quarta-feira, 25 de abril de 2007

Quarta

DEDO NA FERIDA
Caco Barcelos é um velho repórter, que começou a carreira na excelente incubadora de talentos jornalísticos que Porto Alegre foi, durante um tempo. Quando o conheci, no começo da década de 70, ele era repórter da Folha da Manhã (do grupo Caldas Júnior).

Era uma geração que gostava do jornalismo e apreciava fazer boas matérias, que dessem gosto ler. Ele desenvolveu, desde essa época, um talento para a apuração, para ir atrás da informação e os anos de televisão não o afastaram muito dessa trilha.

Poderia ter se acomodado, encontrado assuntos mais amenos para lidar. Mas continuou indignado com este país que afirma que é contra a pena de morte (e até assina tratados internacionais anti-pena de morte), mas faz vistas grossas à aplicação “informal” dessa punição extrema.

Na segunda à noite, Caco fez uma palestra na Assembléia Legislativa, abrindo o ciclo “O Brasil em debate” (foto acima). E falou, principalmente, de como os pobres e os negros sofrem nas mãos de policiais preconceituosos, preguiçosos e acostumados a matar.

Ele não fala por falar. Caco gosta de números, de estatísticas e tem colecionado dados estarrecedores, que apresenta em seus livros, Rota 66 e Abusado. E também não generaliza: demonstra que na mesma força polícial que tem oficiais com mais de 30 mortes nas costas, há 60 mil policiais que nunca mataram.

E na mesma polícia onde os inquéritos são tocados à base de pau-de-arara e torturas variadas, há profissionais que gostam do seu trabalho e não precisam obter confissões sob tortura para completar as investigações.

LUTA DE CLASSES
Na palestra o Caco chamou a atenção para a forma como juízes, delegados, promotores e empresários são tratados ao serem presos. E mostrou como jovens pobres são tratados em situações semelhantes. Às vezes suspeitos de crimes muito menos danosos do que os suspeitos ricos.

Ele cita estatísticas que demonstram que os negros cometem menos crimes que os brancos. Estupradores, por exemplo, são em sua grande maioria, brancos. Mas quem a polícia mata mais e tortura mais, são os negros.

Os negros e os pobres, sugere Caco, deveriam processar o Estado, levar o Estado à falência, porque sabe dessa perseguição e não toma qualquer providência para evitá-la.

O PULO DO GATO
Além dos temas mais pesados, da injustiça social e da violência, Caco Barcelos também contou como fez algumas das suas reportagens. Por exemplo, aquela em que ele descobriu um apartamento do Juiz Nicolau em Miami e entrou no apartamento, mostrando pertences pessoais que o Juiz e sua família tinham deixado lá.

Para entrar no apartamento, valeu-se de sua habilidade de marceneiro e se empregou como ajudante de um marceneiro que trabalhava no prédio. Na maleta de ferramentas levou uma câmera. E pronto.

Os filhos do Juiz processaram o Caco por causa da invasão, mas como o Juiz, antes, tinha afirmado para a Justiça que não era dono do apartamento, Caco acabou absolvido: eles não poderiam processá-lo por invadir um bem que oficialmente não lhes pertencia.

GOSTO AMARGO
A palestra do Caco deixou uma sensação desagradável. Afinal, somos um dos países mais violentos do mundo. Os brasileiros matam 48 mil brasileiros por ano, por nada. Os americanos matam iraquianos para ficar com o petróleo. Nós somos bonzinhos com outros povos, mas terríveis entre nós. Mata-se por qualquer motivo e até sem motivo. E as vítimas, em sua maioria, são os pobres. Que país, este nosso!

PAÍS DA PIADA PRONTA
Em novembro de 2005 o Mangabeira Unger pediu o impeachment do presidente Lula e disse que este é “o governo mais corrupto da História”. E, pra deixar claras suas posições, escreveu:
– Avesso ao trabalho e ao estudo, desatento aos negócios do Estado, fugidio de tudo o que lhe traga dificuldade ou dissabor e orgulhoso de sua própria ignorância, [Lula] mostrou-se inapto para o cargo sagrado que o povo brasileiro lhe confiou.
Pois bem, as águas passaram por debaixo da ponte e sabe o que vai acontecer agora com o Mangabeira Unger? Será ministro do mesmo Lula que ele acusou de malandro e ignorante. Assume a estranhíssima Secretaria Especial de Assuntos a Longo Prazo, que tem status de ministério.

Será ministro na cota do PRB (partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Macedo). O líder do partido no senado, bispo Marcelo Crivella (RJ) disse que Mangabeira falou o que falou porque, morando nos Estados Unidos, estava “mal informado” sobre o governo Lula. Mas agora informou-se melhor e acha Lula o máximo.

Uau! Que ministro espetacular! Boquirroto e mal informado. E que presidente bonzinho... agasalha o sujeito que o xingou e ainda aceita uma desculpa esfarrapada como essa. Definitivamente, este não é um País sério.

FALA JOVEM – A TV da Assembléia Legislativa vai estrear, dia 6, um programa voltado para os jovens, realizado pela Escola do Legislativo. É um programa de auditório, onde os estudantes poderão debater e fazer perguntas a alguns dos deputados. No primeiro programa, gravado na tarde da segunda-feira, estavam presentes o presidente da Escola, deputado Joares Ponticelli (PP) e a presidente da Assembléia, deputada Ana Paula Lima (PT). A idéia é ampliar o contato dos jovens com o legislativo estadual. Só espero que os deputados, acostumados a só falar, consigam calar-se um pouco e ouvir, de fato, o que a gurizada tem a dizer.

4 comentários:

Anônimo disse...

A proposta do novo programa é muito boa, e o comentário do blogueiro apropriado, pois o negócio é escutar o que a moçada tem pra dizer. Mas, dizem, não foi o que aconteceu no primeiro programa. O Joares pensou que estava num palanque. E blá-blá-blá....

Anônimo disse...

Sobre Lula e Mangabeira e aí podemos colocar outros tantos. Eu desisti! Este país não é o meu país. As pessoas se engalfinham porque estão fora do "trem da alegria", quando convidadas a participar esquecem do passado. Eu como professor como posso ensinar meu aluno e dizer que a honestidade vale a pena se o exemplo dos nosso "homens públicos" anda na contra-mão? É dar murro em ponta de faca, mas como dizem por aí... SOU BRASILEIRO, NÃO DESISTO NUNCA! he, he, he...

Anônimo disse...

O MEIRA JUNIOS DO SITE www.floripanews.com.br ESTÁ TRANSCREVENDO SUAS MATERIAS NA INTEGRA E NAO ESTÁ COLOCANDO A FONTE....

Cesar disse...

Além de plagiador, incompetente. Colocou uma nota em que eu me refiro à "foto acima" e não copiou a foto. Obrigado pelo aviso. Já falei com o dono do site que, ao que parece, não sabia o que o colunista estava aprontando.