quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Levanta-te e anda!


Outro moribundinho está sendo gestado na seção de protocolo do cartório eleitoral (que encaminhará ao TRE): o que vai assombrar o prefeito itinerante, que imaginou burlar a proibição de um terceiro mandato, concorrendo não apenas ao terceiro, mas também ao quarto, em outro município.

A ação, segundo leio no blog do Moacir, será protocolada pelo PP, que teria ficado “aguardando alguma iniciativa do Ministério Público Federal ou Estado em relação a Dário Berger” mas´, diante do silêncio estival...

CAFÉ DA TARDE

Pro pessoal que reclamou do uso indevido da imagem do moribundão pra ilustrar o moribundinho: já fiz uma carta-convite pra contratar uma empresa estrangeira pra desenhar uma família inteira de moribundos. Assim que acertarmos os preços e a taxa de selecionamento confiável e retorno autótctone, teremos novas imagens para este momentoso assunto. ATUALIZAÇÃO DAS SEIS: pronto, chegou o novo moribundinho. Agora o processinho do Dário já tem identidade própria.

E tem uma turma que está dizendo que se o MP e o TRE não estão achando nada de errado na itinerância do prefeito, nada acontecerá. Até pode dar em nada, mas o principal e o mais divertido da história será acompanhar a posição das autoridades locais diante do que o Tribunal Superior Eleitoral já decidiu. Que tremendo nó jurídico terá que ser dado (ou desfeito), pra mostrar que embora as situações sejam análogas, o itinerante daqui é menos fraudador que o de lá, né não?

Mas não sejamos pessimistas: quem disse que, provocada, a Justiça Eleitoral não dará a Florianópolis o mesmo tratamento que deu a Rio das Pedras e Palmeira dos Índios.

O prefeito itinerante reeleito pela quarta vez já deu, em nota oficial, o tom da sua defesa contra a acusação de fraude à constituição: “é coisa do do Amin, que não consegue se eleger no voto e quer ganhar no tapetão”.

Como o mundo seria simples se funcionasse segundo a lógica simplória desses políticos bem sucedidos nas urnas, né?

22 comentários:

Anônimo disse...

Assim não vale, Tio César! Essa imagem está atrelada ao MORIBUNDO aquele, isso faz uma espécie de "reflexo condicionado". Quando o vi aqui no Blog, já ia correndo pra geladeira abrir uma geladinha !!....kkkkk

Cesar disse...

Calma. Vou providenciar fotos atualizadas da família sempre crescente de moribundos.

Schneider disse...

Em matéria de moribundos damos um banho.

* O TRE-SC até poderia colocar uma placa na entrada do prédio: "TRE líder na produção de moribundos"

* Nas escolas as crianças já cantam: "Um moribundo incomoda muita gente. Dois moribundos incomodam, incomodam muito mais..."

* Diálogo entre mandatários catarinenses:
- O meu moribundo é mais bonito do que o teu.
- Mas o meu moribundo é mais lento...

Anônimo disse...

Ô César, o MP não se habilitou, ninguem fala nada, e tu achas que o TRE vai fazer alguma coisa? Vai fazer o que sempre fez, ou seja, dizer que está tudo legal. Mas, só dizer que está tudo legal, lá por 2011.......

Anônimo disse...

boa tio cesar boa,kkkkkkkkkkk
jah vejo q tais + bem humorado pelas tuas respostas,hahahaha,dexando a apatia d lado...




abraços do teu leitor

Carlos

Anônimo disse...

Muito estranho o Ministerio Público daqui ficar calado, o que não ocorreu em Alagoas. Acho que os daqui estão muito bem calçados, tem amigos poderosos e permanecerão moribundos por muito tempo, talvez por uns dez anos. Para a desgraça de Florianópolis acrescento.

Anônimo disse...

Repito o que escrevi lá no blog do Jornalista Moacir Pereira: O Dário não deve perder uma única noite de sono por causa disso, pois se o MPE nada viu de errado, e tampouco o TRE, é porque está tudo certo.

amilton alexandre disse...

MPSC - Muita Pena Sinto César

Anônimo disse...

César, eu me envergonho desse Ministério Público de Santa Catarina. Sempre imaginei que fosse um dos melhores do Brasil, mas perder para os Alagoanos? Isto não tem perdão! Também, uma instituição que coloca um subalterno no comando, só pode dar no que dá. Por que falei subalterno? Porque o Ministério Público de Santa Catarina, queria se achar o melhor, o mais "evoluído" decidiu que o comandante geral, ou o Procurador Geral de Justiça pudesse ser um Promotor e não necessariamente um Procurador de Justiça. Esculhambaram a instituição, desmoralizando-a. Para entender, seria o mesmo que de repente, um soldado raso, um sargente fosse eleito Comandante Geral da Policia Militar, (embora já aconteceu por uns dias atrás, quando o Sg. Soares comandou a tropa toda) ou um Juiz de Direto ser eleito Presidente do Tribunal de Justiça. Então vamos pagar um preço alto pela insanidade do Ministério Público e pelas suas omissões. Esses, só vem $$ na frente. Como o governador aumento o sua participação no bolo da arrecadação, se comprometeram a não perturbar o Governador nem seus afilhados, aqui... um berger...

