sábado, 13 de maio de 2006

SÁBADO E DOMINGO

FELIZ ANIVERSÁRIO!
A ponte Hercílio Luz, que tantas vezes atravessei para ir à escola ou apenas para ver, lá de cima, o mar, enquanto sentia o balanço daquela estrutura imponente e flexível, faz 80 anos hoje. O jornal O Estado, onde comecei a trabalhar na década de 70, também faz aniversário. E a amanhã é dia das mães. Portanto, trata-se de um final de semana muito especial.

No meio de tantas emoções, lembranças, abraços e falta de abraços, o jeito, a solução, para o ilhéu, é ir cedo ao mercado, comprar uma tainha fresquinha e completar, com esse manjar dos deuses, a festa que os aniversariantes e as mamães merecem.

Parabéns a todos nós, que temos idade suficiente para ter aproveitado o melhor que a ponte e o jornal O Estado nos deram. E parabéns a todas as mamães, que devagarinho acabaram enchendo as cidades, os países e o mundo de gente.

FESTA DA MANEZADA
Meu amigo Chico Amante pede pra lembrar e advertir a todos vocês que no dia 3 de junho (Dia do Manezinho) será realizada a 1ª Manezada de Florianópolis. Uma festa que vai começar às 10 da manhã e terá comida típica, a entrega do troféu Manezinho da Ilha (já em sua 17ª edição) e outras atrações. E os manés mais politizados aproveitarão para fundar a Associação dos Manezinhos da Ilha (AMI).

O Dia do Manezinho (instituído por Lei Municipal) é todo primeiro sábado de junho. E pra participar dessa festança que será realizada no bar “O Manezinho”, na Rita Maria, tem que comprar uma camiseta. O Chico só esqueceu de dizer quanto custa e onde que a gente acha a tal camiseta.

Os manés premiados com o troféu em anos anteriores terão desconto no ingresso.

A MALA DA IDELI
O vôo 3073, da TAM, deveria ter decolado quinta às 20h28min de Brasília com destino a Florianópolis, onde deveria ter chegado às 22h45min. Entre os passageiros que aguardavam embarque, estavam o senador Jorge Bornhausen (PFL) e a senadora Ideli Salvatti (PT).

Depois de horas de espera (que aparentemente não fez com que o PFL e o PT se aproximassem além dos cumprimentos protocolares) ficou confirmado que o avião não viria mesmo. O vôo então foi suspenso e os passageiros levados para um dos hotéis da capital federal.

Quando foram pegar as malas, a senadora Ideli descobriu que a dela sumiu. Até a meia noite, quando a senadora desistiu de esperar e foi para o hotel, não se sabia direito pra onde a mala tinha sido enviada.

Ontem de madrugada finalmente os senadores e os demais passageiros puderam embarcar, chegando sãos e salvos a Florianópolis no meio da manhã. E a senadora continuava sem a mala.

A LÍDER DO LULA
A gente brinca com a senadora Ideli, com o jeitão que ela tem de falar e fazer-se ouvir, mas ninguém pode negar que ela tem exercido com bravura o difícil papel de defender um governo que recebe cacete de todos os lados. E ainda arranja tempo para acompanhar empresários catarinenses em peregrinações por ministérios.

Um destes que teve a oportunidade de contar com Ideli como cicerone para encaminhar algumas questões emperradas, contou-me que ela é tratada, nos ministérios, como celebridade. Com respeito e reconhecimento. E vive assediada por jornalistas, que vêem nela um dos poucos petistas que não se escondem.

TE CUIDA, MALDANER
Piadinha venenosa que circula entre peemedebistas (amigões, hem?): “será que a filha do Maldaner, que acaba de comprar, na Rio Boat Show, uma luxuosa (e cara) lancha de 32 pés, vai estrear o barco passeando sob a ponte Pedro Ivo”?

Pra quem não pegou a graça (e a maldade) da piada: tem gente, dentro do próprio PMDB, que acha que os sinais exteriores de riqueza da família Maldaner (e de outros contemporâneos dele) podem ter origem na época em que aquela ponte foi construída.

Ô gente invejosa!

TE CUIDA, MOTA

O Tribunal de Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público contra o ex-prefeito e agora deputado estadual Manoel Mota (aquele do bigode bem preto, bem preto). A acusação é de falsidade ideológica e peculato.

Para fazer a prefeitura pagar 338 litros de chope e 148 dúzias de guaraná (uns 34 mil cruzados, em dinheiro de 1998) o engenhoso Mota teria forjado um contrato frio (gelado que nem o chope) de uso de máquinas para abertura de valas e lavração de terras.

Agora o processo vai correr na vara Criminal da Comarca de Araranguá.

GOVERNO DEFICIENTE
O governo estadual, expondo todas as suas deficiências no trato das questões sociais mais urgentes, impediu a delegação catarinense de participar da 1ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Na contramão do tema da Campanha da Fraternidade e do governo federal (que ia bancar hospedagem e alimentação), o Dr. Moreira e seus auxiliares recusaram-se a dar as passagens aéreas da delegação. Mas é claro que pros amigos irem pra Europa, sempre tem uma passagenzinha sobrando...

2 comentários:

Marco Aurélio disse...

Cesar

É dificil dicidir que é mais populista, Lula, Evo Morales ou Hugo Chaves. Conhece Fractais?

Um abraço

Ilton disse...

A Ideli sem a mala? Então ela se perdeu lá? Abraço.