tá ótemo!

Cheguei atrasada para seu aniversário. É que peguei o trem das 11, aquela maria-fumaça típica de cidade pequena como a minha, e só desembarquei agora, já no seu recém inaugurado ano novo.

Deixo aqui, então, votos sinceros de vida longa e cheia de saúde, muitos netos :c))) e bisnetos, oxalá :-)

Répi niu iar, CV!!!!!

Anônimo disse...

o motoqueiro cheio de dentes é acusado de ter matado a pancadas o cara da yellows...lembras desse caso?