Anônimo disse...

Senhores, pouco menos de dois anos é tudo o que o nosso prefeito precisa. Até lá, nada será decidido, pelo menos não em caráter definitivo.

JP

Mr Ed disse...

Ë sempre bom lembrar que no Brasil a lei é igual para todos mas alguns são mais iguais que os outros (principalmente em Santa Catarina).
Vão enrolar, enrolar e vai ficar por isso mesmo. Arre!

Anônimo disse...

A preguiça mental me faz hoje um belo "concordante"...Acompanho o leitor Schneider em gênero, número e grau, acho que temos moribundos desse Governo por toda Santa Catarina. De outra parte, torço para que o Cesar encontre rapidamente uma outra imagem para esse novo moribundo, pois a que foi colocada pertence ao IMPERADOR !

Anônimo disse...

Um ano de tramitação é o tempo que o Moriberger precisa para voltar a ser a "vitima da elite que sempre dominou esta cidade".
Com esse troféu ele vai discursar "Por Toda Santa Catarina" e, se por acaso um dia o processo chegar para julgamento, ele renuncia para ser candidato e o processo "perde o objeto" !
Além do mais, aqui não tem nada de similar ao que ocorreu em Alagoas, pois lá vetaram o 3º mandato, aqui ele ultrapassou essa etapa do 3º e não há jurisprudência sobre o 4º !
Vai pra picina, César...

Anônimo disse...

oh tio cesar essa do moribundinho(imagem) tah legal,gostei,pois a otra jah tinha dono:era do moribundo MOR,kkkk



abraços

Caio

Eduardo disse...

Gente,
moribundos somos nós, pobres habitantes de SC, paupérrimos morto-viventes em Florianópolis...
Vamos engolindo nossa dose diária de sapos (barbudos, peludos, carecas, de bigodinhos, alemães, galegos, ...), levando nas ventas e nas águas uma bela dose de ar e água podres, deteriorando em meio ao trânsito infernal (em ônibus COM ar-condicionado DESligado), com vermes comendo nossos pés nas praias e com um serviço público que não nos atende nem com dignidade, quanto mais com celeridade para enterrar nossos corpos antes que virem ossadas...

Morto-vivos, daqueles de cinema, que só pensam em comer cérebros...
dos "governantes"... Mas, infelizmente, quando chegamos lá, vemos que não há nada para saciar nossa fome de viver!

Mortos-vivos somos nós!

Anônimo disse...

Tio César,

É bom analisar o caso do Prefeito de Chapecó. Parece que está na mesma situação do daqui. São os querido do Governador fazendo ilegalidades por toda SC!

Wilmor Henrique disse...

Um anonimo ali, falou em renuncia do pseudo-prefeito. Para ser candidato a governador ele tem MESMO que renunciar?
Se sim, renunciando ele não vai perder o foro privilegiado? E, pra completar, sem o foro, ele não dança rapidinho?
Alguém há algum tempo comentou, que ele não renunciou para o pastor assumir justamente por causa disso, tem lógica isso?

Anônimo disse...

OK, a resposta do Dário, culpando o Amin, até pode ser esfarrapada, mas que é vero, é vero.
O cara adora um tapetão.
Tanto que, se as suas duas tentativas de tapetão derem certo, ele vai poder escolher se assume o Governo do Estado ou a Prefeitura. É uma piada ou não é???

Anônimo disse...

Ô das 5:29 !
Queres dizer que lei não é para valer em "Toda Santa Catarina" ? Só vale em Alagoas ?
Realmente os moribundos, mesmo antes de estarem moribundando, já não gostavam de cumprir a lei. O moribundão gosta de usar aqueles métodos que aprendeu quando atuava no DOPS, e não obedece nem mesmo as leis feitas por ele, daquelas apenas para enganar os eleitores, como a famigerada 254 !
O moribundinho aprendiz segue na mesma toada !
Amigo, quando a lei não vale, tudo pode ! Se decisão judicial é "tapetão", então é bom mandar fechar o judiciário !

Anônimo disse...

O moribundinho aprendiz ficou a cara do Dário, César. É ramperinho. Nem se compara ao do LHS, todo chic, com ares de coisa importada...kkkkk

Anônimo disse...

O cara quando cansa de São José vai a Floripa e vice-versa. Só alegria vai ficar a vida inteira fazendo isso e dando risado dos demais. Sabem que tem a "proteção do TSE para aprontarem a vontade. ELES SÃO IMPUNES...INATINGÍVEIS...INTOCÁVEIS....ESTÃO ACIMA DA LEI...pensando que são deus.

Anônimo disse...

PARABÉNS para o criador do MORIMBUMDINHO. O mais novo do TSE